Please use this identifier to cite or link to this item: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/16106
Title: Exame citopatológico: desmistificando tabus.
Other Titles: Cytopathological examination: demystifying taboos.
???metadata.dc.creator???: SILVA, Maria Érica Gomes da.
???metadata.dc.contributor.advisor1???: BRANDÃO, Gisetti Corina Gomes.
???metadata.dc.contributor.referee1???: PEIXOTO, Juliane Souza.
???metadata.dc.contributor.referee2???: ALMEIDA, Jank Landy Simôa.
Issue Date: 18-Oct-2016
Publisher: Universidade Federal de Campina Grande
Citation: Silva, Maria Érica Gomes da. Exame citopatológico: desmistificando tabus. 43f. (Trabalho de Conclusão de Curso), Curso de Bacharelado em Enfermagem, Centro de Ciências Biológicas e da Saúde, Universidade Federal de Campina Grande, Campus Campina Grande - Paraíba - Brasil, 2016.
???metadata.dc.description.resumo???: INTRODUÇÃO: O câncer do colo do útero apresenta um desenvolvimento progressivo e lento, o que favorece seu diagnóstico precoce e, consequentemente, a possibilidade de cura. A Estratégia Saúde da Família (ESF) possui papel fundamental na orientação para realização do exame citopatológico e a busca ativa das usuárias do serviço de saúde para realizá-lo, sendo esta estratégia o principal método de prevenção. No entanto, a educação em saúde tem se mostrado a principal aliada na sensibilização, impulsionando a adesão das mulheres a este exame. OBJETIVO: Realizar educação em saúde para intervir nos fatores de não adesão ao exame citopatológico em uma Unidade Básica de Saúde da Família. METODOLOGIA: Tratou-se de uma pesquisa descritiva, exploratória, retrospectiva, documental com enfoque qualitativo utilizou-se a técnica da pesquisa-ação. A amostra foi composta por 49 mulheres que participaram da intervenção através de uma roda de conversa, usuárias de uma Unidade Básica de Saúde da Família do município de Campina Grande – Paraíba. A coleta de dados ocorreu em dois momentos o primeiro de Janeiro a Março de 2016, mediante análise do livro de citopatológico e o segundo momento em Abril de 2016, através de uma roda de conversa. A interpretação foi pela análise de conteúdo de Bardin. RESULTADOS E DISCUSSÃO: Os resultados do primeiro momento apontam que a faixa etária que mais realiza exames na unidade são as mulheres de 25 a 64 anos de idade, assim como mostra que a unidade não conseguiu alcançar a meta de cobertura do Ministério da Saúde no ano de 2014. Os resultados do segundo momento estão dispostos em três categorias, sendo estas: “Percepção das usuárias sobre o que é a saúde da mulher”; “Compreendendo o exame citopatológico”; “Periodicidade do exame citopatológico”. As mulheres da pesquisa associaram a saúde da mulher apenas com o eixo ginecológico, mostrando o conhecimento limitado da integralidade, possuem conhecimento superficial sobre a finalidade do exame citopatológico, atrelando a descoberta de infecções sexualmente transmissíveis, a cistos, ao Vírus da Imunodeficiência Humana (HIV), assim como expressam inadequada periodicidade de realização do exame. CONSIDERAÇÕES FINAIS: A roda de conversa sobre o exame citopatológico possibilitou esclarecimentos quanto ao exame, bem como contribuiu para adesão das mulheres ao citopatológico. Concluímos sugerindo a otimização das ações de educação em saúde, a busca ativa das usuárias, o resgate da importância do autocuidado, evidenciando que é necessário uma intervenção no serviço, tanto nas ações de educação em saúde direcionadas para a população do estudo, como estratégias para mudanças no processo de trabalho das equipes.
Abstract: INTRODUCTION: Cancer of the cervix shows a gradual and slow development, which favors early diagnosis and, consequently, the possibility of cure. The Family Health Strategy (FHS) has key role in guiding for Pap smear testing and the active pursuit of health service users to carry it, and this strategy the primary method of prevention. However, health education has been shown to be the main ally in raising awareness, promoting the accession of women to this examination. OBJECTIVE: Conduct health education to intervene in non-compliance factors to cytological examination in a Basic Health Unit Family. METHODS: This was a descriptive, exploratory, retrospective, documental with qualitative approach was used the action research technique. The sample consisted of 49 women who participated in the intervention through a wheel conversation, users of a Basic Health Unit of Campina municipality family Grande - Paraíba. Data collection took place in two stages the first of January to March 2016, by the book cytological analysis and the second time in April 2016, through a conversation wheel. The interpretation was the Bardin content analysis. RESULTS AND DISCUSSION: The results for the first time show that the age group that most performs tests on the unit are women 25-64 years old, and shows that the unit failed to reach the Ministry of Health coverage target for the year 2014. the results of the second stage are arranged in three categories, which are: "User perception of what is women's health"; "Understanding the Pap smear"; "Frequency of cervical cancer screening." The survey of women associated women's health only with the pelvic axis, showing the limited knowledge of comprehensiveness, have superficial knowledge about the purpose of the Pap test, linking the discovery of sexually transmitted infections, cysts, the Human Immunodeficiency Virus (HIV ), as well as express inadequate frequency of examination. CONCLUSION: The conversation wheel on the Pap test possible explanations as to the examination, as well as contributed to the accession of women to cytopathology. We conclude by suggesting the optimization of health education actions, the active search for users, the rescue of the importance of self-care, showing that an intervention in the service is necessary, both in health education activities directed to the study population, as strategies for changes in the work process of the teams.
URI: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/16106
Appears in Collections:Curso de Bacharelado em Enfermagem - CCBS

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MARIA ÉRICA GOMES DA SILVA - TCC ENFERMAGEM CCBS 2016.pdfMaria Érica Gomes da Silva - TCC Enfermagem CCBS 2016.1.44 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.