Please use this identifier to cite or link to this item: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/12499
Title: Corpos de branco e rosa: as transformações corporais nos espaços prisionais femininos.
Other Titles: White and pink bodies: bodily transformations in female prison spaces.
???metadata.dc.creator???: ANTERO, Nadjaria Kalyenne de Lima.
???metadata.dc.contributor.advisor1???: SILVA, Vanderlan Francisco da.
???metadata.dc.contributor.referee1???: LADOSKY , Mário.
???metadata.dc.contributor.referee2???: SOUZA, Alessa Cristina Pereira de.
Keywords: Mulher;Transformação Corporal;Prisão;Campina Grande;Woman;Body Transformation;Prison
Issue Date: Feb-2020
Publisher: Universidade Federal de Campina Grande
Citation: ANTERO, N. K. de L. Corpos de branco e rosa: as transformações corporais nos espaços prisionais femininos. 2020. 95 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais) Pós-Graduação em Ciências Sociais, Centro de Humanidades, Universidade Federal de Campina Grande, Paraíba, Brasil, 2020.
???metadata.dc.description.resumo???: Nesta dissertação, seguiu-se a partir da figura das mulheres presas da Penitenciária Regional Feminina de Campina Grande, localizada na cidade de mesmo nome. Percebida por mim enquanto categoria, discuti essa e outras como prisão e corpo, que revelaram particularidades no campo de estudo. Na pesquisa, mediante ao auxílio de teóricos como Michel Foucault, Erving Goffman, Pierre Bourdieu e Anthony Giddens, abordei a temática da corporeidade na mulher presa. O meu desejo foi o de compreender quais as transformações corporais dessas mulheres e como isso acontece diante da dinâmica social nas prisões brasileiras. Para alcançar esse objetivo central, acionei conceitos como casulo protetor, segurança ontológica e habitus para mostrar a maneira como essas mulheres reclusas lidam com essas mudanças, incorporam e desenvolvem comportamentos, se destacando das mulheres que estão circulando pelas ruas. Com isso, dividi as minhas descobertas de duas formas: Na primeira parte, eu faço um esforço de levantar uma discussão analítica-teórica envolvendo esses e outros autores, depois, apresento os dados coletados do campo de pesquisa e como isso se relaciona com a teoria escolhida. Para atingir os objetivos, também exercitei os processos de escuta e fala, com a análise da observação participante e técnicas estabelecidas pela etnografia. A pesquisa completa foi realizada durante meses, entre idas e vindas ao presídio, mas a aplicação de entrevistas se deu entre os meses de dezembro de 2019 a janeiro de 2020 no bairro do Serrotão. É a arquitetura das prisões e todo o seu corpo físico, que foram observados sob o prisma de como eles (re)produzem não somente as subjetividades dessas mulheres, mas em como influenciam nos corpos desses sujeitos, transformando-as sejam em corpos marcados por cicatrizes, procedimentos de autocuidado ou mesmo disciplinados. Essa escrita tomou como base a história narrada por essas mulheres, que a partir da prisão revelaram peculiaridades, costuradas com as contribuições teóricas, possibilitaram caminhos a serem desvencilhados nas Ciências Sociais. Nos resultados, identifiquei diversas transformações corporais e que elas afetam a vida e dinâmica social do grupo estudado no ambiente carcerário. Foram mudanças na alimentação, na forma de se vestir, o autocuidado e até sinais de definhamento corporal. Não obstante, elas também sofreram com os processos internos potencializados em forma de abandono, saudade e solidão por trás das grades.
Abstract: This dissertation was developed under the figure of imprisoned women from the Regional Women's Penitentiary of Campina Grande, located in the city of the same name. Perceived by me as a category, I discussed this and others like prison and body, which revealed particularities in the field of study. In the research, through the support of theorists such as Michel Foucault, Erving Goffman, Pierre Bourdieu and Anthony Giddens, I approached the theme of corporeality in imprisoned women. My desire was to understand which are the body changes of these women and how it occurs in the face of social dynamics in Brazilian prisons. To accomplish this central goal, I engaged with concepts such as protective cocoon, ontological security and habitus to reveal the manner how these women inmates deal with these changes, how they also incorporate and develop behaviors, standing out from the women who are circulating on the streets. Hence, I sectioned my findings into two forms: In the first one, I make an effort to raise an analytical-theoretical discussion involving these and other authors, then I present the data collected from the research field and how it relates to the chosen theory. To achieve the objectives, I also exercised the listening and speaking processes, with the analysis of participant observation and techniques established by ethnography. The complete study was carried out for months, amongst backwards and forwards to the prison, although the application of interviews succeeded between the months of December 2019 to January 2020 in Serrotão’s neighborhood . It is the architecture of the prisons and their entire physical body, which were observed under the prism of how they (re)produce not only the subjectivities of these women, but also how they influence the bodies of these subjects, transforming them into bodies marked by scars, self-care procedures or even disciplined. This writing was based on the story narrated by these women, who revealed peculiarities stem from their imprisonment, stitched together with theoretical contributions, which enabled paths to be unraveled in Social Sciences. In the results, I identified several bodily transformations and that they affect the life and social dynamics of the group studied in the prison environment. There were changes in the nourishment, in the way of dressing, self-care and even signs of body wasting. Notwithstanding, they also suffered from the internal processes enhanced in the form of abandonment, longing and loneliness behind bars.
Keywords: Mulher
Transformação Corporal
Prisão
Campina Grande
Woman
Body Transformation
Prison
???metadata.dc.subject.cnpq???: Ciências Sociais
URI: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/12499
Appears in Collections:Mestrado em Ciências Sociais.

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
NADJARIA KALYENNE DE LIMA ANTERO - DISSERTAÇÃO (PPGCS) 2020.pdf782.71 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.