Please use this identifier to cite or link to this item: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/13477
Title: Impacto da nutrição mineral no crescimento do Pinhão Manso (Jatropha curcas L.).
Other Titles: Impact of mineral nutrition on the growth of Pinhão Manso (Jatropha curcas L.).
???metadata.dc.creator???: MORAIS, Déborah Laurentino de.
???metadata.dc.contributor.advisor1???: VIÉGAS, Ricardo Almeida.
???metadata.dc.contributor.referee1???: QUEIROZ, José Elenildo.
???metadata.dc.contributor.referee2???: SILVA, Lígia Maria Medeiros.
Keywords: Nutrição mineral de plantas;Pinhão Manso - nutrição;Estresse iônico;Jatropha curcas L.;Estatus nutricional de plantas;Fósforo – tecido foliar.;Sódio e potássio - tecido foliar;Mineral plant nutrition;Nutritional status of plants
Issue Date: 2-Mar-2010
Publisher: Universidade Federal de Campina Grande
Citation: MORAIS, Déborah Laurentino de. Impacto da nutrição mineral no crescimento do Pinhão Manso (Jatropha curcas L.). 2010. 55f. (Dissertação de Mestrado em Ciências Florestais), Programa de Pós-graduação em Ciências Florestais, Centro de Saúde e Tecnologia Rural, Universidade Federal de Campina Grande – Patos – Paraíba Brasil, 2010.
???metadata.dc.description.resumo???: Com o objetivo de avaliar os efeitos e mecanismos da nutrição mineral sobre o crescimento, plantas de pinhão-manso (Jatropha curcas L.) foram irrigadas com diferentes soluções de Hoagland: 0(T1); 20(T2); 40(T3); 60(T4) e 80%(T5) da sua concentração iônica original, em casa de vegetação, por 90 dias. Os tratamentos foram repetidos cinco vezes. A acumulação de massa seca nas folhas foi mais intensa no T3 e manteve-se constante nos tratamentos subseqüentes. Nos caules e raízes a acumulação de massa seca aumentou no T3 e mostrou tendência de redução nos demais tratamentos. A relação parte aérea/raízes no T1 e T5 foi maior que 1,0 enquanto que no T4 ficou próxima da unidade. Diferenças entre os tratamentos para variáveis altura da planta e número de folhas foram observadas somente após 20 dias do início do experimento. A concentração de proteínas totais nas folhas aumentou em T3 com pequenos acréscimos nos demais tratamentos. A concentração de N seguiu o mesmo padrão observado para as proteínas totais. Desta forma, aumentos na concentração de N na solução de irrigação acima de 40% não induziram alterações importantes no metabolismo de nitrogênio. A maior concentração de fósforo foi observada no tratamento 5 embora nesse tratamento as raízes tenham reduzido a massa seca, comparadas ao T3. A concentração de sódio foi maior que a de potássio em todos os tratamentos testados. A acumulação de potássio nas folhas não foi proporcional ao aumento da concentração na solução de irrigação. O sódio, mesmo em baixa concentração, foi acumulado substancialmente nas folhas.
Abstract: Aiming evaluate the effects and mechanisms from the nutrient availability in the plant growth medium, seedlings of pinhão-manso (Jatropha curcas L.) had been watered with different concentrations of Hoagland solutions: 0(T1), 20(T2), 40(T3), 60(T4) and 80%(T5) of its original ionic concentration, for 90 days, under green house conditions. The treatments had five independent replications. The leaf dry mass production was higher at T3 and kept with minor variation in the following treatments. The stem and roots dry mass accumulation increased by increasing nutrient availability up to T3 and decreased back at greater than. The shoot to root ratios in T1 and T5 had been greater than 1.0 while in T3 it neared 1,0. Significant differences for plant height and leaf number were just observed 20 days after experiment starting. The leaf total proteins accumulation increased rapidly up to T3 and slowly in the subsequent treatments. The N concentration in leaves showed a similar pattern that found for total proteins; this way, increasing N concentration in the irrigation solution to 40% and above does not altered N metabolism. The highest leaf P concentration was recorded in plants grown in T5 although its root mass recorded at this treatment become lower, compared to T3. The leaf sodium concentration was never lower than potassium no matter what treatment was. The potassium accumulation in the leaves was not proportional to its increasingly concentration in the irrigation solutions. On the other hand despite its low concentration in the irrigation solution, sodium was accumulated greatly in the leaves in all treatments.
Keywords: Nutrição mineral de plantas
Pinhão Manso - nutrição
Estresse iônico
Jatropha curcas L.
Estatus nutricional de plantas
Fósforo – tecido foliar.
Sódio e potássio - tecido foliar
Mineral plant nutrition
Nutritional status of plants
???metadata.dc.subject.cnpq???: Ciências Florestais.
URI: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/13477
Appears in Collections:Mestrado em Ciências Florestais.

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DÉBORAH LAURENTINO DE MORAES - DISSERTAÇÃO PPGCF 2010.pdfDéborah Laurentino de Morais - Dissertação PPGCF 2010864.4 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.