Please use this identifier to cite or link to this item: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/15964
Title: Assistência a mulher climatérica na atenção primária à saúde: revisão integrativa de literatura.
Other Titles: Assistance to climacteric women in primary health care: an integrative literature review.
???metadata.dc.creator???: FERREIRA, Dayanne Marcelle Guedes.
???metadata.dc.contributor.advisor1???: COLAÇO, Elisabete Oliveira.
???metadata.dc.contributor.referee1???: SANTOS, Sheila Milena Pessoa dos.
???metadata.dc.contributor.referee2???: GONÇALVES, Roberta Lima.
Keywords: Saúde da mulher;Mulher climatérica - assistência;Revisão Integrativa de Literatura - Enfermagem;Climatério - atenção primária à saúde;Menopausa;Assistência à mulher climatérica;Women's health;La salud de la mujer;Mujer climatérica - asistencia;Climacteric woman - assistance;Climacteric - primary health care;Climaterio - atención primaria de salud;Asistencia a mujeres climatéricas;Assistance to climacteric women;Menopause;Menopausia
Issue Date: 13-Dec-2017
Publisher: Universidade Federal de Campina Grande
Citation: FERREIRA, Dayanne Marcelle Guedes. Assistência a mulher climatérica na atenção primária à saúde: revisão integrativa de literatura. 53f. (Trabalho de Conclusão de Curso), Curso de Bacharelado em Enfermagem, Centro de Ciências Biológicas e da Saúde, Universidade Federal de Campina Grande, Campus Campina Grande - Paraíba - Brasil, 2017.
???metadata.dc.description.resumo???: O climatério é uma fase biológica da vida da mulher onde ocorrem mudanças de ordem afetiva, ocupacional, sexual e/ou familiar. Seu marco é a menopausa que corresponde à interrupção permanente da menstruação. Há mulheres que passam pelo climatério sem queixas, outras podem ter sintomas que variam com a intensidade e diversidade. Porém, tanto nos casos sintomáticos como assintomáticos faz-se necessária uma assistência integral à mulher, com ações de promoção da saúde, diagnóstico precoce, tratamento dos agravos e prevenção de danos. Desta maneira, este estudo objetiva conhecer a assistência prestada à mulher no período do climatério por profissionais da saúde no ambiente da Atenção Primária à Saúde (APS). Buscando uma estratégia descritiva, este estudo partiu de uma Revisão Integrativa da Literatura, que procurou responder a seguinte questão: “Como funciona a assistência à mulher que perpassa pelo climatério, no contexto da APS? ”. Os descritores utilizados foram: “Climatério” AND “Atenção Primária à Saúde”, e em alguns momentos a associação destes com “Pessoal da Saúde”, bem como suas traduções para o Inglês e Espanhol. Após análise completa dos estudos encontrados foram elencadas duas categorias: I- O (des)conhecimento sobre o climatério e II- Operacionalização da assistência à mulher climatérica no âmbito da APS: a medicalização do cuidado. Observou-se que existe um desconhecimento sobre o período do climatério, bem como sua associação errônea a menopausa, tanto pelas mulheres que vivenciam como pelos profissionais que as assistem, o que reflete diretamente na ausência de serviços para esta faixa etária na APS, e quando ofertados estão centralizados na visão curativista, medicalizando o cuidado. Conclui-se que o estudo é relevante para a reflexão dos profissionais de saúde sobre a qualidade das ações prestadas às mulheres nessa fase do ciclo vital, bem como, para despertar nas mulheres a autonomia em busca dos seus direitos. Por fim, o pequeno número de estudos da amostra evidencia que a ausência dos serviços para o climatério na APS está diretamente ligada a ausência de estudos por partes dos profissionais, que não possuem o interesse de estudar mais sobre este período, nem tão pouco conhecer o que se passa com as mulheres nesta fase.
