Please use this identifier to cite or link to this item: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/1771
Title: Validação dos dados de reanálise e aplicação no estudo da estrutura da atmosfera sobre o Estado da Paraíba: estudo de casos.
???metadata.dc.creator???: COSTA, Milla Nóbrega de Menezes.
???metadata.dc.contributor.advisor1???: GOMES FILHO, Manoel Francisco.
???metadata.dc.contributor.advisor2???: SHAPIRO, Alan.
???metadata.dc.contributor.referee1???: BRITO, José Ivaldo Barbosa de.
???metadata.dc.contributor.referee2???: CAVALCANTI, Enilson Palmeira.
???metadata.dc.contributor.referee3???: SOUZA, Werônica Meira de.
???metadata.dc.contributor.referee4???: BECKER, Carmem Terezinha.
Keywords: Estado da Paraíba;Atmosfera;Precipitação de chuvas;SHARPpy;Topografia;State of Paraíba;Atmosphere;Precipitation of rains;Topography
Issue Date: 20-Apr-2018
Publisher: Universidade Federal de Campina Grande
Citation: COSTA, M. N. de M. Validação dos dados de reanálise e aplicação no estudo da estrutura da atmosfera sobre o Estado da Paraíba: estudo de casos. 2018. 164 f. Tese (Doutorado em Meteorologia), Programa de Pós-graduação em Meteorologia, Centro de Tecnologia e Recursos Naturais, Universidade Federal de Campina Grande - Paraíba - Brasil, 2018.
???metadata.dc.description.resumo???: Fatores ambientais contribuem para a instabilidade atmosférica em qualquer parte do globo terrestre. E extremamente importante compreendê-los, pois estes fatores são vitais para elaborar previsões climatológicas concisas. O estado da Paraíba tem sido muito estudado cientificamente devido às irregularidades pluviométricas, entretanto ainda há poucos estudos relacionados ao fato de como os sistemas meteorológicos atuam diretamente na estrutura vertical da atmosfera deste estado, e consequentemente prejudicam a previsão climatológica. Este trabalho objetivou caracterizar a estrutura da atmosfera deste estado para ampliar o conhecimento cientifico relacionado a isto que é escasso e de forma inovadora utilizando dados da reanálise aplicados no programa computacional em linguagem Python. Foram selecionadas cidades em diferentes mesorregiões do estado, como Alhandra (litoral), Areia (brejo), Campina Grande (agreste), Taperoá (cariri) e Catolé do Rocha (sertão). Neste estudo foram utilizados dados observacionais de precipitação mensal entre 1980 e 2016 e diárias do ano de 2016, obtidos da Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado da Paraíba (AESA), dados da reanálise ERA ÍNTERIM resolução 0.125° X 0.125 obtidos no sistema do European Center for Médium Range Weather Forecasting (ECMWF), imagens do satélite GOES 13 provenientes do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais em parceria com o Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (CPTEC/INPE), e linhas de correntes (componentes do vento u e v, nos niveis de pressão: 1000, 850, 700, 500, 200mb) que foram plotadas. Foi aplicada a metodologia da Análise de Ondeletas com dados mensais, e com dados diários, equações de verificação da estrutura da atmosfera, índices de instabilidade, e o programa SHARPpy (Skew-T and Hodograph Analysis Research Program — Python) utilizando dados da reanálise como dados de entrada no programa. Este programa foi utilizado como teste neste trabalho. Os resultados mostraram, na Análise de Ondeletas, que entre 1980 a 2016 o ciclo anual apresentou confiança de 95% com relação à precipitação versus o tempo. Entretanto as escalas menores, 0.25 (intrasazonal, I a 2 meses), maior que 0.25 (sazonal, 3 meses), 0.50 (semi-anual, 6 meses) também mostraram relevância, indicando que a maior precipitação se concentra nestas escalas. Os histogramas revelaram que os dados médios observados e dados da reanálise conseguem captar informações equivalentes, validando assim, utilização dos dados da reanálise de superfície e ar superior. Entretanto, vale salientar que a reanálise não foi capaz de detectar precipitação intensa diária. Na análise dos aspectos meteorológicos, cada dia específico que foi selecionado mostrou influência de diversos sistemas meteorológicos como Alta Subtropical, Alta da Bolívia, Alta dos Açores, ZCIT, VCAN, sistema convectivo, entre outros. O programa SHARPpy, foi utilizado como teste para analisar a configuração da estrutura da atmosfera para cada uma das cidades e dias escolhidos no trabalho, possibilitou a identificação de sistemas meteorológicos que estavam atuando e influenciando a atmosfera nas grande, meso e micro escalas sob condições de ocorrência de precipitação ou não. Assim, mostrou coerência em seus resultados, no sentido de que o perfil da atmosfera era representativo das condições de tempo. Logo, foi detectado interação entre sistemas atuantes, indicando acoplagem entre estes. E a orografia mostrou-se de grande importância e impacto no perfil vertical da atmosfera local.
Keywords: Estado da Paraíba
Atmosfera
Precipitação de chuvas
SHARPpy
Topografia
State of Paraíba
Atmosphere
Precipitation of rains
Topography
???metadata.dc.subject.cnpq???: Meteorologia
URI: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/1771
Appears in Collections:Mestrado em Meteorologia.

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MILLA NÓBREGA DE MENEZES COSTA – TESE (PPGMet) 2017.pdf8.41 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.