Please use this identifier to cite or link to this item: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/11705
Title: Análise in silico da variabilidade genética do oncogene E5 do HPV 16.
Other Titles: In silico analysis of the genetic variability of the oncogene E5 of HPV 16.
???metadata.dc.creator???: MATOS, Gabriella Amâncio.
???metadata.dc.contributor.advisor1???: SILVA JÚNIOR, Antônio Humberto Pereira da.
???metadata.dc.contributor.referee1???: FARIAS, Maria do Carmo Andrade Duarte de.
???metadata.dc.contributor.referee2???: QUEIROZ, Edvanina de Sousa Costa.
Keywords: Papilomavírus Humano 16;HPV;Oncogene;Neoplasias do colo do uterino;Câncer do colo do útero;Human Papillomavirus 16;Neoplasms of the Cervix;Cervical Cancer
Issue Date: 22-Nov-2019
Publisher: Universidade Federal de Campina Grande
Citation: MATOS, Gabriella Amâncio. Análise in silico da variabilidade genética do oncogene E5 do HPV 16. 2019. 58f. Trabalho de Conclusão de Curso ( Bacharelado em Medicina) - Centro de Formação de Professores, Universidade Federal de Campina Grande, Cajazeiras, Paraíba, Brasil, 2019.
???metadata.dc.description.resumo???: O Papilomavírus humano (HPV) é o grande responsável por causar diversos tipos de cânceres, destacando-se o câncer cervical, e as lesões genitais, sendo o oncogene E5 pertencente a esse patógeno importante para seu potencial oncogênico. Esse trabalho analisou a variabilidade genética in silico do gene E5 das sequências gênicas do HPV 16 utilizado o banco de dados genômicos do National Center for Biotechnology Information (NCBI) a fim de identificar, por meio do alinhamento dos códons, mudanças estruturais na organização da estrutura secundária da oncoproteína, que poderia influenciar em seu grau de patogenicidade. As análises das variações do oncogene E5 do HPV16 depositadas nos bancos de dados, revelaram a existência, por meio do software PSIPRED, de vários sítios polimórficos, por meio da investigação da estrutura secundária da proteína, bem como as variações encontradas nas sequencias das variantes, em relação à sequência protótipo K02718. Em relação ao mapeamento dos epítopos conforme os padrões da plataforma IEDB, foi observado que a sequência da oncoproteína 16E5 da amostra de referência K02718, formou epítopos imunogênicos com moléculas pertencentes ao MHC-I (HLA-A e HLA-B) e MHC-II (HLA- DR), sendo as moléculas complexo HLA-A estão mais relacionadas com a ação da oncorproteína 16E5. As mutações não-sinônimas promovem mudanças no arcabouço da estrutura secundária da oncorproteína 16E5 necessitando-se de um estudo das células para sabermos o impacto que tais mudanças geram na progressão da carcinogênese. O estudo dos epítopos imunogênicos é bastante útil para o planejamento da identificação e da identificação de progressões carcinogênicas precoces, sendo a biologia computacional uma nova vertente de estudo científico para identificação e ação inicial para o desenvolvimento de estratégias imunoterapêuticas.
Abstract: The human papillomavirus (HPV) is largely responsible for causing several types of cancer, especially cervical cancer, and genital lesions, being the oncogene E5 belonging to this pathogen important for its oncogenic potential. This work analyzed the in silico genetic variability of gene E5 of HPV 16 gene sequences using the National Center for Biotechnology Information (NCBI) genomic database in order to identify, through the alignment of the codons, structural changes in the organization of the secondary structure of oncoprotein, which could influence its degree of pathogenicity. Analysis of HPV16 oncogene E5 variations deposited in the databases revealed the existence, through the PSIPRED software, of several polymorphic sites, by investigating the secondary structure of the protein, as well as the variations found in the variant sequences, with respect to the prototype sequence K02718. Regarding the mapping of the epitopes according to the IEDB platform standards, it was observed that the oncoprotein 16E5 sequence of the reference sample K02718 formed immunogenic epitopes with molecules belonging to MHC-I (HLA-A and HLA-B) and MHC- II. (HLA-DR), where HLA-A complex molecules are more related to the action of oncorprotein 16E5. Non-synonymous mutations promote changes in the secondary structure structure of 16E5 oncorprotein requiring a cell study to determine the impact that such changes have on the progression of carcinogenesis. The study of immunogenic epitopes is very useful for planning the identification and identification of early carcinogenic progressions, being computational biology a new strand of scientific study for identification and initial action for the development of immunotherapeutic strategies.
Keywords: Papilomavírus Humano 16
HPV
Oncogene
Neoplasias do colo do uterino
Câncer do colo do útero
Human Papillomavirus 16
Neoplasms of the Cervix
Cervical Cancer
???metadata.dc.subject.cnpq???: Medicina.
URI: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/11705
Appears in Collections:Curso de Bacharelado em Medicina

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
GABRIELLA AMÂNCIO MATOS. TCC. BACHARELADO EM MEDICINA. 2019.pdfGabriella Amâncio Matos. TCC. Bacharelado em Medicina. 2019.1.2 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.