Please use this identifier to cite or link to this item: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/15085
Title: Uma cartografia da escolarização infantil em Campina Grande: entre novos discursos, velhas práticas e a emergência do pensamento moderno (1920-1932).
Other Titles: A cartography of children's schooling in Campina Grande: between new discourses, old practices and the emergence of modern thought (1920-1932).
???metadata.dc.creator???: SOTO, Helio Santana Garcia.
???metadata.dc.contributor.advisor1???: NASCIMENTO, Regina Coelli Gomes.
???metadata.dc.contributor.referee1???: ARAÚJO , Eronides Câmara de.
???metadata.dc.contributor.referee2???: ANDRADE, Vivian Galdino.
Keywords: Escolarização;Schooling;Enseñanza;Político-pedagógico;Political-pedagogical;Discursos políticos;Political speeches
Issue Date: 2016
Publisher: Universidade Federal de Campina Grande
Citation: SOTO, H. S. G. Uma cartografia da escolarização infantil em Campina Grande: entre novos discursos, velhas práticas e a emergência do pensamento moderno (1920-1932). 2016. 126 f. Dissertação (Mestrado em História) – Programa de Pós-Graduação em História, Centro de Humanidades, Universidade Federal de Campina Grande, Paraíba, Brasil, 2016.
???metadata.dc.description.resumo???: A dissertação analisa os discursos sobre o processo de escolarização da infância na cidade de Campina Grande, entre a década de 1920 e o ano de 1932, perscrutando as práticas discursivas que deram visibilidade a um novo modelo de organização escolar fundado em torno de saberes médico-higienistas, político-pedagógicos e cívico-militares. Campina Grande experimentou durante a década de 1920 o desenvolvimento material e cultural marcado pela primazia que assumiu como centro do comércio e beneficiamento do algodão. O crescimento da cidade, verificado com o aumento populacional e novas relações ligadas à sociabilidade burguesa, inquietou a elite letrada e política local, que começaram a pensar em novos rumos para a cidade pelo viés da formação escolar como instrumento ideal para transformação e disciplinamento dos indivíduos. A escolarização dos campinenses, em especial das crianças, passara a ser o alvo de discursos que intentavam demarcar neste processo a possibilidade do progresso econômico e cultural desejado para cidade. Questionamentos sobre o modelo escolar ideal para alcançar tal intento foram frequentes, sendo resultados de saberes que começavam a circular em alguns setores da sociedade local através de impressos. Outrossim, surgiram escolas que tentavam satisfazer aos reclames de uma sociedade em transformação, propondo mudanças para o ensino, como o Instituto Pedagógico em 1919 e o Grupo Escolar Solon de Lucena em 1924. A chegada destes estabelecimentos expusera na vitrine da escolarização campinense novos espaços higiênicos, pedagogicamente pensados e marcados pelo ensino laico de forte conteúdo cívico, apontando a transição do modelo mestre-escola/casa-escola para características de grupo escolar. Para investigar as transformações desenvolvidas a partir deste processo de escolarização, fizemos uso da metodologia da análise dos discursos, mapeando os discursos nas fontes impressas como livros e periódicos, de modo a compreendê-los a partir das suas condições de produção e reprodução, observando as repetições, regularidades e desvios nos seus enunciados. Operacionalizamos o estudo em destaque nesta dissertação com o uso, principalmente, dos diálogos teóricos estabelecidos com Michel Foucault (saber/poder e análise de discursos), Cynthia Greive Veiga (escolarização como dispositivo) e Joan Scott (Gênero como categoria de análise histórica). No âmbito da historiografia sobre educação, contribuíram para a temática desenvolvida nesta dissertação, entre outros autores/as, Antonio Carlos Pinheiro, Luciano Faria Filho, Clarice Nunes e Heloísa Villela.
Abstract: The dissertation analyzes the discourses about the process of schooling of childhood in the city of Campina Grande, between the 1920´s and 1932, searching the discursive practices that gave visibility to a new model of school organization founded around medical- Hygienists, political-pedagogical and civic-military. Campina Grande experienced during the 1920s the material and cultural development marked by the primacy it assumed as the center of trade and cotton processing. The growth of the city, as a result of the increase in population and new relations linked to bourgeois sociability, disturbed the literate elite and local politics, who began to think of new directions for the city due to the bias of school formation as an ideal instrument for the transformation and disciplining of individuals . The schooling of the campinenses, especially of the children, had become the target of speeches that tried to demarcate in this process the possibility of the economic and cultural progress desired for the city. Questions about the ideal school model to achieve this were frequent, resulting from knowledge that began to circulate in some sectors of the local society through print. In addition, there were schools that attempted to satisfy the demands of a changing society, proposing changes to teaching, such as the Pedagogical Institute in 1919 and the Solon de Lucena School Group in 1924. The arrival of these establishments exposed new sanitary spaces in the showcase of schooling in Campinense , Pedagogically thought and marked by the secular teaching of strong civic content, pointing to the transition from the masterschool / home-school model to school group characteristics. In order to investigate the transformations developed from this schooling process, we used the methodology of discourse analysis, mapping discourses in printed sources such as books and periodicals, in order to understand them from their production and reproduction conditions, observing the Repetitions, regularities and deviations in their statements. We operate the study in this dissertation with the use, mainly, of the theoretical dialogues established with Michel Foucault (knowledge / power and discourse analysis), Cynthia Greive Veiga (schooling as a device) and Joan Scott (Genre as historical analysis category). In the context of the historiography on education, contributed to the thematic developed in this dissertation, among others authors, Antonio Carlos Pinheiro, Luciano Faria Filho, Clarice Nunes and Heloísa Villela.
Keywords: Escolarização
Schooling
Enseñanza
Político-pedagógico
Political-pedagogical
Discursos políticos
Political speeches
???metadata.dc.subject.cnpq???: História
URI: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/15085
Appears in Collections:Mestrado em História.

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
HELIO SANTANA GARCIA SOTO – DISSERTAÇÃO (PPGH) 2016.pdf1.65 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.