Please use this identifier to cite or link to this item: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/1580
Title: As drogas no contexto da rede estadual de ensino em Campina Grande/PB: um estudo em representações sociais.
???metadata.dc.creator???: SOUZA, Lais Santos Barbosa de.
???metadata.dc.contributor.advisor1???: LIRA, André Augusto Diniz.
???metadata.dc.contributor.referee1???: LEAL, Fernanda de Lourdes Almeida.
???metadata.dc.contributor.referee2???: CRUZ, Fátima Maria Leite.
Keywords: Educação - Problemas Sociais;Escola - Uso de Drogas;Representações Sociais;Use of Drugs;Social Representations;Schools
Issue Date: 27-Apr-2018
Publisher: Universidade Federal de Campina Grande
Citation: SOUZA, L. S. B. de. As drogas no contexto da rede estadual de ensino em Campina Grande/PB: um estudo em representações sociais. 2018. 127 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Centro de Humanidades, Universidade Federal de Campina Grande, Paraíba, Brasil, 2018.
???metadata.dc.description.resumo???: O objetivo geral deste trabalho é analisar as representações sociais sobre as drogas e sobre os estudantes que usam drogas, construídas por docentes da Rede Estadual de Ensino na cidade de Campina Grande – PB. A pesquisa foi realizada em 08 escolas de Ensino Fundamental e Médio, abarcando diferentes zonas geográficas da cidade. Participaram no total 56 docentes, o que corresponde, em média, a 20% do corpo docente de cada escola. Utilizamos como recurso de produção de dados: a observação do cotidiano escolar, a Associação Livre de Palavras (ALP) e o Questionário com questões objetivas e subjetivas. Para a análise dos dados, utilizamos a Estatística Descritiva; a Análise de Conteúdo Categorial e a Nuvem de Palavras. Verificamos que o processo de objetivação das representações de “drogas na escola” e de “aluno usuário” ocorre por meio de uma mesma metáfora conceitual, sendo compreendidos como um: “problema”. São, portanto, representações sociais associadas. As ancoragens quanto às drogas, no geral, são realizadas através dos modelos médico-psiquiátrico e jurídico-criminal, mas há também uma evolução no sentido de uma compreensão mais social pelos sujeitos. O medo é uma característica muito recorrente nos discursos dos participantes da pesquisa quando se trata dessa temática no cotidiano escolar. Os docentes assinalam os efeitos na vida pessoal dos estudantes e no contexto escolar, as necessidades, os obstáculos para a efetivação de práticas educativas sobre o tema e a responsabilização da família quanto a essa questão. Em relação aos estudantes, a maioria dos participantes da pesquisa lhes caracterizaram a partir de uma perspectiva negativa, quanto ao comportamento, ao desempenho educacional, ao aspecto físico, à dimensão psicológica, às relações interpessoais a às suas famílias. Apenas alguns apontaram para uma perspectiva mais positiva desses estudantes em relação ao seu desempenho escolar. No geral, os participantes apontaram que a falta de formação específica e focada no contexto escolar contribui para a não efetivação de práticas educativas sobre drogas. Esses resultados indicam também a necessidade de um trabalho focado na realidade escolar, mais coletivo, formativo e intersetorial.
Abstract: The general objective of this work is to analyze the social representations about drugs and students who use drugs, built by teachers of the State Education Network in the city of Campina Grande - PB. The research was carried out in 08 schools of Elementary and Middle School, covering different geographical areas of the city. A total of 56 teachers participated, which corresponds, on average, to 20% of the faculty of each school. We use as a data production resource: the observation of everyday school, the Free Association of Words (ALP) and the Questionnaire with objective and subjective questions. For the analysis of the data, we use Descriptive Statistics; Categorical Content Analysis and the Word Cloud. We verified that the process of objectifying the representations of "drugs in school" and "user student" occurs through a same conceptual metaphor, being understood as a "problem". They are, therefore, associated social representations. Drug anchorages, in general, are carried out through the medical-psychiatric and legal-criminal models, but there is also an evolution towards a more social understanding by the subjects. Fear is a very recurrent characteristic in the discourses of the research participants when it comes to this theme in the daily school life. Teachers point out the effects on the personal life of students and on the school context, the needs, obstacles to the implementation of educational practices on the subject and the responsibility of the family on this issue. Regarding the students, most of the participants of the research characterized them from a negative perspective regarding behavior, educational performance, physical aspect, psychological dimension, and interpersonal relations to their families. Only a few have pointed to a more positive view of these students in relation to their school performance. In general, the participants pointed out that the lack of specific training focused on the school context contributes to the non-implementation of educational practices on drugs. These results also indicate the need for work focused on school reality, more collective, formative and intersectoral.
Keywords: Educação - Problemas Sociais
Escola - Uso de Drogas
Representações Sociais
Use of Drugs
Social Representations
Schools
???metadata.dc.subject.cnpq???: Educação
URI: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/1580
Appears in Collections:Mestrado Acadêmico em Educação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
LAIS SANTOS BARBOSA DE SOUZA – DISSERTAÇÃO (PPGED) 2018.pdf1.75 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.