Please use this identifier to cite or link to this item: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/13610
Title: Perfil antropométrico e consumo alimentar dos estudantes de enfermagem e medicina da UFCG-campus Cajazeiras-PB.
Other Titles: Anthropometric profile and food consumption of nursing and medical students at UFCG-campus Cajazeiras-PB.
???metadata.dc.creator???: SILVA, Taynara Cynthia Lucas da.
???metadata.dc.contributor.advisor1???: BARRETO, Veruscka Pedrosa.
???metadata.dc.contributor.advisor-co1???: QUEIROZ, Manoel Moises Ferreira de.
???metadata.dc.contributor.referee1???: BOLONHA, Fabíola Jundurian.
Keywords: Antropometria;Perfilantropométrico - estudantes;Medicação;Estudantes - consumo alimentar;Anthropometry;Anthropometric profile - students;Medication;Students - food consumption
Issue Date: 2011
Publisher: Universidade Federal de Campina Grande
Citation: SILVA, Taynara Cyntia Lucas da. Perfil antropométrico e consumo alimentar dos estudantes de enfermagem e medicina da UFCG-campus Cajazeiras-PB. 2011. 76f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Enfermagem) - Centro de Formação de Professores, Universidade Federal de Campina Grande, Cajazeiras, Paraíba, Brasil, 2011.
???metadata.dc.description.resumo???: O consumo e o hábito alimentar da família são influenciados pelas questões culturais, avanços tecnológicos na produção de alimentos, processo de industrialização, propagandas veiculadas pelos meios de comunicação e, principalmente, pela condição socioeconômica. Com a inserção do jovem na universidade, esses são influenciados por diversos fatores como novas redes sociais, estresse, instabilidade psicossocial, modismos dietéticos, omissão de refeições, consumo de fast foods, consumo de álcool e cigarros. Compreendendo a relevância desse tema, uma vez que alterações no perfil nutricional resultam do desequilíbrio entre o consumo alimentar e o gasto energético, o presente estudo tem como objetivo realizar uma avaliação antropométrica e consumo alimentar dos estudantes universitários de enfermagem e medicina que pertencem a Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), Campus Cajazeiras-PB. A pesquisa possui caráter exploratório/descritivo com abordagem quantitativa, sendo o estudo transversal e do tipo documental. Trata-se de um estudo com amostragem aleatória estratificada (n=113), obtida a partir de uma população finita composta por 600 alunos devidamente matriculados no período 2011.1. O instrumento utilizado e constituído por um questionário semiestruturado juntamente com a mensuração do peso/altura, para o cálculo do Índice de Massa Corporal (IMC) e medida da Circunferência Abdominal. Na distribuição por período do curso de enfermagem notou-se que os períodos iniciantes apresentam uma maior frequência de estudantes com sobrepeso. Observou-se uma elevada frequência de obesidade grau II, nos estudantes que estão terminando o curso. Os alunos que pertencem a UACV apresentaram IMC classificados como nível normal. As estudantes de enfermagem apresentaram a medida da CA mais acentuada que as estudantes de medicina, exceto no 6° período. Porém, todas permanecem dentro dos padrões de normalidade. Observou-se que ocorre um predomínio de estudantes do gênero feminino no curso de enfermagem, e uma prevalência de estudantes masculinos no curso de medicina. Quanto aos indicadores sobre hábitos pessoais os estudantes de medicina responderam sim a maioria dos elementos que favorecem ao desenvolvimento da obesidade, isso explica o motivo dos estudantes de medicina apresentar IMC com discreta elevação em relação aos estudantes de enfermagem, porem estes também apresentaram hábitos alimentares bastante preocupantes. As determinações da amostra estudada sugerem que deve haver uma intervenção nutricional com caráter educativo-terapêutico, no sentido de estimular para obter uma alimentação equilibrada e praticar exercícios físicos com a finalidade de prevenir a ocorrência de doenças metabólicas decorrentes da inadequação alimentar. Espera-se que essa pesquisa propor um novo olhar para o padrão alimentar dos universitários.
Abstract: The family's consumption and eating habits are influenced by cultural issues, technological advances in food production, the industrialization process, advertisements broadcast by the media and, mainly, by socioeconomic conditions. With the inclusion of young people in the university, they are influenced by several factors such as new social networks, stress, psychosocial instability, dietary fads, omission of meals, consumption of fast foods, consumption of alcohol and cigarettes. Understanding the relevance of this theme, since changes in the nutritional profile result from the imbalance between food consumption and energy expenditure, the present study aims to carry out an anthropometric assessment and food consumption of university students of nursing and medicine who belong to the Federal University Campina Grande (UFCG), Campus Cajazeiras-PB. The research has an exploratory / descriptive character with a quantitative approach, being the cross-sectional and documentary study. This is a study with stratified random sampling (n = 113), obtained from a finite population composed of 600 students duly enrolled in the period 2011.1. The instrument used and constituted by a semi-structured questionnaire together with the measurement of weight / height, for the calculation of the Body Mass Index (BMI) and measurement of the Abdominal Circumference. In the distribution by period of the nursing course, it was noted that the beginning periods have a higher frequency of overweight students. A high frequency of grade II obesity was observed in students who are finishing their course. Students belonging to UACV had BMI classified as normal. Nursing students had a higher AC measurement than medical students, except in the 6th period. However, all remain within the normal range. It was observed that there is a predominance of female students in the nursing course, and a prevalence of male students in the medical course. As for the indicators of personal habits, medical students answered yes to most of the elements that favor the development of obesity, this explains the reason why medical students have a slightly elevated BMI in relation to nursing students, but they also showed very good eating habits. worrying. The determinations of the studied sample suggest that there should be a nutritional intervention with an educational-therapeutic character, in the sense of encouraging to obtain a balanced diet and to practice physical exercises in order to prevent the occurrence of metabolic diseases resulting from inadequate food. It is hoped that this research will propose a new look at the students' dietary pattern.
Keywords: Antropometria
Perfilantropométrico - estudantes
Medicação
Estudantes - consumo alimentar
Anthropometry
Anthropometric profile - students
Medication
Students - food consumption
???metadata.dc.subject.cnpq???: Enfermagem.
URI: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/13610
Appears in Collections:Curso de Bacharelado em Enfermagem

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TAYNARA CYNTIA LUCAS DA SILVA. TCC. BACHARELADO EM ENFERMAGEM. 2011.pdfTaynara Cyntia Lucas da Silva. TCC. Bacharelado em Enfermagem. 2011.10.39 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.