Please use this identifier to cite or link to this item: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/1051
Title: Desenvolvimento e avaliação de biofilmes conjugados de quitosana e quitosana/insulina.
???metadata.dc.creator???: TRÓCOLLI, Rossanna.
???metadata.dc.contributor.advisor1???: NEVES, Gelmires De Araújo.
???metadata.dc.contributor.advisor2???: FOOK, Marcus Vinícius Lia.
???metadata.dc.contributor.referee1???: LIMA , Verônica Evangelista de.
???metadata.dc.contributor.referee2???: PINTO, Maria Roberta de Oliveira.
Keywords: Avaliação de biofilmes;Quitosana;Insulina;Biomateriais;Diabetes mellitus;Biofilmes conjugados;Difração de raios X;Evaluation of biofilms;Chitosan;Insulin;Biomaterials;Conjugated Biofilms;X-ray diffraction
Issue Date: 31-Aug-2015
Publisher: Universidade Federal de Campina Grande
Citation: TRÓCOLLI, R. Desenvolvimento e avaliação de biofilmes conjugados de quitosana e quitosana/insulina. 2015. 69 f. Dissertação (Mestrado em Ciência e Engenharia de Materiais) – Programa de Pós-Graduação em Ciência e Engenharia de Materiais, Centro de Ciência e Tecnologia, Universidade Federal de Campina Grande, Paraíba, Brasil, 2015.
???metadata.dc.description.resumo???: O Diabetes Melittus configura-se como uma epidemia mundial. É o mais frequente distúrbio que envolve o metabolismo de carboidratos e é caracterizado pelo aumento da taxa de glicose no sangue, a chamada hiperglicemia. É uma doença decorrente da falta de produção ou déficit da ação da insulina. O seu tratamento é a insulinoterapia. Trabalhos utilizando-se da quitosana, como carreador da insulina, são considerados promissores como alternativa da via de administração da mesma. A quitosana é um polissacarídeo de origem natural, biocompatível e biodegradável. Neste contexto, o presente trabalho teve por objetivo desenvolver e avaliar biofilmes conjugados de quitosana e quitosana/ insulina. Os biofilmes foram desenvolvidos pelo método dip-coating e caracterizados pelas técnicas Difração de raios-X (DRX), Espectroscopia na Região de Infravermelho com Transformada de Fourier (FTIR), Microscopia Ótica (MO), Microscopia Eletrônica de Varredura (MEV) / Espectroscopia por Energia Dispersiva de Raios X (EDS) e Molhabilidade por Medida de Ângulo de Contato. A técnica de DRX demonstrou alteração no caráter semicristalino da quitosana com a presença da insulina. Já com o FTIR, foi possível identificar a interação entre a quitosana e a insulina. Foi possível perceber, através das técnicas de MO e MEV, alteração na morfologia dos biofilmes contendo insulina quando comparada a de quitosana pura, com a presença de partículas granulares de tamanhos variados. Já os elementos químicos presentes na quitosana e na insulina foram detectados pela técnica de EDS e, no ensaio de tensão superficial, foi possível observar um aumento no caráter hidrofílico dos biofilmes contendo insulina em comparação àqueles de quitosana pura. Baseado nos resultados obtidos, conclui-se que há evidência da incorporação da insulina ao biofilme de quitosana, indicando possibilidades de uso em tratamentos menos invasivos no futuro.
Abstract: Diabetes Melittus appears as a worldwide epidemic, as the most frequent disorder that involves the metabolism of carbohydrates and is characterized by the increased rate of glucose in the blood, called hyperglycemia. It is a disease resulting from the lack of production or the deficit action of insulin. Its treatment is insulin therapy. Works using the Chitosan as carrier of insulin are considered promising as an alternative to the route of administration. Chitosan is a natural polysaccharide, biocompatible and biodegradable. In this context, the present study aimed to develop and evaluate conjugated Chitosan and Chitosan biofilms/insulin. The Biofilms were developed by dip-coating method and characterized by x-ray Diffraction (DRX), Spectroscopy in the region of Fourier transform infrared (FTIR), Optical Microscopy(MO), Scanning Electron Microscopy (SEM), Energy Dispersive Spectroscopy/x-ray (EDS) and Wettability by Measuring Contact Angle. The technique of DRX demonstrated change in character of biodegradable thermoplastic Chitosan with the presence of insulin. With FTIR, the interaction between Chitosan and insulin was identified. It was possible to realize, through techniques of MO and MEV, change in morphology of membrane containing insulin when compared to pure Chitosan, with the presence of granular particles of varying sizes. The chemical elements already present in Chitosan and insulin were detected by EDS technique and, in the testing of surface tension, it was possible to observe an increase in the hydrophilic character of the biofilms containing insulin in comparison to those of pure Chitosan. Based on the results obtained, it is concluded that there is evidence of the incorporation of insulin to the biofilm of Chitosan indicating possibilities for use in less invasive treatments in the future.
Keywords: Avaliação de biofilmes
Quitosana
Insulina
Biomateriais
Diabetes mellitus
Biofilmes conjugados
Difração de raios X
Evaluation of biofilms
Chitosan
Insulin
Biomaterials
Conjugated Biofilms
X-ray diffraction
???metadata.dc.subject.cnpq???: Engenharia de Materiais e Metalúrgica
URI: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/1051
Appears in Collections:Mestrado em Ciência e Engenharia de Materiais.

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ROSSANNA TRÓCOLLI – DISSERTAÇÃO (UAEMa) 2015.pdf1.77 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.