Please use this identifier to cite or link to this item: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/13857
Title: Avaliação mineralógica e dos teores de vitamina C das polpas in natura purpurea de Spondias tuberosa Arruda Câmara (umbu), Spondias, L. (ciriguela) e Spondias sp. (cajarana do sertão).
Other Titles: Mineralogical and vitamin C content evaluation of fresh pulps of Spondias tuberosa Arruda Câmara (umbu), Spondias, L. (ciriguela) and Spondias sp. (cajarana do sertão).
???metadata.dc.creator???: FERNANDES, Leonardo Gomes.
???metadata.dc.contributor.advisor1???: LIMA, Ednaldo Queiroga de.
???metadata.dc.contributor.referee1???: RODRIGUES, Onaldo Guedes.
???metadata.dc.contributor.referee2???: LÚCIO, Assíria Maria Ferreira da Nóbrega.
Keywords: Avaliação mineralógica - frutas;Teor de vitamina C - frutas;Spondias tuberosa Arruda Câmara;Spondias, L.;Ciriguela - polpa;Umbu - polpa;Cajarana do sertão;Componentes químicos dos vegetais;Plantas xerófilas;Fruticultura orgânica;Frutas tropicais;Nutrientes minerais - saúde;Macrominerais;Microminerais;Cálcio;Magnésio;Potássio;Sódio;Fósforo;Zinco;Ferro;Cobre;Manganês;Cromo;Selênio;Vitamina C;Mineralogical evaluation - fruits;Vitamin C content - fruits;Chemical components of vegetables;Mineral nutrients - health;Organic fruit growing;Xerophilous plants
Issue Date: 26-Mar-2012
Publisher: Universidade Federal de Campina Grande
Citation: FERNANDES, Leonardo Gomes. Avaliação mineralógica e dos teores de vitamina C das polpas in natura purpurea de Spondias tuberosa Arruda Câmara (umbu), Spondias, L. (ciriguela) e Spondias sp. (cajarana do sertão). 2012. 75f. (Dissertação de Mestrado em Ciências Florestais), Programa de Pós-graduação em Ciências Florestais, Centro de Saúde e Tecnologia Rural, Universidade Federal de Campina Grande – Campus de Patos – Paraíba Brasil, 2012.
???metadata.dc.description.resumo???: O gênero Spondias é constituído de espécies muito bem adaptadas à região semiárida. A Spondias sp., Spondias purpurea e Spondias tuberosa são espécies cultivadas em todo o nordeste, tanto em propriedades rurais como em quintais nas regiões urbanas. Apresentam frutos com sabores ácidos e adocicados, que são utilizados pela agroindústria como matéria prima para a produção de bebidas, doces, geleias, sorvetes, e entre outros. São também bastante consumidos “in natura” com apreciável paladar. Seja qual for a forma de consumo, as Spondias incrementam a renda de pequenas famílias de agricultores rurais pelo nordeste brasileiro. Este estudo objetivou avaliar os teores de macronutrientes (Ca, Mg, P, Na e K), micronutrientes (Fe, Cu, Cr, Mn, Se e Zn) e de vitamina C das polpas de Spondias sp., Spondias purpurea L. e Spondias tuberosa Arruda Câmara . Os frutos foram coletados em duas áreas do sítio Lajedo, no município de Santa Terezinha/PB, e em uma área urbana na cidade de Brejo do Cruz/PB. Foram escolhidas três árvores com boa fitossanidade para a coleta dos frutos e, em seguida, foi colhida a quantidade de 5 kg de frutos frescos para cada uma das espécies. Após a fase de despolpamento, armazenaram-se 2 kg de polpa de fruta para cada uma das espécies em estudo. As análises dos minerais foram feitas através da Espectrometria de Emissão Atômica e a análise dos teores de vitamina C, pelo método de Volumetria ou Titulometria de Óxido Redução. Os teores dos minerais e da vitamina C foram expressos em mg.100-1 e foram comparados com os valores da “Ingestão Diária Recomenda (IDR)” para crianças na faixa etária de 04 a 10 anos, como estabelecido pela Resolução da Diretoria Colegiada da Anvisa (2005) nº 269. As amostras das frutas foram classificadas segundo a classificação da FDA como “boas ou excelentes fontes” para um determinado nutriente de acordo com o percentual de contribuição para a IDR. Aplicou-se o teste de Tukey aos níveis de 1% e 5% de probabilidades para os teores dos macronutrientes e micronutrientes. Através dos resultados apresentados constatou-se que a Spondias sp. é uma boa fonte de cálcio, potássio, ferro, magnésio e vitamina C; a Spondias purpurea é uma boa fonte de ferro, potássio, vitamina C e uma excelente fonte de cobre, e a Spondias tuberosa é uma boa fonte de potássio e vitamina C.
