Please use this identifier to cite or link to this item: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/13564
Title: Bem-estar subjetivo e estratégias de enfrentamento de (ex) portadores de Hanseníase após diagnóstico.
Other Titles: Subjective well-being and coping strategies for (ex) leprosy patients after diagnosis.
???metadata.dc.creator???: OLIVEIRA, Maryanne Carolyne de.
???metadata.dc.contributor.advisor1???: VIDERES, Arieli Rodrigues Nóbrega.
???metadata.dc.contributor.referee1???: NASCIMENTO, Maria Mônica Paulino do.
???metadata.dc.contributor.referee2???: SANTOS, Sofia Dionizio.
Keywords: Hanseníase;Estratégias de enfrentamento - (ex) portadores de Hanseníase;Leprosy;Coping Strategies - (ex) Leprosy Patients
Issue Date: 2011
Publisher: Universidade Federal de Campina Grande
Citation: OLIVEIRA, Maryanne Carolyne de. Bem-estar e estratégias de enfrentamento de (ex) portadores de Hanseníase após diagnóstico. 2011. 76f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Enfermagem) - Centro de Formação de Professores, Universidade Federal de Campina Grande, Cajazeiras, Paraíba, Brasil, 2011.
???metadata.dc.description.resumo???: Introdução: A milenar doença hanseníase, denominada durante muitos séculos por lepra, ainda traz contemporaneamente arraigada ao seu nome, o preconceito e discriminação daqueles que a desenvolveram. Ainda hoje, representa um grave problema de saúde publica no Brasil, pois alem dos agravantes inerentes a pises em desenvolvimento, ressalta-se a repercussão psicológica ocasionada pelas sequelas físicas da doença, contribuindo para a diminuição da auto-estima e do bem-estar dos portadores e ex. Objetivo: descrever os níveis de bem-estar subjetivo e as estratégias de enfrentamento utilizadas por (ex) portadores de hanseníase apos o diagnóstico. Metodologia: trata-se de um estudo exploratório e descritivo, com abordagem quanti-qualitativa, desenvolvido a nível domiciliar dos participantes residentes nos bairros Guanabara, Frei Damião, Ciganos, Jardim Iracema, Várzea da Cruz, Bancários, Centro, Estação, Jardim Sorrilândia II , São José, locados no município de Sousa - PB. A população foi formada por todos os portadores e ex-portadores de hanseníase diagnosticados, notificados e cadastrados nas unidades de saúde do referido município entre o período de Janeiro de 2009 a setembro de 2011, perfazendo o universo de 21 usuários. Deste total, apenas 13 pessoas foram escolhidas através de uma amostragem não-probabilística intencional para compor a amostra. Os dados foram coletados no mês de novembro de 2011 através de um questionário semi-estruturado composto por questões sócio-demográficas, clinico-operacionais, questões subjetivas e pelas Escalas de Afetividade, Satisfação com a Vida e Modos de Enfrentamento, sendo analisados através do programa Statistical Package for the Social Sciences (SPSS), versao 16. O estudo foi aprovado pelo Comité de Ética em Pesquisa do Hospital Universitário Alcides Carneiro da Universidade Federal de Campina Grande - UFCG, sob processo n° 20111410-044. Resultados: Os principais resultados revelaram um perfil de participantes adultos, sexo feminino, casados, não alfabetizados, cor parda, do lar, renda de um a dois salaries mínimos, três filhos, residindo com a família na zona urbana e em casa própria, praticantes da doutrina católica, classificados como paucibacilares, da forma dimorfa. Após a análise verificou-se que muitos dos entrevistados convivem normalmente com a hanseníase, demonstrando não sofrerem preconceito e adotarem estratégias de enfrentamento focalizadas sempre na cura da doença, entretanto, alguns pacientes relataram sentir constrangimento acerca das manchas existentes no seu corpo, medo de não ficar bom, outros ainda se disseram tristes por não poder trabalhar. Ainda, observou-se que os portadores e ex não buscaram os serviços de saúde visando a prevenção de doenças ou promoção da saúde, e sim, ações curativas/biomédicas, indo a unidade apenas depois da confirmação do diagnostico medico e não quando apresentaram a sintomatologia. Conclusão: Conclui-se, dessa forma, a necessidade de uma articulação entre as equipes de saúde, a família e o paciente. Sendo assim, a saúde e o bem-estar desses pacientes e ex merecem atenção especial, para que os mesmos não se sintam mal, sem conhecimento adequado da doença, através daí então os portadores de hanseníase possam formular estrategias adequadas para o enfrentamento dos seus problemas.
