Please use this identifier to cite or link to this item: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/12790
Title: Mediação pedagógica com alfabetização, letramento e subjetivação na educação inclusiva.
Other Titles: Pedagogical mediation with literacy, literacy and subjectivity in inclusive education.
???metadata.dc.creator???: OLIVEIRA, Cleonice Maria de Lima.
???metadata.dc.contributor.advisor1???: ROCHA, Sílvia Roberta da Mota.
???metadata.dc.contributor.referee1???: CAMPOS, Kátia Patrício Benevides.
???metadata.dc.contributor.referee2???: ONOFRE, Eduardo Gomes.
Keywords: Educação Inclusiva;Deficiência Intelectual;Mediação Pedagógica;Alfabetização;Letramento;Subjetivação;Práticas Educativas e Diversidade;Inclusive Education;Intellectual Disability;Pedagogical Mediation;Literacy;Subjectivation;Educational Practices and Diversity
Issue Date: 17-Mar-2020
Publisher: Universidade Federal de Campina Grande
Citation: OLIVEIRA, C. M. de L. Mediação pedagógica com alfabetização, letramento e subjetivação na educação inclusiva. 2020. 183 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Centro de Humanidades, Universidade Federal de Campina Grande, Paraíba, Brasil, 2020.
???metadata.dc.description.resumo???: O discurso da diferença e a defesa da construção de sociedades e de escolas acolhedoras aos sujeitos e suas subjetividades singulares motivaram a realização desta pesquisa. Isso porque a escola é compreendida como lócus de legitimação de saberes e de constituição de sujeitos pela educação enquanto direito subjetivo, inalienável. O objeto desta investigação foi à análise da mediação pedagógica na alfabetização e no letramento em sua relação com a subjetivação e as subjetividades de alunos com Deficiência Intelectual, no contexto da Educação Inclusiva de Queimadas-PB. A pesquisa foi qualitativa, com orientação sócio-histórica e do tipo estudo de caso, tendo o modelo dialógico de alfabetização e de letramento, com a psicogênese da língua escrita, os novos estudos do letramento; o paradigma da deficiência como construção social e a abordagem sócio-histórica de aprendizagem como referenciais teórico-metodológicos. Os resultados apontam para a contribuição da escola na reprodução da ideologia da deficiência/normalidade no campo da alfabetização e do letramento nas relações sociais intraclasse, respaldadas pelas concepções de deficiência como privação cultural, assim como de alfabetização como sistema de códigos e de letramento autônomo. Foi constatada a predominância da mediação docente segregadora-conformista nas interações grande-grupo, junto aos indivíduos com Deficiência Intelectual, pela negação da ação sobre a escrita, diferentemente dos estudantes sem deficiência, que foram autorizados. De outro modo, a mediação afirmativa de resistência esteve presente nas interações face a face. A presença do cuidador em sala de aula contribuiu nessa direção, configurando ações pedagógicas paralelas na sala de aula e com ênfase na diferenciação dos sujeitos pelo critério de normalidade/deficiência em detrimento da construção do conhecimento mediada socialmente por todos os sujeitos envolvidos, considerando-se as zonas de desenvolvimento proximal de cada um. Nesses termos, percebeu-se que as subjetividades foram ressignificadas no contexto da mediação face a face, diferentemente do que ocorreu na mediação grande- grupo, em que houve a predominância de processos de diferenciação pelo critério de normalidade/ deficiência e não pela ZDP dos sujeitos, em detrimento dos processos de integração. A presença de dois docentes por sala de aula, articulando as ações entre os sujeitos, por processos de integração e de diferenciação, é uma importante implicação pedagógica desta investigação.
Abstract: This research was motivated by the discourse of difference and the defense of building societies and schools that are welcoming to subjects and their singular subjectivities. It is because the school is understood as a locus for legitimating knowledge and constituting subjects through education as a subjective, inalienable right. The object of this investigation was the analysis of pedagogical mediation in initial reading instruction and literacy in its relationship with the subjectivity and subjectivities of students with intellectual disabilities in the context of inclusive education in the town of Queimadas, PB, Brazil. The research was a qualitative case study with socio-historical orientation. As for the theoretical and methodological references, it resorts to the paradigms of disability as a social construction; the dialogical model of initial reading instruction and literacy, with the Psychogenesis of Written Language and the New Studies of Literacy, as well as the socio-historical approach to learning. This research involved two 1st and 2nd elementary-school-year students with intellectual disabilities — initial years, their parents and teachers in different classes. The results indicate the school’s contribution to the reproduction of the disability/normality ideology in the field of literacy in intra-class social relations, supported by the concepts of disability as cultural deprivation and literacy as a system of codes and an autonomous complex ability. We note the predominance of segregating-conformist teaching mediation in large-group interactions with individuals with intellectual disabilities expressed by the denial of action on writing, unlike it is with students without disabilities, who are authorized to do so. Otherwise, affirmative-resistance mediation was present in face-to-face interactions. The presence of the caregiver in the classroom contributed in this direction by configuring parallel pedagogical actions in the classroom and with an emphasis on the differentiation of the subjects by the criterion of normality/disability, to the detriment of the construction of knowledge socially mediated by all the subjects involved and considering the zones of proximal development of each one. We conclude that subjectivities were reframed in the context of face-to-face mediation, unlike what occurred in large group mediation, in which there was a predominance of differentiation processes, by the normality / deficiency criterion and not by the subjects' ZDP, to the detriment integration processes. The presence of two teachers per classroom, articulating the actions between the subjects, through integration and differentiation processes, is an important pedagogical implication of this investigation.
Keywords: Educação Inclusiva
Deficiência Intelectual
Mediação Pedagógica
Alfabetização
Letramento
Subjetivação
Práticas Educativas e Diversidade
Inclusive Education
Intellectual Disability
Pedagogical Mediation
Literacy
Subjectivation
Educational Practices and Diversity
???metadata.dc.subject.cnpq???: Educação
Educação Especial
URI: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/12790
Appears in Collections:Mestrado Acadêmico em Educação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
CLEONICE MARIA DE LIMA OLIVEIRA – DISSERTAÇÃO (PPGEd) 2020.pdf3.43 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.