Please use this identifier to cite or link to this item: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/14951
Title: Alfabetização:confronto de Teorias x Aprendizagem em Escolas Públicas, Privadas e Alternativas.
Other Titles: Literacy: confrontation of Theory x Learning in Public, Private and Alternative Schools.
???metadata.dc.creator???: REIS, Maria Ivone dos.
FEITOSA, Maria do Socorro.
Keywords: Educação;Supervisão Escolar;Alfabetização;Aprendizagem;Education;School Supervision;Literacy;Learning
Issue Date: May-1995
Publisher: Universidade Federal de Campina Grande
Citation: REIS, Maria Ivone dos; FEITOSA, Maria do Socorro. Alfabetização: confronto de Teorias x Aprendizagem em Escolas Públicas, Privadas e Alternativas.1995. 27f. Relatório (Licenciatura em Pedagogia) - Centro de Formação de Professores, Universidade Federal de Campina Grande, Cajazeiras, Paraíba, Brasil, 1995.
???metadata.dc.description.resumo???: A primeira tentativa de escrita, precisamente a mais primitiva, e aquela cujos sinais gráficos representam os objetos, a chamada escrita do tipo pictográfica. Os caracteres são os pictogramas; espécies de desenhos que se aproximam a imagem dos objetos representados. Mais tarde, esses símbolos gráficos deixaram de ter tal função, ou seja, deixaram de imitar os objetos representados para tornarem-se em convenções, que distinguiram em cada pais. Por exemplo: No Egito o pictograma corresponde a esses sistemas de escritas preocuparam em registrar diretamente o significado das palavras e não o seu aspecto sonoro. A primeira tentativa nesse sentido, foi feita pelos Egípcios com a utilização de ideogramas ou logogramas com valor fonético. Cada ideograma representava os segmentos sonoros de valor sonoro da consoante dentro da palavra. Nascendo assim, a escrita lexical silábica. Segundo REGO(1994). Desse modo, fica entendido, porque numa escrita alfabética, as letras representam as unidades mínimas da palavra que são os fonemas.
Abstract: The first attempt at writing, precisely the most primitive, and the one whose graphic signs represent objects, the so-called pictographic writing. The characters are the pictograms; species of drawings that approximate the image of the represented objects. Later, these graphic symbols ceased to have such a function, that is, they stopped imitating the objects represented to become conventions, which distinguished them in each country. For example: In Egypt, the pictogram corresponds to these writing systems concerned with directly registering the meaning of words and not their sound aspect. The first attempt in this direction was made by the Egyptians using ideograms or logograms with phonetic value. Each ideogram represented the sound segments of the consonant's sound value within the word. Thus, the syllabic lexical writing was born. According to REGO (1994). In this way, it is understood, because in alphabetic writing, the letters represent the minimum units of the word, which are the phonemes.
Keywords: Educação
Supervisão Escolar
Alfabetização
Aprendizagem
Education
School Supervision
Literacy
Learning
???metadata.dc.subject.cnpq???: Educação.
URI: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/14951
Appears in Collections:Curso de Licenciatura em Pedagogia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MARIA IVONE DOS REIS. TCC. LICENCIATURA EM PEDAGOGIA. 1995.PDFMaria Ivone dos Reis; Maria do Socorro Feitosa. TCC. Licenciatura em Pedagogia. 19954.93 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.