Please use this identifier to cite or link to this item: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/13579
Title: Práticas de equipes de saúde mental para reinserção de usuário na família e comunicação em cajazeiras: uma realidade?
Other Titles: Practices of mental health teams for reintegration of users in the family and communication in cajazeiras: a reality?
???metadata.dc.creator???: FERREIRA, Wanduy Dantas.
???metadata.dc.contributor.advisor1???: MARTINS, Álissan Karine Lima.
???metadata.dc.contributor.referee1???: OLIVEIRA, Francisca Bezerra de.
???metadata.dc.contributor.referee2???: SANTOS, Sofia Dionízio.
Keywords: Saúde mental;Serviços comunitários de saúde mental;Centro de reabilitação - saúde Cajazeiras - Paraíba;Mental health;Community mental health services;Rehabilitation Center - Health Cajazeiras - Paraíba
Issue Date: Dec-2011
Publisher: Universidade Federal de Campina Grande
Citation: FERREIRA, Wanduy Dantas. Práticas de equipes de saúde mental para reinserção de usuário na família e comunicação em cajazeiras: uma realidade?. 2011. 60f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Enfermagem) - Centro de Formação de Professores, Universidade Federal de Campina Grande, Cajazeiras, Paraíba, Brasil, 2011.
???metadata.dc.description.resumo???: Os Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) como serviços substitutivos ao modelo hospitalocêntrico possui notável importância no processo de reabilitação e reinserção sócio-familiar dos usuários, através das intervenções e práticas da equipe multidisciplinar com dispositivos incorporados como as terapias ocupacionais, terapia medicamentosa, terapia corporal e todo equipamento técnico-conceitual do CAPS, disponíveis no sentido de reabilitar e reinserir o usuário na família e comunidade. Desta forma, o estudo objetivou verificar as práticas de trabalhadores e equipes multiprofissionais e identificar as possibilidades de reinserção social e familiar da pessoa em sofrimento mental através do processo de reabilitação psicossocial. Pesquisa de abordagem qualitativa, com caráter exploratório realizada com vinte (20) trabalhadores em saúde mental dos CAPS do município de Cajazeiras - PB. Utilizou-se como critério de inclusão nível de escolaridade técnico e superior. A coleta de dados deu-se através de entrevista guiada por roteiro de perguntas semi- estruturadas e os dados foram analisados pela proposta do Discurso do Sujeito Coletivo, método proposto por Lefêvre e Lefêvre em pesquisas qualitativas. Foram respeitados os direcionamentos estabelecidos pela Resolução N° 196/96, do Conselho Nacional de Saúde do Ministério da Saúde, que regulamenta pesquisa envolvendo seres humanos. Nos sujeitos participantes, há o predomínio de trabalhadores do sexo feminino (75%), de nível superior de formação (75%) e com permanência por tempo trabalho de até quatro (04) anos na área de saúde mental (65%). Maioria dos profissionais não possuía formação previa em saúde mental antes da admissão. Quanto aos discursos do sujeito coletivo, foram identificadas três categorias: ações ou estratégias utilizadas para reabilitação; parcerias do CAPS com outros órgãos e limites a impossibilidade para reinserção social. Os resultados apontam a existência de parcerias entre CAPS e órgãos dentro do SUS como também com outras entidades intersetoriais. Descreve ainda alguns limites ou empecilhos na reinserção, como preconceito velado pela sociedade e a não-participação dos familiares de usuários no tratamento. O estudo evidenciou a necessidade de revisão dos processos de trabalho da equipe, para possibilitar a construção de novos saberes, instrumentos, práticas e também o envolvimento dos trabalhadores como atores sociais da Reforma. Com isso, vislumbra-se o fortalecimento das parcerias existentes para que aja uma expansão dos serviços. Faz-se necessário ainda trabalhar a conscientização e corresponsabilidade no sentido de diminuir o preconceito da sociedade para com pessoas em sofrimento psíquico, e incluir a família no tratamento e reabilitação psicossocial, de forma que a equipe alcance os pressupostos de reinserção dos usuários na família e na comunidade dados pela Reforma Psiquiátrica.
Abstract: The Psychosocial Care Centers (CAPS) as substitute services for the hospital-centered model have remarkable importance in the process of rehabilitation and socio-family reintegration of users, through the interventions and practices of the multidisciplinary team with incorporated devices such as occupational therapies, drug therapy, body therapy and all technical and conceptual equipment from CAPS, available in order to rehabilitate and reinsert the user in the family and community. In this way, the study aimed to verify the practices of workers and multiprofessional teams and to identify the possibilities of social and family reintegration of the person in mental distress through the psychosocial rehabilitation process. Research with a qualitative approach, with an exploratory character, carried out with twenty (20) mental health workers from CAPS in the city of Cajazeiras - PB. As an inclusion criterion, technical and higher education levels were used.A coleta de dados deu-se através de entrevista guiada por roteiro de perguntas semi- estruturadas e os dados foram analisados pela proposta do Discurso do Sujeito Coletivo, método proposto por Lefêvre e Lefêvre em pesquisas qualitativas. Foram respeitados os direcionamentos estabelecidos pela Resolução N° 196/96, do Conselho Nacional de Saúde do Ministério da Saúde, que regulamenta pesquisa envolvendo seres humanos. Nos sujeitos participantes, há o predomínio de trabalhadores do sexo feminino (75%), de nível superior de formação (75%) e com permanência por tempo trabalho de até quatro (04) anos na área de saúde mental (65%). Maioria dos profissionais não possuía formação previa em saúde mental antes da admissão. Quanto aos discursos do sujeito coletivo, foram identificadas três categorias: ações ou estratégias utilizadas para reabilitação; parcerias do CAPS com outros órgãos e limites a impossibilidade para reinserção social. Os resultados apontam a existência de parcerias entre CAPS e órgãos dentro do SUS como também com outras entidades intersetoriais. Descreve ainda alguns limites ou empecilhos na reinserção, como preconceito velado pela sociedade e a não-participação dos familiares de usuários no tratamento. O estudo evidenciou a necessidade de revisão dos processos de trabalho da equipe, para possibilitar a construção de novos saberes, instrumentos, práticas e também o envolvimento dos trabalhadores como atores sociais da Reforma. Com isso, vislumbra-se o fortalecimento das parcerias existentes para que aja uma expansão dos serviços. Faz-se necessário ainda trabalhar a conscientização e corresponsabilidade no sentido de diminuir o preconceito da sociedade para com pessoas em sofrimento psíquico, e incluir a família no tratamento e reabilitação psicossocial, de forma que a equipe alcance os pressupostos de reinserção dos usuários na família e na comunidade dados pela Reforma Psiquiátrica.
Keywords: Saúde mental
Serviços comunitários de saúde mental
Centro de reabilitação - saúde Cajazeiras - Paraíba
Mental health
Community mental health services
Rehabilitation Center - Health Cajazeiras - Paraíba
???metadata.dc.subject.cnpq???: Enfermagem.
URI: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/13579
Appears in Collections:Curso de Bacharelado em Enfermagem

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
WANDUY DANTAS FERREIRA. TCC. BACHARELADO EM ENFERMAGEM. 2011.pdfWanduy Dantas Ferreira. TCC. Bacharelado em Enfermagem. 2011.11.78 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.