Please use this identifier to cite or link to this item: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/14791
Title: Planos de aula em ambiente digital: estudo dos operadores argumentativos
Other Titles: Lesson plans in digital environment: study of argumentative operators
???metadata.dc.creator???: CARNEIRO, Isabel Cristina da Silva.
???metadata.dc.contributor.advisor1???: SILVA, Williany Miranda da.
???metadata.dc.contributor.referee1???: RAFAEL, Edmilson Luiz.
???metadata.dc.contributor.referee2???: RODRIGUES, Linduarte Pereira.
Keywords: Planos de aula;Lesson plans;Planes de lecciones;Ambiente digital;Entorno digital;Digital environment;Operadores argumentativos;Argumentative operators;Formação docente;Formación de profesores;Teacher training;Ensino;Teaching;Enseñando
Issue Date: 30-Jul-2020
Publisher: Universidade Federal de Campina Grande
Citation: CARNEIRO, I. C. da S. Planos de aula em ambiente digital: estudo dos operadores argumentativos. 2020. 141 f. (Dissertação de Mestrado em Letras), Programa de Pós-graduação em Linguagem e Ensino, Centro de Humanidades, Universidade Federal de Campina Grande - Paraíba - Brasil, 2020
???metadata.dc.description.resumo???: Planejar deveria fazer parte da vida dos seres humanos, como uma forma de organização de suas rotinas cotidianas, com foco no quê, como, quando e com que objetivo precisa ser feito. No tocante ao ensino, um professor, ciente de seu ofício, organiza suas ações pedagógicas por meio de planos de aula, um material didático que direciona o aprendizado do aluno, em razão de conter diretrizes teórico-metodológicas do fazer docente. Partindo do princípio de que a educação, além da sociedade como um todo, tem passado por diversas transformações no que concerne à inserção cada vez mais frequente das tecnologias digitais em seu cotidiano, seja como forma de lazer ou voltadas para o âmbito laboral, o professor é solicitado a fazer uso do meio virtual no intuito de incrementar ou viabilizar suas práticas pedagógicas, a exemplo de planejar aulas. Tendo em vista que há diversos sites para aprimorar as aulas, escolhemos o portal Nova Escola, que é um espaço destinado a todos que trabalham ou possuam interesse em assuntos voltados à educação. Nele é possível encontrar os mais diversos conteúdos de maneira gratuita, desde cursos de aperfeiçoamento a planos de aula prontos para serem baixados e modificados a critério do professor. Dentre a infinidade de conteúdos disponíveis nos planos do portal, nossa reflexão recaiu em pensar maneiras de diversificar as aulas sobre operadores argumentativos a partir da forma como outros professores tratam tal conteúdo. Nesse sentido, o estudo em questão pretende responder ao seguinte questionamento: Que concepção(ões) de ensino subjaz(em) o conteúdo “operadores argumentativos” nos planos de aula do portal Nova Escola? Para tanto, o objetivo geral consiste em Investigar o tratamento didático-pedagógico sugerido em planos de aula disponíveis no portal Nova Escola, com ênfase na(s) concepção(ões) de ensino que subjaz(em) do conteúdo “operadores argumentativos”. Através de uma pesquisa qualitativa e de inspiração netnográfica, destacamos a análise de seis planos que abordavam os operadores argumentativos. O embasamento teórico que deu sustentação à análise seguiu a perspectiva da Linguística Textual, baseada em Koch (2011); Koche, Boff e Marinello (2014) e Koch e Elias (2018) no que concerne ao estudo dos operadores argumentativos. Além disso, as contribuições de Luckesi (1994); Vasconcellos (2001); Gasparin (2009); Tormenta e Figueiredo (2010); Libâneo (2013) e Rafael (2019) ofereceram suporte para a compreensão sobre planejamento de ensino. Os resultados indicaram que os planos de aula do portal Nova Escola representam materiais didáticos viáveis, apesar de uma inserção tecnológica tímida, em alguns planos. Por outro lado, a proposição de um ensino de operadores argumentativos baseados nas teorias da Linguística Textual revela um material alinhado ao documento oficial parametrizador em instância governamental: a BNCC. Assim, a análise e seleção adequada de planos, em função dos objetivos de ensino do docente, devem representar um continuum em sua jornada de trabalho.
Abstract: Planning should be part of human beings' lives, as a way of organizing their daily routines, focusing on what, how, when and with what objective needs to be done. With regard to teaching, a teacher, aware of his craft, organizes his pedagogical actions through lesson plans, a didactic material that directs student learning, because it contains theoretical and methodological guidelines for teaching. Based on the principle that education, in addition to society as a whole, has undergone several transformations with regard to the increasingly frequent insertion of digital technologies in their daily lives, whether as a form of leisure or geared towards the workplace, the teacher he is asked to make use of the virtual medium in order to increase or make his pedagogical practices feasible, such as planning classes. Given that there are several sites to improve classes, we chose the Nova Escola portal, which is a space for everyone who works or has an interest in issues related to education. It is possible to find the most diverse contents for free, from improvement courses to lesson plans ready to be downloaded and modified at the teacher's discretion. Among the infinity of content available on the portal's plans, our reflection fell on thinking of ways to diversify classes on argumentative operators based on the way other teachers treat such content. In this sense, the study in question aims to answer the following question: What conception (s) of teaching underlies the content “argumentative operators” in the lesson plans of the Nova Escola portal? Therefore, the general objective is to investigate the didactic-pedagogical treatment suggested in lesson plans available on the Nova Escola portal, with an emphasis on the teaching conception (s) that underlies the “argumentative operators” content.Through qualitative research and netnographic inspiration, we highlight the analysis of six plans that addressed the argumentative operators. The theoretical basis, which supported the analysis, followed the perspective of Textual Linguistics, based on Koch (2011); Koche, Boff and Marinello (2014) and Koch and Elias (2018) regarding the study of argumentative operators. In addition, Luckesi's contributions (1994); Vasconcellos (2001); Gasparin (2009); Tormenta and Figueiredo (2010); Libâneo (2013) and Rafael (2019) offered support for understanding teaching planning. The results indicated that the lesson plans of the Nova Escola portal represent viable teaching materials, despite a timid technological insertion, in some plans. On the other hand, the proposition of teaching argumentative operators based on the theories of Textual Linguistics reveals a material aligned with the official parameterizing document in a governmental instance: the BNCC. Like this, the analysis and adequate selection of plans, according to the teaching objectives of the teacher, should represent a continuum in their workday.
Keywords: Planos de aula
Lesson plans
Planes de lecciones
Ambiente digital
Entorno digital
Digital environment
Operadores argumentativos
Argumentative operators
Formação docente
Formación de profesores
Teacher training
Ensino
Teaching
Enseñando
???metadata.dc.subject.cnpq???: Educação
URI: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/14791
Appears in Collections:Mestrado em Linguagem e Ensino.

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ISABEL CRISTINA DA SILVA CARNEIRO – DISSERTAÇÃO (PPGLE) 2020.pdf6.65 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.