Please use this identifier to cite or link to this item: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/13258
Title: Câncer de boca: a abordagem preventiva na Estratégia de Saúde da Família em Sousa-PB.
Other Titles: Mouth cancer: the preventive approach in the Family Health Strategy in Sousa-PB.
???metadata.dc.creator???: OLIVEIRA, Thaliny Batista Sarmento de.
???metadata.dc.contributor.advisor1???: MOURA, Sérgio Adriane Bezerra de.
???metadata.dc.contributor.advisor-co1???: PINHEIRO, Maria Berenice Gomes Nascimento
???metadata.dc.contributor.referee1???: TORRES, Inácio Andrade.
???metadata.dc.contributor.referee2???: VIDERES, Arieli Rodrigues Nóbrega.
Keywords: Câncer bucal;Saúde da família;Oral cancer;Family Health
Issue Date: 2010
Publisher: Universidade Federal de Campina Grande
Citation: OLIVEIRA, Thaliny Batista Sarmento de. Câncer de boca: a abordagem na Estratégia de Saúde da Família em Sousa-PB. 2010. 59f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Enfermagem) - Centro de Formação de Professores, Universidade Federal de Campina Grande, Cajazeiras, Paraíba, Brasil, 2010.
???metadata.dc.description.resumo???: O câncer de boca e atualmente considerado um problema de saúde publica, mediante sua incidência crescente e impacto causado na população. Para minimizar esses efeitos existem medidas que podem ser aplicadas, como campanhas de combate ao tabagismo e consumo exagerado de bebidas alcóolicas, praticas de higiene bucal, alimentação saudável, proteção contra os raios solares, exame clinico pelo profissional e o auto-exame da boca. Essas medidas devem ser desenvolvidas pelos profissionais da Estratégia de Saúde da Família (ESF), que e considerada a porta de entrada do Sistema Único de Saúde (SUS), por localizarem-se mais próximo do usuário, trabalhando nos aspectos coletivo e individual. Este estudo buscou avaliar a existência de ações preventivas do câncer de boca na ESF no município de Sousa - PB, analisando se os profissionais da equipe de saúde da família realizam e as principais medidas preventivas realizadas por eles. Trata-se de um estudo exploratório e descritivo, com abordagem quantitativa e qualitativa. Os participantes da pesquisa foram 58 profissionais formados por médicos, enfermeiros e dentistas que atuam nas 19 ESFs localizadas na sede do município de Sousa ~ PB. A técnica utilizada para coleta dos dados foi a entrevista, sendo aplicado como instrumento um roteiro semi-estruturado contendo variáveis que permitiram caracterizar o perfil dos participantes, bem como questões subjetivas que conduziram aos objetivos do estudo. A pesquisadora seguiu as observâncias éticas da Resolução 196/96 do Conselho Nacional de Saúde, que trata sobre pesquisa com seres humanos. Os dados quantitativos foram analisados através do índice de frequência e percentual Os dados qualitativos foram analisados pelo método de Analise de Conteúdo, em sua modalidade de analise temática, segundo Bardin. Verificou-se que houve a predominância de indivíduos do sexo feminino, com uma media de idade entre 23 e 38 anos. A maioria dos profissionais possui tempo de trabalho em ESF acima dos três anos, e boa parte apresenta pós graduação. Na analise qualitativa foi possível identificar que parte dos profissionais da equipe de saúde da família realiza praticas preventivas contra o câncer de boca. Contudo, essas praticas são desenvolvidas muitas vezes de forma fragmentada, caracterizado pelo conhecimento fragilizado e pela separação de atividades por categorias profissionais, se opondo a uma assistência integral e interdisciplinar, longe dos objetivos propostos pelo SUS. Alguns entrevistados afirmaram necessitar de cursos e aperfeiçoamentos para torna-los mais aptos a desenvolver essas medidas. Torna-se relevante a inclusão de politicas na ESF voltadas para prevenção do câncer de boca, visto a necessidade de capacitação dos profissionais quanto a importância e realização dessa pratica, assim como a educação da população sobre a doença e seus fatores de risco.
Abstract: Oral cancer is currently considered a public health problem, by its increasing incidence and impact on the population. To minimize these effects there are measures that can be applied, such as campaigns against smoking and excessive consumption of alcoholic beverages, oral hygiene practices, healthy eating, protection from the sun's rays, clinical examination by the professional and self-examination of the mouth. These measures must be developed by professionals of the Family Health Strategy (ESF), which is considered the gateway to the National Health System (SUS), by locating themselves closer to the user, working on aspects of collective and individual. This study aimed to evaluate the existence of measures for the prevention of oral cancer in the city of ESF Sousa - PB and examined whether the health care professional health team and family realizes the main preventive measures taken by them This is an exploratory and descriptive, with quantitative and qualitative approach. Research participants were 58 graduates of doctors, nurses and dentists working in 19 ESFs located in the city of Sousa - PB. The technique used for data collection was the interview, being used as a tool semi-structured questionnaire including variables that allowed to characterize the profile of the participants, as well as subjective issues that led to the study objectives. The researcher followed the ethical observances of Resolution 196/96 of the National Health Council, which deals with research on humans. Quantitative data were analyzed using the index o f frequency and percentage. Qualitative data were analyzed using content analysis, in its mode of thematic analysis according to Bardin. It was found that there was a predominance of females, with an average age between 23 and 38 years. Most professionals have time to work on the FHS over three years, and much has graduate. The qualitative analysis was possible to identify which part of the professional team of family health performs preventive practices against oral cancer. However, these practices are often developed in a piecemeal fashion, characterized by knowledge and weakened by the separation of activities by occupational categories, opposing an interdisciplinary and comprehensive care, away from the objectives proposed by the SUS. Some interviewees said they need courses and improvements to make them more likely to develop these measures. It becomes important to include policies aimed at FHS for prevention o f oral cancer, since the need for training of professionals on the importance and implementation of this practice, as well as educating the population about the disease and its risk factors.
Keywords: Câncer bucal
Saúde da família
Oral cancer
Family Health
???metadata.dc.subject.cnpq???: Enfermagem.
URI: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/13258
Appears in Collections:Curso de Bacharelado em Enfermagem

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
THALINY BATISTA SARMENTO DE OLIVEIRA. TCC. BACHARELADO EM ENFERMAGEM. 2010.pdfThaliny Batista Sarmento de Oliveira. TCC. Bacharelado em Enfermagem. 2010.3.61 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.