Please use this identifier to cite or link to this item: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/1604
Title: "Reforma agrária de mercado" ou atualização do clientelismo?: o Programa Nacional de Crédito Fundiário e o assentamento de família sem terra no cariri ocidental paraibano.
???metadata.dc.creator???: SILVA, Mirian Farias da.
???metadata.dc.contributor.advisor1???: CUNHA, Luis Henrique Hermínio.
???metadata.dc.contributor.referee1???: SILVA, Aldenor Gomes da.
???metadata.dc.contributor.referee2???: SAUER, Sérgio.
Keywords: Reforma Agrária;Famílias sem Terra;Brazil Land Reform;Landless Families;Clientelismo;Crédito Fundiário;Cariri Ocidental Paraibano - Assentamentos Rurais;Trabalhadores Rurais sem Terra;Land Credit;Agrarian Reform;Programa Nacional de Crédito Fundiário - PNCF;Política de Proteção Social;Reforma Agrária Racional;Questão Agrária - Brasil;Sociologia Rural;Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra - MST
Issue Date: Sep-2012
Publisher: Universidade Federal de Campina Grande
Citation: SILVA, Mirian Farias da. "Reforma agrária de mercado" ou atualização do clientelismo?: O Programa Nacional de Crédito Fundiário e o assentamento de família sem terra no cariri ocidental paraibano. 2012. 124f. (Dissertação de Mestrado em Ciências Sociais) - Programa de Pós-graduação em Ciências Sociais, Centro de Humanidades, Universidade Federal de Campina Grande - Paraíba - Brasil, 2012.
???metadata.dc.description.resumo???: A partir de meados dos anos 1990, os instrumentos até então consolidados de tratamento dos conflitos agrários no país, que se orientavam para o assentamento de famílias de trabalhadores rurais sem terra via desapropriação de áreas improdutivas, passam a ser questionados pelos propositores do que se convencionou chamar de “Modelo de Reforma Agrária de Mercado (MRAM)”, sob o patrocínio determinante do Banco Mundial. Sob esta nova orientação, no final do primeiro e durante o segundo mandato do Governo FHC (1995-2002), foram criados os programas: Reforma Agrária Solidária do Projeto Piloto São José (PSJ), no Ceará, em agosto de 1996; o Projeto-Piloto de Reforma Agrária e Alívio da Pobreza (ou Cédula da Terra PCT) em agosto de 1997, que operou até o final do mandato FHC na região Nordeste; o Banco da Terra (BT), criado em 1999 e que funcionou até 2003; e o Crédito Fundiário de Combate à Pobreza Rural (2000-2002). Em 2003, já no Governo Lula (2003-2010), é criado o Programa Nacional de Crédito Fundiário (PNCF), que deveria ser complementar a outras ações com vistas à reforma agrária. No Cariri paraibano, e em particular no município de Sumé, o que se vivenciou ao longo da década de 2000 foi o abandono da estratégia de assentamento de famílias via desapropriação de antigos latifúndios improdutivos e a adesão aos novos instrumentos do PNCF, sendo criados, entre 2003 e 2008, 30 projetos de assentamentos (541 famílias em 16.842,95 hectares) na microrregião do Cariri Ocidental e Oriental, dos quais nove projetos apenas no município de Sumé (133 famílias em 4.054,590 hectares). Essas 30 operações são exclusivamente da linha Combate à Pobreza Rural (CPR) do PNCF, e 29 propostas aprovadas são referentes ao Cariri Ocidental. A análise será sobre a linha de CPR que tem promovido transformações nas formas de mobilização de famílias sem terra e nos atores sociais responsáveis pela mediação entre famílias, proprietários e poder público. Esta dissertação analisa estas transformações e revela como as elites locais acabam impondo uma lógica própria às ações do programa, instituindo o que chamam de uma “reforma agrária racional”, que quer dizer sem conflitos, atualizando o debate sobre clientelismo no semiárido nordestino.
Abstract: In the late 1990s, the instruments to treat land conflicts in Brazil, which were aimed at the settlement of families of landless rural workers via expropriation of unproductive areas, are being questioned by proponents of what came to be called "Market-Based Land Reform”, under the auspices of the World Bank. Under this new guidance, the end of the first and during the second term of the Cardoso administration (1995-2002), some governmental programs were created. In 2003, already in Lula's government (2003-2010), it created the National Land Credit Program (PNCF in portuguese), which should be complementary to other agrarian reform actions. In Cariri region, Paraíba state, and in particular in the city of Sumé, which was experienced throughout the 2000s was the abandonment of the settlement strategy to families via expropriation of unproductive properties. Between 2003 and 2008, 30 settlement projects of PNCF (541 households in 16,842.95 hectares) in the Cariri region were created, of which nine projects in Sumé (133 families in 4054.590 hectares). These 30 operations are exclusively in a special line of PNCF to rural poverty reduction (CPR in portuguese). The analysis will be on the CPR line that has promoted changes in the forms of mobilization of landless families and social actors responsible for mediating between families, owners and government. This dissertation analyzes these changes and reveals how local elites impose its own logic to the actions of the program, instituting what they call a "rational land reform", which means without conflicts, updating the debate on clientelism in the semiarid northeast.
Keywords: Reforma Agrária
Famílias sem Terra
Brazil Land Reform
Landless Families
Clientelismo
Crédito Fundiário
Cariri Ocidental Paraibano - Assentamentos Rurais
Trabalhadores Rurais sem Terra
Land Credit
Agrarian Reform
Programa Nacional de Crédito Fundiário - PNCF
Política de Proteção Social
Reforma Agrária Racional
Questão Agrária - Brasil
Sociologia Rural
Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra - MST
???metadata.dc.subject.cnpq???: Ciências Sociais.
URI: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/1604
Appears in Collections:Mestrado em Ciências Sociais.

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MIRIAN FARIAS DA SILVA - DISSERTAÇÃO PPGCS 2012..pdfMirian Farias da Silva - Dissertação PPGCS 2012.1.5 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.