Please use this identifier to cite or link to this item: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/15267
Title: Ser trans: as lutas e garantias ao acesso no mercado de trabalho.
Other Titles: Being trans: the struggles and guarantees of access in the labor market.
???metadata.dc.creator???: SANTANA, Bruno Avelino de.
???metadata.dc.contributor.advisor1???: SILVA, Eduardo Pordeus.
???metadata.dc.contributor.referee1???: OLIVEIRA, José Idemário Tavares de.
???metadata.dc.contributor.referee2???: BARBOSA, Erivaldo Moreira.
Issue Date: 9-Mar-2018
Publisher: Universidade Federal de Campina Grande
Citation: SANTANA, Bruno Avelino de. Ser trans: as lutas e garantias ao acesso no mercado de trabalho. 2018. 49 p. (Trabalho de Conclusão de Curso - Monografia), Curso de Bacharelado em Ciências Jurídicas e Sociais – Direito, Centro de Ciências Jurídicas e Sociais, Universidade Federal de Campina Grande – Sousa- Paraíba - Brasil, 2018.
???metadata.dc.description.resumo???: O presente trabalho teve como finalidade analisar as buscas e as garantias sociais e constitucionais na inclusão de transgêneros no mercado de trabalho. É notório que as violações dos direitos possuem uma grande marca histórica, como também é muito presente no cotidiano, onde desde a sua aceitação já são atacadas, ofendidas pela própria família, fazendo com que sejam expulsas, seja de casa, da escola e do trabalho, fora que sofrem diariamente algum tipo de discriminação e preconceito por parte da sociedade. Dessa forma, através das transformações que ocorreram no mundo do trabalho, vem crescendo a quantidade de limites e desafios que são feitos contra a classe trabalhadora, incluindo a luta contra a exploração e a opressão dos seres humanos que já são rechaçados no meio social, o que é feito de uma maneira muito intensa e contra mulheres, negros, imigrantes, moradores de rua e os LGBTT. Nesse sentido, o objetivo específico do trabalho foi analisar as garantias presentes na Constituição Federal, o funcionamento das políticas públicas já criadas em defesa do público trans para a garantia da inclusão no mercado de trabalho, analisar as instituições e grupos de apoio que buscam e trabalham na inclusão das mesmas dentro do trabalho formal, fazendo com elas saiam da noite e busquem outro meio de rendimento. O método utilizado foi o qualitativo, método ao qual se interliga com o levantamento de dados sobre os estímulos de um determinado grupo, onde visa compreender e poder interpretar alguns comportamentos, opiniões e algumas expectativas sobre as pessoas de um determinado grupo ou população, dessa forma, houve uma rápida análise em bibliografias, como também notícias e alguns documentos. Depois de feita a análise fica evidente que os transgêneros ainda sofrem diversas dificuldades, fora também à precariedade, na luta de serem inseridas no mundo do trabalho, já que ficam a mercê de serem assediadas moralmente e sexualmente, como também passem a sofrer por uma transfobia institucionalizada, fazendo com que as mesmas percam a garantia de efetivação dos seus direitos. É nesse campo de batalha social que os LGBTT, especificamente as transgêneros, enfrentam para se manter resistentes na defesa de seus direitos. Nesse sentido, acaba se concluindo que mesmo diante de vários desafios e batalhas que o público trans sofre na busca de um emprego, é fazer com que se tenha uma organização coletiva entres elas, criando uma articulação na luta contra uma sociedade machista, homofóbica e transfóbica, que fazem com que essas assalariadas possam transformar essa realidade de varias desigualdades sociais presente, em uma luta de garantia de igualdade para todos os seres humanos, independente de sexo, cor, raça e principalmente de gênero.
Abstract: The present study had the purpose of analyzing the social and constitutional searches and guarantees in the inclusion of transgender in the labor market. It is notorious that violations of rights have a great historical mark, but it is also very present in daily life, where from their acceptance they are already attacked, offended by their own family, causing them to be expelled, whether at home, at school or at work , outside they suffer daily some kind of discrimination and prejudice on the part of the society. In this way, through the transformations that have occurred in the world of work, the number of limits and challenges that have been made against the working class has increased, including the struggle against exploitation and oppression of human beings who are already rejected in the social environment. which is done in a very intense way against women, blacks, immigrants, homeless people and the LGBTT. In this sense, the specific objective of the work was to analyze the guarantees present in the Federal Constitution, the public policies already created in defense of the trans public to guarantee inclusion in the labor market, analyze the institutions and support groups that seek and work in the inclusion of the same in the formal work, making them leave the night and seek another means of income. The method used was the qualitative method, which is interconnected with the collection of data about the stimuli of a certain group, where it aims to understand and be able to interpret some behaviors, opinions and some expectations about the people of a certain group or population, in this way , there was a quick analysis in bibliographies, as well as news and some documents. After the analysis, it is clear that transgenders still suffer from various difficulties, as well as precariousness, in the struggle to be inserted in the world of work, since they are at the mercy of being harassed morally and sexually, but also suffer from transphobia institutionalized, causing them to lose the guarantee of the realization of their rights. It is in this social battlefield that the LGBTT, specifically the transgender, face to remain resistant in the defense of their rights. In this sense, it is concluded that even in the face of various challenges and battles that the public trans suffer in the search for a job, is to have a collective organization among them, creating an articulation in the struggle against a macho, homophobic and transphobic society , which enable these wage earners to transform this reality of various social inequalities into a struggle to guarantee equality for all human beings, regardless of gender, color, race and, above all, gender.
???metadata.dc.subject.cnpq???: Direito Constitucional
Direito do Trabalho
URI: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/15267
Appears in Collections:Curso de Bacharelado em Direito

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
BRUNO AVELINO DE SANTANA - TCC DIREITO 2018.pdf593.96 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.