Please use this identifier to cite or link to this item: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/10888
Title: Variabilidade espacial de características químicas em um solo salino-sódico.
Other Titles: Spatial variability of chemical characteristics in a saline-sodium soil.
???metadata.dc.creator???: OLIVEIRA, João Jácome de.
???metadata.dc.contributor.advisor1???: CHAVES, Lúcia Helena Garófalo.
???metadata.dc.contributor.referee1???: LUNA, João Gil.
Keywords: Variabilidade Espacial;Características Químicas;Solo Salino-sódico;Geoestatística;Semivariograma;Krigagem;Spatial Variability;Chemical Characteristics;Saline-sodium soil;Geostatistics;Semivariogram
Issue Date: Mar-1998
Publisher: Universidade Federal de Campina Grande
Citation: OLIVEIRA, João Jácome de. Variabilidade espacial de características químicas em um solo salino-sódico. 1998. 115f. (Dissertação de Mestrado em Engenharia Agrícola), Programa de Pós-Graduação em Engenharia Agrícola, Centro de Ciências e Tecnologia, Universidade Federal da Paraíba - Campus II Campina Grande - Brasil, 1998.
???metadata.dc.description.resumo???: 0 presente trabalho teve por objetivo estudar a variabilidade espacial de características químicas, em um solo salino-sódico. O experimento foi realizado no Perímetro Irrigado de São Gonçalo Município de Sousa-PB, numa área pertencente a Estação Experimental da Embrapa/Algodão Campina-Grande-PB. A unidade experimental constituiu-se de 2912m , onde foram demarcados 182 pontos de observações, dispostos numa malha quadrada de 4,0x4,0m. As amostras de solo foram coletadas na profundidade de 0-30cm, tomada em cada ponto da malha experimental. As determinações químicas foram realizadas no Laboratório de Irrigação e Salinidade, pertencente ao Departamento de Engenharia Agrícola da Universidade Federal da Paraíba, Campus II, Campina Grande- PB. As analises dos dados foram realizadas através de técnicas estatísticas descritivas e geoestatísticas. As analises descritivas foram feitas com objetivo de observar o comportamento geral dos dados e as analises geoestatísticas, através do exame de semivariograma, para identificar a estrutura espacial das variáveis químicas avaliadas. A partir da estimativa dos parâmetros ajustados ao modelo do semivariograma foi realizada a krigagem numa malha de 2,0m x 2,0m, totalizando 624 pontos, para a construção dos mapas de isolinhas. Pela analise descritiva constatou-se que os dados de pH apresentaram menor variação (CV= 11,06%), seguidos da CTC (CV=39,43%), PST (CV=43,06%), K (CV=48,24%), Na (CV=65,93%), CE (CV=79,20%), Ca (CV-80,43%) e Mg (CV=95,68%). A analise da distribuição de frequência mostrou que os dados de CTC seguiram uma distribuição normal, os dados de CE, potássio e magnésio seguiram uma distribuição log-normal. As demais variáveis químicas avaliadas não seguiram nenhum tipo de distribuição. As analises geoestatísticas realizadas revelaram que o melhor modelo de ajuste para o semivariograma dos dados das variáveis químicas PST, CE, CTC, potássio, cálcio e sódio, foi o esférico. Os dados de pH e magnésio não apresentaram estrutura de dependência espacial quando analisado o conjunto total de dados, porem, apos a eliminação dos dados considerados discrepantes, no caso de magnésio, e dados que estavam caracterizando uma tendencia no caso de pH, foi possível ajustar modelos gaussiano e linear, respectivamente, para pH e magnésio. As analises dos semivariogramas mostraram estrutura espacial com alcances médios de 21, 15 ,12, 12, 25, 27, 23 e 16m, respectivamente, para pH, PST,CE, CTC, potássio, cálcio, magnésio e sódio. As variáveis químicas PST, potássio e cálcio apresentaram forte dependência espacial, enquanto as demais apresentaram moderada dependência espacial. Os mapas de isolinhas, obtidos a partir dos valores estimados pelo processo de krigagem, permitiram uma visualização das regiões de menor e maior variabilidade para cada variável química analisada, o que e importante para a recomendação de manejo dessas regiões, como também no delineamento experimental de futures trabalhos na área.
Abstract: The objective of this work, had to study the spatial variability of chemical characteristic in the saline-sodic soil. The experiment was carried out in the Irrigated Perimeter of Sao Goncalo, Sousa, Paraiba, in Experimental Station area of the Embrapa Algodao. The experimental unit was of 2912m2, where were demarcated 182 observations points, ordered in a square mesh of 4,0x4,0m. The soil samples were colletecd at the profundity of 0-3 Ocm, in each experimental mesh point. The chemical determinations were realized in the Salinity and Irrigation Laboratory, belonging Agricultural Engineering Departament of Federal University of Paraiba, Campina Grande-PB. The data analysis were realized through descriptive statistic and geoestatistic. The descriptive analysis were realized with objective of to observe the data deportment usually of and the geoestatistics analyses through of the semivariogram view of, to examine the spacial structure of evaluated chemical variable. From of parameter estimate fitted to semivariogram of model was, realized the krige, in the mesh of 2,0x2,0m, totalized 624 points, to construction of isolines maps. By descriptive analysis showed that the data of pH presented variation fewer (CV=11,06%), followed of CTC (CV=39,43%), PST (CV=43,06%), K (CV=48,24%), Na (CV=65,93%), CE (CV=79,20%), Ca (CV=80,43%) and Mg (95,68%). The analysis of frequency distribution, showed that the data of CTC, followed a normal distribution. The data of CE, K and Mg followed a log-normal distribution. The another chemical variable not fbllwed non type of distribuition evaluated. The geoestatistic analysis realized showed that the models best of to semivariogram fited of data of chemical variable, PST, CE, CTC, K, Ca and Na was the spherical. The data of pH and Mg not suggested structure of spacial dependence, when analised, the assesment total of data, but, after the expuged of data considerate discrepancy, in case of Mg and data that stayed characterized a trend in case of pH, was feasible to fit gaussiano and linear models, respectively, to pH and Mg. The semivariogram analysis showed spatial structure with medium scope of 21,15,12, 12, 25, 27, 23 and 16m, respectively, to pH, CE, PST, K, Ca, Mg e Na. The chemical variable PST, K and the Ca, suggested fort spatial dependence, while, the another suggested moderate spatial dependence. The isolines maps, obtained the leave of estimated values by krige of process, permited a visual of regions of variability minor and major for each chemical variable analyzed, the what is important at the recommendation from mangeable this regions, as also in the experimental delineatement of futuros works in the area.
Keywords: Variabilidade Espacial
Características Químicas
Solo Salino-sódico
Geoestatística
Semivariograma
Krigagem
Spatial Variability
Chemical Characteristics
Saline-sodium soil
Geostatistics
Semivariogram
???metadata.dc.subject.cnpq???: Engenharia Agrícola
URI: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/10888
Appears in Collections:Mestrado em Engenharia Agrícola.

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
JOÃO JÁCOME DE OLIVEIRA - DISSERTAÇÃO PPGEA 1998.pdfJoão Jácome de Oliveira - Dissertação PPGEA 1998. 6.64 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.