Abstract: Introduction: The millennial disease leprosy, called for many centuries by leprosy, still brings simultaneously rooted to its name, the prejudice and discrimination of those that have developed. Even today, represents a serious public health problem in Brazil, because in addition to the aggravating factors inherent in the things are in development, it was emphasized the psychological repercussions caused by physical sequelae of the disease, thus contributing to the reduction of self-esteem and well-being of patients and ex. Objetivo: describe the levels of well-being subjetivo and the strategies of enfrentamento used by (ex) portadores de hanseniase after the diagnosis. Metodologia: it is an exploratory study and descriptive, with approach quanti-qualitativa, developed the level domiciliar on the part of the participants who are resident in the districts Guanabara, Frei Damiao, Gypsies, Jardim Iracema, Varzea da Cruz, Banking, Centro, Station, Jardim Sorrilandia I I , Sao Jose, locados in the municipality of Sousa-PB. The population has been formed by all the carriers and exportadores de hanseniase diagnosed, notified and cadastrados in health units of the said city between the period from January 2009 to September 2011, comprising the universe of 21 usuarios. Of This total, only 13 people have been selected by means of a sample nonintentional probability to set the sample. The data were collected from medical records in november 2011 by means of a questionnaire semi-structured composed of issues and sociodemographic, clinical-operational issues, subjetivas and by the scales of e Afetividade, Satisfaction with the Life and Modes of Enfrentamento, and analysed by means of the programme Statistical Package for the Social Sciences (SPSS), version 16. The study was approved by the Comite de Etica em Pesquisa do Hospital Universitario Alcides Carneiro da Universidade Federal de Campina Grande - UFCG, under the paragraph 20111410-044. Results: The main results have proved to be a profile of participants adults, female, married, not a reasonable level of literacy, cor parda, the home, rent of one or two minimum wages, three children, live with the family in the urban area and in own house, practitioners of catholic doctrine, classified as paucibacilares, of the way dimorfa. After the analysis has been found to have many of those interviewed normally live together with a hanseniase, thus demonstrating not to suffer prejudice and adotarem strategies of targeted enfrentamento always in the cure of the disease, in the meantime, some patients have reported to feel embarrassment about the existing patches in their bodies, fear of not to be good, others are still have said sad for not being able to work. Still, it has been pointed out that the holders and ex buscaram not the health services to the prevention of diseases or health promotion, and yes, acoes curative/biomedical, and the unit only after the confirmation of the medical and not when presented the symptoms. Conclusion: It is concluded that, in this way, the need for a link between the equipes de saude, the family and the patient. That being the case, the health and well-being of these patients and ex deserve special attention, so that the same does not feel that they are wrong, and an appropriate knowledge of the disease, by which is why then the portadores de hanseniase may make appropriate strategies for enfrentamento of their problems.
Keywords: Hanseníase
Estratégias de enfrentamento - (ex) portadores de Hanseníase
Leprosy
Coping Strategies - (ex) Leprosy Patients
???metadata.dc.subject.cnpq???: Enfermagem.
URI: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/13564
Appears in Collections:Curso de Bacharelado em Enfermagem

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MARYANNE CAROLYNE DE OLIVEIRA. TCC. BACHARELADO EM ENFERMAGEM. 2011.pdfMaryanne Carolyne de Oliveira. TCC. Bacharelado em Enfermagem. 2011.3.7 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.