Please use this identifier to cite or link to this item: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/18470
Title: Tempo de amar: uma análise dos conflitos familiares das jovens de Boqueirão-PB.
Other Titles: Time to love: an analysis of the family conflicts of young women from Boqueirão-PB.
???metadata.dc.creator???: RODRIGUES, Hosana Suelen Justino.
???metadata.dc.contributor.advisor1???: VILLOTA, José Maria Jesus Izquierdo.
???metadata.dc.contributor.referee1???: GRUNEWALD, Rodrigo de Azeredo.
???metadata.dc.contributor.referee2???: SANTOS, Valdonilson Barbosa dos.
???metadata.dc.contributor.referee3???: BELÉNS, Jussara Natália Moreira.
???metadata.dc.contributor.referee4???: SALES JÚNIOR, Ronaldo Laurentino de.
Keywords: Juventude;Família Patriarcal;União Conjugal;Empoderamento;Relação Mãe-Filha;Youth;Patriarchal Family;Marital Union;Empowerment;Mother-Daughter Relationship
Issue Date: 25-Aug-2020
Publisher: Universidade Federal de Campina Grande
Citation: RODRIGUES, H. S. J. Tempo de amar: uma análise dos conflitos familiares das jovens de Boqueirão-PB. 2020. 249 f. Tese (Doutorado em Ciências Sociais) – Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais, Centro de Humanidades, Universidade Federal de Campina Grande, Paraíba, Brasil, 2020.
???metadata.dc.description.resumo???: Este trabalho visa compreender a forma por meio da qual o modo de vida, estabelecido social e culturalmente em Boqueirão-PB, orienta as práticas sociais de jovens que buscam construir algum tipo de união conjugal. Nossa pesquisa teve como eixo articulador a relação de dados empíricos, adquiridos em relatos de jovens de baixa renda, com modos de pensamento, sentimento e ação expressivos da tradição patriarcal. O corpus empírico desta pesquisa foi composto por jovens pertencentes a uma escola estadual da cidade de Boqueirão-PB, inseridas numa rede onde predominam valores próprios do modelo de família patriarcal. A escola que serviu de locus para realizar a presente tese foi escolhida por ter como característica um espaço de intensas sociabilidades, bem como um terreno fértil de formação de identidades, laços afetivos e de construção de projetos de vida dos alunos e alunas. Mediante uma abordagem de ordem qualitativa, procuramos entender as jovens como atores sociais que são agentes de sua própria vida. Desta maneira, empreendemos uma discussão sobre o que faz que estas jovens deixem a escola de lado e saíam de suas casas para construir uma união conjugal estável. Constatamos que a relação mãe-filha é permeada de conflitos causados por uma idealização do amor materno que as mães são incapazes de corresponder. Diante disso, percebemos que as estruturas sociais atuam na tomada de decisões por construir uma relação conjugal na qual privilegiam o poder do homem sobre a mulher. Dotadas de expectativas de liberdade e de mudança de vida, as jovens escolhem a união estável como uma escapatória dos conflitos domésticos experienciados na sua família, de autonomia em relação à autoridade materna e como possibilidade de experienciar formas de empoderamento feminino.
Abstract: The intention of this work is to discuss how the way of life of young women in the city and in the rural area of Boqueirão-PB, is aimed at practices of conjugal union during youth. We focused our research on the reports of low-income young people in order to understand how they are influenced by social processes based on the local patriarchal tradition that leads them to a stable conjugal union. The empirical corpus of this research was composed of young people belonging to a state school in the city of Boqueirão-PB, inserted in a network where there is a predominance of the patriarchal family model. The school as belonging to the youth universe is present in this thesis as a space of sociability, as a fertile ground for the formation of identities, bonds and life plans of students. Through a qualitative approach, we seek to understand young women as social individuals who are agents of their own lives. In this way, we started a discussion about what makes these individuals leave school and leave their homes to be locked in a stable union. We found that the mother daughter relationship is permeated with conflicts brought about by an idealization of maternal love that mothers are unable to respond to. In view of this, we realize that the social structures that are behind the decisions for the moment of having a conjugal relationship privilege the power of the man over the woman. Young women trapped in expectations of freedom and life change choose a stable union as an escape from the domestic conflicts experienced in their family. Other themes that also permeate this empirical universe will be addressed such as the relationship of young women with their mothers, processes of empowerment through perceptions of power and gender inequality, among others.
Keywords: Juventude
Família Patriarcal
União Conjugal
Empoderamento
Relação Mãe-Filha
Youth
Patriarchal Family
Marital Union
Empowerment
Mother-Daughter Relationship
???metadata.dc.subject.cnpq???: Ciências Sociais
URI: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/18470
Appears in Collections:Doutorado em Ciências Sociais.

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
HOSANA SUELEN JUSTINO RODRIGUES – TESE (PPGCS) 2020.pdf1.78 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.