Please use this identifier to cite or link to this item: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/1449
Title: Índices climáticos para o Estado da Paraíba: determinação e evolução temporal com abordagem na análise espectral.
???metadata.dc.creator???: BECKER, Carmem Terezinha.
???metadata.dc.contributor.advisor1???: BRITO, José Ivaldo Barbosa de.
???metadata.dc.contributor.referee1???: CAVALCANTI, Enilson Palmeira.
???metadata.dc.contributor.referee2???: BRAGA, Célia Campos.
???metadata.dc.contributor.referee3???: ALVES, José Maria Brabo.
???metadata.dc.contributor.referee4???: FIDELIS FILHO, José.
Keywords: Índices Climáticos;Estado da Paraíba;Análise Espectral;Variabilidade Pluviométrica;Weather Índices;State of Paraíba;Spectral Analysis;Rainfall Variability
Issue Date: 4-Aug-2017
Publisher: Universidade Federal de Campina Grande
Citation: BECKER, C. T. Índices climáticos para o Estado da Paraíba: determinação e evolução temporal com abordagem na análise espectral. 2017. 146 f. Tese (Doutorado em Meteorologia), Programa de Pós-graduação em Meteorologia, Centro de Ciências e Tecnologia, Universidade Federal de Campina Grande - Paraíba - Brasil, 2017.
???metadata.dc.description.resumo???: Ao apresentar extensa área inclusa na delimitação semiárida do Brasil, mais de 86% do seu território, a Paraíba é um dos estados brasileiros onde a aridez apresenta maior severidade. A disponibilidade de água impera como um processo decisivo no que diz respeito ao seu efetivo desenvolvimento ambiental, social e econômico, o qual é intimamente dependente das condições climáticas reinantes. Neste contexto, emerge a necessidade da quantificação de índices que tenham como propósito, a caracterização climática de um determinado local, para com isto, haver uma melhor adequação às classes de clima predominantes. Assim, o presente estudo tem por objetivo, tecer cenários passados da variabilidade espacial e temporal de índices climáticos. Para tanto, são calculados índices climáticos a partir de dados normais climatológicos e seriais anuais para um período de cinquenta anos a vinte postos pluviométricos criteriosamente selecionados e distribuídos ao longo do estado da Paraíba. Leva-se em consideração a metodologia proposta por Thornthwaite (1948) e pelo índice de aridez aplicado pelo United Nations Environment Programme - UNEP (1992). Toma-se como subsídio, a aplicação conceitual de métodos espectrais com a subsequente aplicação da análise de ondaletas aos índices climáticos seriais. Resulta-se, que mesmo metodologias distintas venham a produzir classificações climáticas diferentes para um mesmo local e período de tempo, o desenvolvimento das variabilidades interanual e interdecenal são extremamente semelhantes, recomendando os mesmos agentes como causadores destas variabilidades. Mesmo assim, o índice de aridez do UNEP mostra-se menos criterioso para classificações climáticas do que na utilização dos índices de Thornthwaite, evidenciando quadros de menor aridez. Pela metodologia das ondaletas, a variabilidade interdecenal é significativamente mais aparente do que a interanual, com a marcante predominância na escala de 11 anos, interagindo com escalas menores, de 5, 3,5 e 2,5 anos, os quais tendem a seguir os principais comportamentos da variabilidade térmica nas bacias dos oceanos Atlântico e Pacífico. Correlações simples indicam conexões mais significativas entre modos do Pacífico e as regiões do Sertão e Alto Sertão, decrescendo em direção ao Litoral. Por outro lado, anomalias das águas no oceano Atlântico apresentam influência quase homogênea em grande parte do Estado da Paraíba, com maior sinal na faixa leste adjacente. Observa-se ainda, que classificações climáticas de forma seriada, com o processamento dos percentuais de cada tipo de clima e distribuição temporal, representa um método mais realista de análise do clima, haja vista que a partir de normais climatológicas, descreve-se uma condição média do clima local ou regional.
Abstract: Due to the large area included in the semiarid delimitation of Brazil, more than 86% of its territory, Paraíba is one of the Brazilian states where aridity is more severe. The availability of water is a decisive process in terms of its effective environmental, social and economic development, which is closely dependent on the prevailing climatic conditions. In this context, the need for the quantification of indexes that have as purpose, the climatic characterization of a given location, in order to better suit the prevailing climate classes, emerges. Thus, the present study aims to weave past scenarios of spatial and temporal variability of climatic indexes. Therefore, climatic indexes are calculated from normal climatological and serial annual data for a period of fifty years to twenty pluviometric stations carefully selected and distributed throughout the state of Paraíba. The methodology proposed by Thornthwaite (1948) and the aridity index applied by the United Nations Environment Program - UNEP (1992) are taken into account. As a subsidy, the conceptual application of spectral methods with the subsequent application of the wavelet analysis to the serial climatic indexes is used. It turns out that even if different methodologies produce different climatic classifications for the same place and period of time, the development of interannual and interdecadal variabilities are extremely similar, recommending the same agents as cause of these variabilities. Even so, the UNEP aridity index is less critical for climate classifications than for the use of the Thornthwaite indices, showing less aridity. The interdecadal variability is significantly more apparent than the interannual variability, with a marked predominance in the 11-year scale, interacting with smaller scales of 5, 3.5 and 2.5 years, which tend to follow the main behaviors of the thermal variability in the basins of the Atlantic and Pacific oceans. Simple correlations indicate more significant connections between Pacific modes and the regions of Sertão and Alto Sertão, decreasing toward the coast. On the other hand, water anomalies in the Atlantic Ocean show almost homogeneous influence in much of the state of Paraíba, with a greater signal in the adjacent eastern range. It is also observed that climatic classifications in a serial way, with the processing of the percentages of each type of climate and temporal distribution, represents a more realistic method of climate analysis, given that, based on climatological normals, it describes an average local condition or regional climate.
Keywords: Índices Climáticos
Estado da Paraíba
Análise Espectral
Variabilidade Pluviométrica
Weather Índices
State of Paraíba
Spectral Analysis
Rainfall Variability
???metadata.dc.subject.cnpq???: Meteorologia
URI: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/1449
Appears in Collections:Doutorado em Meteorologia.

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
CARMEM TEREZINHA BECKER – TESE (PPGMet) 2017.pdf8.98 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.