Abstract: The genus Spondias is constituted by species which are very much adapted to the semiarid region. The Spondias sp., Spondias purpurea e Spondias tuberosa are species which are grown all over the Northeast region, in rural properties as well as in backyards in urban areas. They present fruits whose taste is acid and sweet, which are used as raw material by agroindustries in order to produce beverages, marmalades, jams, ice-creams, among others. They are also very much consumed fresh due to their rich taste. No matter how they are consumed, they have increased the incomes of small families of rural workers in the Brazilian Northeast. This study aimed to evaluate macronutrients (Na, P, K, Ca and Mg), micronutrients (Fe, Cu, Cr, Mn, Se and Zn) and Vitamin C levels in Spondias sp., Spondias purpurea L. and Spondias tuberosa Arruda Câmara pulps. Fruits were collected in two areas of Lajedo Ranch, in the municipality of Santa Terezinha-PB and also in an urban area in the municipality of Brejo do Cruz-PB. Three trees were selected considering their phytosanity conditions for fruit collection and then, 5 kg of fresh fruit from each species were collected. After the pulping stage, 2 kg of pulp from each studied species were stored. Analysis of minerals was carried out through the atomic emission spectrometry method and analysis of Vitamin C levels was performed using the method of volumetric titration by oxidation-reduction. Levels of minerals and Vitamin C were expressed in mg.100-1and compared to the values expressed in the Recommended Daily Intake (RDI) for children aged between 04 and 10 years old, as stated by the Regulation nº 269 from the Collegiate Directorate of the ANVISA (Brazil's National Agency for Sanitary Regulation) in 2005. Fruit samples were classified in accordance to the FDA categorization as “good or excellent sources” for a certain nutrient according to its percentage of contribution to the Recommended Daily Intake (RDI). The Tukey test was applied at 1% and 5% of probabilities for levels of macronutrients and micronutrients. From the data it was found that the Spondias sp. is a good source of calcium, potassium, iron, magnesium and Vitamin C; Spondias purpurea is a good source of iron, potassium, Vitamin C and an excellent source of copper and Spondias tuberosa is a good source of potassium and Vitamin C.
Keywords: Avaliação mineralógica - frutas
Teor de vitamina C - frutas
Spondias tuberosa Arruda Câmara
Spondias, L.
Ciriguela - polpa
Umbu - polpa
Cajarana do sertão
Componentes químicos dos vegetais
Plantas xerófilas
Fruticultura orgânica
Frutas tropicais
Nutrientes minerais - saúde
Macrominerais
Microminerais
Cálcio
Magnésio
Potássio
Sódio
Fósforo
Zinco
Ferro
Cobre
Manganês
Cromo
Selênio
Vitamina C
Mineralogical evaluation - fruits
Vitamin C content - fruits
Chemical components of vegetables
Mineral nutrients - health
Organic fruit growing
Xerophilous plants
???metadata.dc.subject.cnpq???: Ciências Florestais.
URI: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/13857
Appears in Collections:Mestrado em Ciências Florestais.

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
LEONARDO GOMES FERNANDES - DISSERTAÇÃO PPGCF 2012.pdf Leonardo Gomes Fernandes - Dissertação PPGCF 20122.28 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.