Please use this identifier to cite or link to this item: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/11894
Title: Redesigning question & answer sites to promote culturally diverse adoption: what are participants' needes to exchange in stackexchange?
Other Titles: Redesenhando sites de perguntas e respostas para promover a adoção culturalmente diversa: quais são as necessidades dos participantes de trocar em stackexchange?
???metadata.dc.creator???: OLIVEIRA, Nigini Abilio.
???metadata.dc.contributor.advisor1???: ANDRADE, Nazareno Ferreira de.
???metadata.dc.contributor.referee1???: GUERRERO, Dalton Dario Serey.
???metadata.dc.contributor.referee2???: MARINHO, Leandro Balby.
???metadata.dc.contributor.referee3???: SALGADO, Luciana Cardoso de Castro.
???metadata.dc.contributor.referee4???: PEREIRA, Roberto.
Issue Date: 4-May-2017
Publisher: Universidade Federal de Campina Grande
Citation: OLIVEIRA, Nigini Abilio. Redesigning question & answer sites to promote culturally diverse adoption: what are participants' needes to exchange in stackexchange? 94f. (Tese de doutorado em Ciência da Computação ) Programa de Pós-graduação em Ciência da Computação, Centro de Engenharia Elétrica e Informática, Universidade Federal de Campina Grande - Paraíba - Brasil, 2017.
???metadata.dc.description.resumo???: Os sites de Perguntas e Respostas (Q&A) tem o objetivo de solucionar os problemas de seus participantes fornecendo ferramentas para que eles criem colaborativamente respostas para perguntas feitas, construindo assim um repositório de conhecimento pesquisável. Mais do que um repositório de informações, esses ambientes são comunidades de pessoas que interagem em torno do conhecimento criado. No entanto, como os colaboradores estão espalhados por todo o mundo, estes tendem a não compartilhar o mesmo contexto socioeconômico e cultural. Essas diferenças podem criar barreiras ou oportunidades de colaboração, e a falta de observação dessas diferençaas pode resultar em comunidades menos diversificadas e produtivas. Esta pesquisa baseia-se na premissa de que ambientes online abertamente disponíveis podem ser projetados para apoiar igualmente o engajamento de comunidades culturalmente diversas e visa melhorar o conhecimento sobre como fazê-lo no caso de sites de Q&A. Embora o sucesso dos ambientes de perguntas e respostas online dependa da participação dos usuários, a literatura mostra que o número de contribuições varia entre os países, além de estarem associados a valores culturais regionais. Nos seguimos estes resultados para examinar: (1) se tais diferenças se mantém em dois sites populares não explorados previamente; (2) Se as diferenças na participação dos grupos nacionais também ocorrem porque alguns países tem uma porcentagem maior de usuários que estão dispostos a contribuir; e (3) Quais valores e perspectivas culturais sobre a colaboração podem orientar a concepção de sites de Q&A e outros ambientes interculturais de produção de conhecimento colaborativo mais inclusivos. Para responder as nossas perguntas de pesquisa usamos uma abordagem de métodos mistos, começando por desenvolver uma exploração quantitativa da participação dos grupos nacionais e das explicações significativas para possíveis diferenças. Em seguida, mostramos como essas diferenças podem ser compreendidas através de um estudo qualitativo: uma comparação baseada nos valores humanos segundo a perspectiva dos projetistas do site e das preferências dos participantes de três países. Nossa analise quantitativa confirmou resultados anteriores sobre a relação entre cultura nacional - mais especificamente o construto 'Individualismo versus Coletivismo" - e diferenças em participação online. Nos encontramos, por exemplo, que os países com uma menor porcentagem de participantes engajados em atividades de responder e comentar apresentam maior probabilidade de serem nações classificadas como coletivistas (geralmente aqueles fora da América do Norte e Europa Ocidental) ou de terem uma baixa proficiência em Inglês. Nos complementamos este resultado com uma analise de entrevistas a participantes de sites de pergunta e resposta provenientes de três países: China, Índia e Estados Unidos. Nossos resultados mostram que participantes Indianos e Chineses parecem buscar mais interação social que os Americanos - uma affordance que em geral não e suportada pelos sites estudados. Esta pesquisa aborda os valores humanos inerentes as comunidades de Q&A online e as tensões existentes entre as diferentes partes interessadas que colaboram para criar artefatos de conhecimento de alta qualidade. Com base nisso discutimos como as decisões de design específicas desses sites, como o mecanismo de recompensa competitiva utilizado para incentivar as contribuições, poderiam ser alteradas para incentivar a contribuição de participantes atualmente passivos. Ao esclarecer as informações subjacentes a relação entre as teorias culturais e o engajamento online, esperamos contribuir para a criação de ambientes online com uma maior capacidade de mediar questões relacionadas a diferenças culturais.
Abstract: Question and Answer (Q&A) sites have the goal of solving participant's problems by providing tools for them to collaboratively create answers to posed questions and build a repository of searchable knowledge. More than a repository for information though, these environments are communities of people that interact around the created knowledge. However, because collaborators are spread around the world they tend not to share the same socioeconomic context nor the cultural background. Such differences can either create barriers or opportunities for collaboration, and a lack of observation of these differences might result in less diverse and productive communities. This research is grounded in the perspective that openly-available online environments can be designed to equally support the engagement of culturally diverse communities, and aims to improve the knowledge on how to do so in the case of Q&A sites. While the success of online Question & Answer environments relies on user participation, previous work has shown that the number of contributions varies between countries and that they are also associated with regional cultural values. We follow this lead to examine: (1) If such differences hold for two not previously explored popular Q&A sites; (2) Whether differences in national groups participation also happen because certain countries have a higher percentage of users who are willing to contribute; and (3) What local cultural values and perspectives on collaboration can guide the design of more inclusive Q&A sites and other knowledge-based intercultural peer-production activities. To answer our research questions we use a mixed-methods approach, starting by developing a quantitative exploration of national groups' participation and the significant explanations for its differences. We then show how these differences can be further understood through a qualitative study, a human values based comparison of the site designers' perspectives and the participants' preferences from three national groups. Our quantitative analysis confirm previous results regarding the relation between national culture - more specifically the "Individualism versus Collectivism" construct - and differences in online participation. For instance, we find that the countries with a smaller percentage of participants who engage in answering or commenting to posts are more likely to be from countries that have been shown to be more collectivists (mostly the ones outside iii North America and Western Europe) or have lower English proficiency indexes. We complement this result with an analysis of interviews with Question & Answer site users from three countries: China. India and United States. Our results show that Indian and Chinese participants seem to search for more social interactions than Americans - an affordance that is in general not supported by the studied sites. This research surfaces the human values inherent to online Question & Answer communities and the existent tensions between different stakeholders collaborating to create high quality knowledge artifacts. Based on that we discuss how specific design decisions on these sites, such as the competitive reward mechanism used to encourage contributions could be changed to encourage currently passive people to contribute. By clarifying the nuanced information underlying the relation between cultural theories and online engagement we hope to contribute to the design of more culturally-aware online environments.
URI: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/11894
Appears in Collections:Doutorado em Ciência da Computação.

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
NIGINI ABILIO OLIVEIRA - TESE PPGCC 2017.pdfNigini Abilio Oliveira- TESE PPGCC 2017.16.22 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.