Please use this identifier to cite or link to this item: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/11098
Title: Insuficiência cardíaca na Paraíba: análise epidemiológica de 2008 a 2018
Other Titles: Heart failure in Paraíba: epidemiological analysis from 2008 to 2018.
???metadata.dc.creator???: FERREIRA, Victor Emanuel Pereira.
???metadata.dc.contributor.advisor1???: PINTO, Natália Bitu.
???metadata.dc.contributor.referee1???: BARRETO, Veruscka Pedrosa.
???metadata.dc.contributor.referee2???: LAMEIRA, Allan Pablo Nascimento.
Keywords: Insuficiência cardíaca;Doenças cardiovasculares;Cardiopatias;Epidemiologia;Paraíba - perfil epidemiológico;Cardiac Insufficiency;Cardiovascular Diseases;Heart Diseases;Epidemiology;Paraíba - Epidemiological Profile
Issue Date: 27-Nov-2019
Publisher: Universidade Federal de Campina Grande
Citation: FERREIRA, Victor Emanuel Pereira.Insuficiência cardíaca na Paraíba: análise epidemiológica de 2008 a 2018. 2019. 57f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Medicina) - Centro de Formação de Professores, Universidade Federal de Campina Grande, Cajazeiras, Paraíba, Brasil, 2019.
???metadata.dc.description.resumo???: A insuficiência cardíaca (IC) configura-se como uma síndrome clínica complexa e um dos principais problemas de saúde do grupo das doenças cardiovasculares, sendo a via final comum da maioria das cardiopatias. Seu prognóstico é intimamente relacionado ao número de internações, e existe, a nível mundial, uma estreita relação entre o aumento do número de casos e a elevação nos custos para o serviço de saúde. Os estudos brasileiros sobre a avaliação da epidemiologia e do impacto socioeconômico da insuficiência cardíaca ainda são bastante reduzidos. O presente estudo tem por objetivo traçar o perfil epidemiológico da insuficiência cardíaca no Estado da Paraíba durante os anos de 2008 a 2018, analisando o número total de internações, faixa etária, sexo, cor/raça, regime e caráter de atendimento, dias e média de tempo de permanência, número total de óbitos e taxa de mortalidade, bem como o impacto dos custos hospitalares. Trata-se de um estudo epidemiológico, observacional, descritivo e de abordagem quantitativa, fundamentado em dados disponíveis do Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde (DATASUS), a partir do Sistema de Informações Hospitalares (SIH/SUS). No período analisado ocorreram 54.838 autorizações de internações hospitalares, havendo os pacientes permanecido 318.379 dias internados com uma média de permanência, em dias, de 5,8. O número de óbitos foi de 5.136, com uma taxa de mortalidade de 9,37%. O estudo evidencia que a IC acomete em maior proporção o sexo masculino, os maiores de 80 anos, autodeclarados pardos e os atendidos em caráter de urgência. A prevalência das internações, do custo médio e do total de óbitos foram maiores nos municípios de João Pessoa, Campina Grande e Santa Rita, mas a taxa de mortalidade atingiu maiores patamares em Soledade, Guarabira e Sumé. Verificou-se uma redução das internações ao longo da série de anos, contudo houve um crescimento da média de permanência, taxa de óbito e do custo da internação hospitalar. A realização deste estudo permitiu um conhecimento mais aprofundado da epidemiologia da IC no Estado da Paraíba, mostrando que mesmo com a diminuição das internações hospitalares, a IC continua sendo uma síndrome clínica com elevados índices de mortalidade e com elevado custo.
Abstract: Heart failure (HF) is a complex clinical syndrome and one of the main health problems of the cardiovascular disease group, and is the final common pathway of most heart diseases. Its prognosis is closely related to the number of hospitalizations, and there is a worldwide relationship between the increase in the number of cases and the increase in health care costs. Brazilian studies on epidemiological assessment and socioeconomic impact of heart failure are still very small. This study aims to track the epidemiological profile of heart failure in the state of Paraiba from 2008 to 2018, analyzing the total number of hospitalizations, age group, sex, color / race, regime and character of care, days and average, length of stay, total number of deaths and mortality rate, as well as the impact of hospital costs. This is an epidemiological, observational, descriptive and quantitative approach study, based on data available from the Department of Informatics of the Unified Health System (DATASUS), from the Hospital Information System (SIH / SUS). Over the period analyzed, 54,838 hospital admissions were authorized, with permanent patients 318,379 days hospitalized with an average stay in days of 5.8. The number of deaths was 5,136, with a mortality rate of 9,37%. The study shows that a HF reaches a higher proportion of males, over 80 years, self-declared browns and with status on an urgent basis. The prevalence of hospitalizations, average cost and total deaths were higher in the cities of João Pessoa, Campina Grande and Santa Rita, but the mortality rates reached higher levels in Soledade, Guarabira and Sumé. There was a reduction in hospitalizations over the years, however there was an average increase in length of stay, mortality rates and cost of hospitalization. This study allowed a deeper knowledge of the epidemiology of HF in Paraiba State, showing that even with the reduction of hospitalizations, HF remains a clinical syndrome with high mortality rates and high cost.
Keywords: Insuficiência cardíaca
Doenças cardiovasculares
Cardiopatias
Epidemiologia
Paraíba - perfil epidemiológico
Cardiac Insufficiency
Cardiovascular Diseases
Heart Diseases
Epidemiology
Paraíba - Epidemiological Profile
???metadata.dc.subject.cnpq???: Medicina.
URI: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/11098
Appears in Collections:Curso de Bacharelado em Medicina

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
VICTOR EMANUEL PEREIRA FERREIRA.TCC. BACHARELADO EM MEDICINA. 2019.pdfVictor Emanuel Pereira Ferreira. TCC. Bacharelado em Medicina. 2019.984.52 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.