Please use this identifier to cite or link to this item: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/11602
Title: Violência sexual contra crianças e adolescentes: uma análise acerca do trabalho multiprofissional em um Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) no sertão paraibano.
Other Titles: Sexual violence against children and adolescents: an analysis of multiprofessional work in a Specialized Reference Center for Social Assistance (CREAS) in the interior of Paraíba.
???metadata.dc.creator???: ABREU, Maria Siqueira de.
???metadata.dc.contributor.advisor1???: OLIVEIRA, Juliana e Silva de.
???metadata.dc.contributor.referee1???: CARVALHO, Glaucia Maria de Oliveira.
???metadata.dc.contributor.referee2???: SANTOS, Mayewe Eliênia Alves dos.
Keywords: Violência sexual;Criança e adolescente;Trabalho multiprofissional;Centro de Referência Especializado de Assistência Social - CREAS;Proteção social especial;Sexual violence;Child and teenager;Multiprofessional work;Specialized Social Assistance Reference Center - CREAS;Special social protection
Issue Date: 2-Jul-2019
Publisher: Universidade Federal de Campina Grande
Citation: ABREU, Maria Siqueira de. Violência sexual contra crianças e adolescentes: uma análise acerca do trabalho multiprofissional em um Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) no sertão paraibano. 2019. - Monografia (Curso de Graduação em Serviço Social) Centro de Ciências Jurídicas e Sociais, Universidade Federal de Campina Grande. – Sousa/PB – Brasil, 2019.
???metadata.dc.description.resumo???: A presente pesquisa tem como objetivo analisar o trabalhado realizado pelas/os profissionais do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) do município de Sousa-PB frente aos casos de violência sexual cometidos contra crianças e adolescentes. No seio desta proposta investigativa, buscamos identificar quais as principais estratégias de intervenção têm sido adotadas pela equipe multiprofissional deste órgão para enfrentar eficazmente esta cruel expressão da questão social, de modo que isso também revele como tem ocorrido o atendimento prestado as vítimas e as suas famílias. Além disso, consideramos pertinente e oportuno abordar sobre a rede de proteção da infância e adolescência, já que dentre os nossos objetivos está o de investigar como as/os profissionais deste aparelho institucional tem realizado a interlocução com a rede de enfrentamento à violência sexual contra o público infanto-juvenil, o que acaba proporcionando o desvelamento da atual situação do trabalho em rede local, este que, a nosso ver, é fundamental para prevenir, combater e enfrentar essa multifacetada expressão da violência. Objetivamos, ainda, assinalar os limites e possibilidades postos a equipe de referência do CREAS para intervir sobre a referida demanda. No tocante a metodologia utilizada, esta respaldou-se em pesquisas de cunho qualiquantitativo, bibliográficas, documentais, de campo, a partir de uma entrevista semiestruturada na qual entrevistamos seis profissionais do órgão supracitado. A pesquisa está sustentada pelo método histórico crítico dialético, responsável por nos proporcionar uma análise crítica e aprofundada do objeto estudado, ultrapassando o que está aparente e alcançando a sua essência. Durante a entrevista dentre os diversos fatores que tem inviabilizado um enfrentamento eficaz a essa demanda, podemos destacar as condições precarizadas de trabalho das/os profissionais do referido órgão, a desarticulação da própria equipe do CREAS e a fragilidade do trabalho em rede.
Abstract: The present research aims to analyze the work done by the professionals of the Specialized Reference Center for Social Assistance (CREAS) in the city of Sousa-PB in the face of cases of sexual violence committed against children and adolescents. Within this investigative proposal, we seek to identify the main strategies of intervention have been adopted by the multiprofessional team of this body to face effectively this cruel expression of the social question, so that this also reveals how has occurred the care provided to the victims and their families . In addition, we consider it pertinent and timely to address the network for the protection of children and adolescents, since among our objectives is to investigate how the professionals of this institutional apparatus has carried out the interlocution with the network to confront sexual violence against the children's youth audience, which ultimately reveals the current situation of local network work, which, in our view, is fundamental to prevent, combat and face this multifaceted expression of violence. We also intend to point out the limits and possibilities placed by CREAS 'reference team to intervene on this demand. Regarding the methodology used, it was based on qualitative, bibliographic, documentary, field research, based on a semi-structured interview in which we interviewed six professionals from the aforementioned agency. The research is supported by the critical historical dialectic method, responsible for providing us with a critical and in-depth analysis of the studied object, surpassing what is apparent and reaching its essence. During the interview among the many factors that have prevented effective coping with this demand, we can highlight the precarious working conditions of the professionals of this body, the disarticulation of the CREAS staff and the fragility of networking.
Keywords: Violência sexual
Criança e adolescente
Trabalho multiprofissional
Centro de Referência Especializado de Assistência Social - CREAS
Proteção social especial
Sexual violence
Child and teenager
Multiprofessional work
Specialized Social Assistance Reference Center - CREAS
Special social protection
???metadata.dc.subject.cnpq???: Serviço Social
URI: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/11602
Appears in Collections:Curso de Bacharelado em Serviço Social

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MARIA SIQUEIRA DE ABREU - TCC SERVIÇO SOCIAL 2019.pdf849.01 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.