Please use this identifier to cite or link to this item: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/13248
Title: Conhecimento das mulheres na terceira idade sobre a osteoporose.
Other Titles: Knowledge of women in old age about osteoporosis.
???metadata.dc.creator???: MARQUES, Thaylles Yara Martins.
???metadata.dc.contributor.advisor1???: DANTAS, Rosimery Cruz de Oliveira.
???metadata.dc.contributor.advisor-co1???: LUNGUINHO, Daiene Martins.
???metadata.dc.contributor.referee1???: ABRANTES, Kennia Sibelly Marques de.
???metadata.dc.contributor.referee2???: FREIRE, Roberta de Miranda Henriques.
Keywords: Menopausa;Osteoporose;Menopause;Osteoporosis
Issue Date: 2010
Publisher: Universidade Federal de Campina Grande
Citation: MARQUES, Thaylles Yara Martins. Conhecimento das mulheres na terceira idade sobre a osteoporose. 2010. 65f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Enfermagem) - Centro de Formação de Professores, Universidade Federal de Campina Grande, Cajazeiras, Paraíba, Brasil, 2010.
???metadata.dc.description.resumo???: Este estudo tem como abordagem a osteoporose, uma doença sistêmica que resulta na redução da massa óssea e deterioração da micro-arquitetura do tecido ósseo, levando a fragilidade mecânica e consequente predisposição a fraturas, atingindo a todos, em especial a mulheres apos a menopausa. O objetivo deste estudo foi investigar o conhecimento de mulheres na terceira idade sobre a osteoporose. Foi efetuado a partir de uma investigação de caráter exploratório descritivo, com abordagem quantitativa. Participaram da pesquisa 40 mulheres idosas com idade de 65 a 80 anos, residentes na área da USF XVIII da cidade de Sousa - PB, através de um questionário semi-estruturado, coletados no mês de junho de 2010. Os dados obtidos foram agrupados e utilizou-se pacotes estatísticos simples, através de gráficos e tabelas, construídos pelo programa Excel. Constatou-se que as idosas participantes da pesquisa apresentam conhecimento parcial a cerca da doen9a, suas causas foram descritas por 55,76% como sendo a carência de cálcio, os fatores de risco mais mencionados foram Alimentação inadequada com 16,25% e historia familiar 15% e como medidas de autocuidado adotadas pelas entrevistadas para melhor controlar a progressão da perda da massa óssea esta a ingestão de cálcio por fontes alimentícias evidenciada por 27,95% das mesmas. E notório que a abordagem mais eficiente na osteoporose, levando em conta o custo-benefício, e a prevenção. Desse modo, uma dieta alimentar adequada, rica em cálcio, com exposição adequada ao sol, atividade física regular são algumas das medidas necessárias para reduzir o risco da osteoporose. Por outro lado, o tratamento preventivo de fraturas pela doença, esta fundamentado, além das medidas supracitadas, na intervenção farmacológica. Dentre as medidas adotadas pelas participantes para o controle, estão: ingerir cálcio por fontes alimentícias, não fumar e não ingerir bebidas alcóolicas. Por fim, enfatiza-se a necessidade de adotar estratégias educativas capazes de informar não só sobre as praticas preventivas ideais da osteoporose, mas também que possam construir uma nova mentalidade e um novo comportamento que sejam importantes para o controle da doença.
Abstract: This study is the approach to osteoporosis, a disease that results in decreased bone mass and micro architectural deterioration of bone tissue, leading to mechanical weakness and subsequent predisposition to fractures, reaching everyone, especially women after menopause.The aim of this study was to investigate the knowledge of older women about osteoporosis.Was made from an exploratory descriptive research with quantitative approach. Study participants 40 elderly women aged 65-80 years living in the area of the city of USF eighteenth Sousa - PB, via a semi-structured questionnaire, collected in June 2010. The data were compared and used the simple statistical packages, using graphs and tables, built by Excel. It was found that older study participants have partial knowledge about the disease, its causes were described by 55.76% as the lack of calcium, the risk factors mentioned were inadequate diet with 16.25% and family history 15% and as self-care measures adopted by the women to better control the progressive loss of bone mass is calcium intake by food sources as indicated by 27.95% of them. Clearly the most efficient approach for osteoporosis, taking into account the cost-benefit is prevention. Thus, a proper diet rich in calcium, with adequate exposure to sunlight, regular physical activity are among measures needed to reduce the risk of osteoporosis. Moreover, the preventive treatment of fractures of the disease, is based, besides the above measures in pharmacological intervention. Among the measures adopted by the participants in the control are: calcium intake by food sources, not to smoke and drink alcohol.Finally, we emphasize the need to adopt educational strategies to inform not only on ideal preventive practices of osteoporosis, but also to build a new mentality and a new behavior that are important for disease control.
Keywords: Menopausa
Osteoporose
Menopause
Osteoporosis
???metadata.dc.subject.cnpq???: Enfermagem.
URI: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/13248
Appears in Collections:Curso de Bacharelado em Enfermagem

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
THAYLLES YARA MARTINS MARQUES. TCC. BACHARELADO EM ENFERMAGEM. 2010.pdfThaylles Yara Martins Marques. TCC. Bacharelado em Enfermagem. 2010.8.62 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.