Please use this identifier to cite or link to this item: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/11728
Title: Perfil epidemiológico dos atendimentos antirrábicos humanos no Brasil, no período de 2010 a 2017.
Other Titles: Epidemiological profile of human anti-rabies care in the Brazil, from 2010 to 2017.
???metadata.dc.creator???: SOBRAL FILHO, Neuzelito Cavalcanti.
???metadata.dc.contributor.advisor1???: PINTO, Natália Bitú.
???metadata.dc.contributor.referee1???: ASSIS, Elisangela Vilar de.
???metadata.dc.contributor.referee2???: ABRANTES, Kennia Sibelly Marques de.
Keywords: Raiva humana;Prevenção de doenças;Monitoramento epidemiológico;Zoonose;Epidemiologia;Atendimentos antirrábicos humanos;Profilaxia antirrábica;Animais – transmissão de doenças;Human Rage;Prevention of Diseases;Epidemiological Monitoring;Zoonosis;Epidemiology;Human Anti-Rabies Care;Anti-Rabies Prophylaxis;Animals - Disease Transmission
Issue Date: 27-Nov-2019
Publisher: Universidade Federal de Campina Grande
Citation: SOBRAL FILHO, Neuzelito Cavalcanti. Perfil epidemiológico dos atendimentos antirrábicos humanos no Brasil, no período de 2010 a 2017. 2019. 52f. Trabalho de Conclusão de Curso ( Bacharelado em Medicina) - Centro de Formação de Professores, Universidade Federal de Campina Grande, Cajazeiras, Paraíba, Brasil, 2019.
???metadata.dc.description.resumo???: A raiva trata-se de uma doença zoonótica infecciosa, de etiologia viral, que causa encefalite aguda em mamíferos. Com um grande impacto socioeconômico e uma letalidade de aproximadamente 100%, ainda é considerada um grave problema de saúde pública para o Brasil. Tanto a doença, quanto o atendimento antirrábico, são de notificação compulsória, as quais são processadas e registradas pelo Sistema de Informações de Agravos de Notificação (SINAN), em todo território nacional, através de fichas padronizadas. O objetivo principal do estudo foi analisar o perfil epidemiológico dos atendimentos antirrábicos humanos no Brasil, no período de 2010 a 2017. O trabalho trata-se de um estudo ecológico, descritivo, retrospectivo baseado em dados obtidos do Departamento de Imunização e Doenças Transmissíveis, de fichas de atendimento antirrábico humano no Brasil elaboradas pelo SINAN, no período de 2010 a 2017. Observaram-se 4.973.131 notificações, das quais a maioria foi do sexo masculino (53%), o que pode ser explicado pelas atividades laborais (risco ocupacional); adultos (45,2%), pela movimentação por vias públicas e pelos cuidados com animais de estimação; zona urbana (83,6%), o que sugere maior densidade populacional e menor grau de subnotificação; cachorro como animal mais prevalente durante as agressões (82%), pelo número elevado de cães não domiciliados e de estimação; crescimento de 49,7% no número de agressões por morcegos, o que sugere destruição do seu habitat e adaptação as cidades; observação do animal mais esquema de vacinação (46,7%) quanto ao tipo de tratamento indicado, que quando há indicação adequada, apresenta eficácia para redução de infecções no ciclo urbano; 3% de condutas corretas em relação a exposição indireta ao animal, que sugere desconhecimento por parte dos profissionais de saúde das condutas indicadas pelo Ministério da Saúde. Conclui-se que foram observadas a realização de condutas profiláticas inadequadas, e falta ou preenchimento inadequado da ficha de notificação, o que demonstra a necessidade de capacitação dos profissionais de saúde para uma correta instituição da profilaxia antirrábica humana e preenchimento adequado das fichas de notificação. O crescimento no número de agravos por morcegos revela a necessidade de vigilância mais rigorosa dessa espécie, com o monitoramento dos abrigos e controle populacional por meio de capturas da espécie, tendo em vista a prevalência da raiva humana transmitida por morcego no Brasil, nos últimos anos.
Abstract: Rabies is an infectious zoonotic disease of viral etiology that causes acute encephalitis in mammals. With a large socioeconomic impact and a lethality of approximately 100%, it is still considered a serious public health problem for Brazil. Both the disease and the anti-rabies care are compulsorily notified, which are processed and registered by the Disease Information System (SINAN), throughout the national territory, through standardized forms. The main objective of the study was to analyze the epidemiological profile of human anti-rabies care in Brazil, from 2010 to 2017. This work is an ecological, descriptive, retrospective study based on data obtained from the Department of Immunization and Communicable Diseases, from human anti-rabies care sheets in Brazil prepared by SINAN, from 2010 to 2017. There were 4,973,131 notifications, most of which were male (53%), which can be explained by labor activities (occupational risk); adults (45.2%), for the movement by public roads and for the care with pets; urban area (83.6%), which suggests higher population density and lower underreporting; dog as the most prevalent animal during aggressions (82%), due to the high number of dogs not domiciled and pet; 49.7% increase in bat attacks, suggesting habitat destruction and adaptation to cities; observation of the animal plus vaccination schedule (46.7%) regarding the type of treatment indicated, which when there is adequate indication, is effective for reducing infections in the urban cycle; 3% of correct treatments in relation to indirect exposure to the animal, which suggests that health professionals are unaware of the treatment indicated by the Ministry of Health. It was concluded that inappropriate prophylactic treatments were observed, and lack or inadequate completion of the form notification, which demonstrates the need for training of health professionals for a correct institution of human rabies prophylaxis and proper completion of notification forms. The increase in the number of bat injuries reveals the need for more rigorous surveillance of bats with shelter monitoring and population control by catching the species given the prevalence of bat-transmitted human rabies in Brazil in recent years.
Keywords: Raiva humana
Prevenção de doenças
Monitoramento epidemiológico
Zoonose
Epidemiologia
Atendimentos antirrábicos humanos
Profilaxia antirrábica
Animais – transmissão de doenças
Human Rage
Prevention of Diseases
Epidemiological Monitoring
Zoonosis
Epidemiology
Human Anti-Rabies Care
Anti-Rabies Prophylaxis
Animals - Disease Transmission
???metadata.dc.subject.cnpq???: Medicina.
URI: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/11728
Appears in Collections:Curso de Bacharelado em Medicina

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
NEUZELITO CAVALCANTI SOBRAL FILHO. TCC. BACHARELADO EM MEDICINA. 2019.pdfNeuzelito Cavalcanti Sobral Filho. TCC. Bacharelado em Medicina. 2019.2.11 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.