Abstract: The climacteric is a biological phase of a woman's life where affective, occupational, sexual and / or family changes occurs. Her milestone is a menopause that corresponds to the permanent interruption of menstruation. There are women who pass through the climacteric without complaints, others may have symptoms that vary with intensity and diversity. However, in both symptomatic and asymptomatic cases it is necessary to provide comprehensive assistance to the woman, with health promotion actions, early diagnosis, treatment of injuries and prevention of damage. In this way, this study aims to know the assistance provided to women during the climacteric period by health professionals in the Primary Health Care (PHC). Searching for a descriptive strategy, this study started with an Integrative Review of Literature, which sought to answer the following question: “How does the assistance to women that crosses the climacteric work in the context of PHC?”. The descriptors used were: "Climacteric" AND "Primary Health Care", and in some moments the association of these with "Health Personnel", as well as their translations into English and Spanish. After complete analysis of the studies found two categories were listed: I- The (dis) knowledge about the climate, and II- Operationalization of climacteric women's assistance under the PHC: the medicalization of care. It was observed that there is an ignorance about the climacteric period, as well as its erroneous association to the same as menopause, both by the women who live and by the professionals who attend them, which directly reflects the absence of services for this age group of PHC, and when offered are centralized in the curativist view, medicalizing care. It is concluded that the study is relevant for the reflection of the health professionals on the quality of the actions given to the women in this phase of the life cycle, as well as to awaken in women the autonomy in search of their rights. Finally, the small number of studies in the sample shows that the absence of climacteric services in PHC is directly related to the absence of studies by professionals, who do not have the interest to study more about this period, nor to know what is happening to women at this stage.
???metadata.dc.description.resumen???: El climaterio es una fase biológica de la vida de la mujer donde ocurren cambios de orden afectivo, ocupacional, sexual y / o familiar. Su marco es la menopausia que corresponde a la interrupción permanente de la menstruación. Hay mujeres que pasan por el climaterio sin quejas, otras pueden tener síntomas que varían con la intensidad y diversidad. Sin embargo, tanto en los casos sintomáticos como asintomáticos se hace necesaria una asistencia integral a la mujer, con acciones de promoción de la salud, diagnóstico precoz, tratamiento de los agravios y prevención de daños. De esta manera, este estudio objetiva conocer la asistencia prestada a la mujer en el período del climaterio por profesionales de la salud en el ambiente de la Atención Primaria a la Salud (APS). En una estrategia descriptiva, este estudio partió de una Revisión Integrativa de la Literatura, que intentó responder a la siguiente pregunta: Cómo funciona la asistencia a la mujer que atraviesa por el climaterio, en el contexto de la APS? Los descriptores utilizados fueron: "Climaterio" AND "Atención Primaria a la Salud", y en algunos momentos la asociación de éstos con "Personal de la Salud", así como sus traducciones al inglés y al portugués. Después de un análisis completo de los estudios encontrados se enumeraron dos categorías: I- O (des) conocimiento sobre el climaterio, y II- Operacionalización de la asistencia a la mujer climatérica en el ámbito de la APS: la medicalización del cuidado. Se observó que existe un desconocimiento sobre el período del climaterio, así como su asociación errónea al igual que la menopausia, tanto por las mujeres que vivencian como por los profesionales que las asisten, lo que refleja directamente en la ausencia de servicios para este grupo de edad de la APS, y cuando están ofrecidos están centralizados en la visión curativista, medicalizando el cuidado. Se concluye que el estudio es relevante para la reflexión de los profesionales de salud sobre la calidad de las acciones prestadas a las mujeres en esta fase del ciclo vital, así como para despertar en las mujeres la autonomía en busca de sus derechos por l. Por último, el pequeño número de estudios de la muestra evidencia que la ausencia de los servicios para el climaterio en la APS está directamente ligada a la ausencia de estudios por partes de los profesionales, que no tienen el interés de estudiar más sobre este período, ni tampoco conocer el mismo que pasa con las mujeres en esta fase.
Keywords: Saúde da mulher
Mulher climatérica - assistência
Revisão Integrativa de Literatura - Enfermagem
Climatério - atenção primária à saúde
Menopausa
Assistência à mulher climatérica
Women's health
La salud de la mujer
Mujer climatérica - asistencia
Climacteric woman - assistance
Climacteric - primary health care
Climaterio - atención primaria de salud
Asistencia a mujeres climatéricas
Assistance to climacteric women
Menopause
Menopausia
???metadata.dc.subject.cnpq???: Enfermagem.
URI: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/15964
Appears in Collections:Curso de Bacharelado em Enfermagem - CCBS

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DAYANNE MARCELLE GUEDES FERREIRA - TCC ENFERMAGEM CCBS 2017.pdfDayanne Marcelle Guedes Ferreira - Ciências Contábeis CCJS - 2017. 1.16 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.