Please use this identifier to cite or link to this item: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/13271
Title: Níveis pressóricos de risco para a hipertensão arterial sistêmica entre enfermeiros de um hospital do Alto Sertão Paraibano.
Other Titles: Pressure levels of risk for systemic arterial hypertension among nurses in a hospital in Alto Sertão Paraibano
???metadata.dc.creator???: MEDEIROS, Sarita de Sousa.
???metadata.dc.contributor.advisor1???: NASCIMENTO, Maria Mônica Paulino do.
???metadata.dc.contributor.advisor-co1???: ROCHA, Pascalle de Sousa.
???metadata.dc.contributor.referee1???: CASIMIRO, Geofábio Sucupira.
Keywords: Hipertensão arterial- fatores de risco;Arterial hypertension - risk factors
Issue Date: 12-Jul-2010
Publisher: Universidade Federal de Campina Grande
Citation: MEDEIROS, Sarita de Sousa. Níveis pressóricos e fatores de risco para a hipertensão arterial sistêmica entre enfermeiros de um hospital do Alto Sertão Paraibano. 2010. 73f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Enfermagem) - Centro de Formação de Professores, Universidade Federal de Campina Grande, Cajazeiras, Paraíba, Brasil, 2010.
???metadata.dc.description.resumo???: As doenças cardiovasculares são as causas mais comuns de morbidade e mortalidade em todo o mundo. Entre os fatores de risco para doença cardiovascular, encontram-se a hipertensão arterial, cuja prevalência estimada na população brasileira adulta e de 15 a 20%. Entre os hipertensos, cerca de 30% desconhecem serem portadores da doença, sendo responsável por cerca de 40% dos casos de aposentadoria precoce e de absenteísmo no trabalho. Acomete as diferentes idades e classes sociais e favorecida pelo estresse, inclusive o vivenciado no trabalho. Este estudo teve como objetivo investigar os níveis pressóricos e fatores de risco para a hipertensão arterial sistêmica entre enfermeiros de um hospital do Alto Sertão Paraibano. Trata-se de uma pesquisa exploratória e descritiva e de campo, com abordagem quantitativa desenvolvida com 40 enfermeiros, de ambos os sexos, de um hospital do Alto Sertão. Foi aplicado um questionário estruturado, para avaliação das características socioeconômicas e demográficas, laborais e hábitos de vida; realizadas medidas antropométricas e verificada a pressão arterial dos participantes. Foram adotados critérios de classificação das V Diretrizes Brasileiras de Hipertensão Arterial. Foi realizada uma analise descritiva dos resultados, através de frequências. Os resultados revelam que 80% da amostra era do sexo feminino, a faixa etária mais prevalente foi a de 25 a 30 anos, 55% dos profissionais eram do sexo feminino e 12,5% masculino. Em ambos o sexos houve predomínio da raça branca. Verificou-se que a maioria dos profissionais tem até 5 anos de formado e possuem pós-graduação do tipo lato sensu, .57,5% afirma ter apenas um vinculo empregatício e 32,5% apresentam 2 vínculos. Relacionado a carga horaria semanal dedicada ao trabalho em enfermagem, houve predomínio de 60 horas. Com relação ao estado nutricional, 60% dos participantes encontram-se eutrófico. Contudo, 40% (n-16) encontram-se acima do peso e 12,5% obesos. Na pressão arterial, houve algumas divergências entre os valores relatados e os observados, sendo que apenas uma pessoa declarou possuir HAS. Com relação aos hábitos de vida avaliados, 20% fazem uso de dieta hiperlipídica e 22,5% das mulheres fazem uso de contraceptivos orais; o fumo foi relatado por 2,5% dos entrevistados. O sedentarismo foi observado para 57,5% dos casos. Os resultados obtidos vêm reforçar a necessidade de um maior conhecimento dos enfermeiros sobre os fatores de risco para a hipertensão existentes no seu âmbito laboral e pessoal, e evitar fatores de risco que possam vir a desenvolver morbidades como a hipertensão e doenças cardiovasculares, melhorando assim sua qualidade de vida e qualidade no trabalho.
Abstract: Cardiovascular diseases are the most common causes of morbidity and mortality all over the world. Among the risk factors for cardiovascular disease, one finds arterial hypertension which prevails on estimates about 15 to 20% of the brazilian people. Among the hypertensive, about 30% are not aware that they have the disease and this has been the cause of 40% of the early retirements and work's absence. Hypertension occurs to different ages and social classes and it is highly favored by stress including those ones linked to the daily work. The present study has intended to investigate the pressure levels and risk factors for the arterial sistemic hypertension among the nursery in a hospital of the Alto Sertao Paraibano region. One is handling with an exploratory and descriptive field research, employing a quantitative approach developed with 40 nurses of both sex in a hospital of the Alto Sertao. It was applied a structured questionnaire in order to evaluate the social, economic, demographic, labor characteristics and lifestyle; it was realized anthropometric measures and the patient blood pressure where also verified. The adopted criteria were taken from the V Diretrizes Brasileiras de Hipertensao Arterial. It was done a descriptive analysis of the results by means of the frequencies. Te results show that 80% of the sample was female in gender and the prevalent age were about 25 to 30 years old, 55% of the professionals where female and 12.5% where male. On both genres the white people prevails. It was verified that most of the professionals had up to 5 years of graduation and has postgraduated of a lata sensu type .57.5% affirms that has only one and 32.5% has 2 employment links. The major weekly work time of the professionals was 60 hours. Related to the nutrition state, 60% of the sample was found to be eutrophic. Notwithsdanding 40% (n=16) was found to be overweight and 12.5% were obese. On the arterial pressure side there were divergences between the related and observed values and only one has declared to have SAH. Related to the evaluated lifestyle 20% adopts a hyperlipidic diet and 22.5% are oral contraceptives users; smoking was related by 2.5% of the interviewed. Sedentarism were observed in 57.5% of the cases. The results obtained stress the need of a better knowledge of the hypertension risk factors on the labor and personal environment and also the avoidance of the risk factors that can develop morbidities like hypertension and cardiovascular diseases, improving then the life and work quality.
Keywords: Hipertensão arterial- fatores de risco
Arterial hypertension - risk factors
???metadata.dc.subject.cnpq???: Enfermagem.
URI: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/13271
Appears in Collections:Curso de Bacharelado em Enfermagem

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
SARITA DE SOUSA MEDEIROS. TCC. BACHARELADO EM ENFERMAGEM. 2010.pdfSarita de Sousa Medeiros. TCC. Bacharelado em Enfermagem. 2010.10.13 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.