Please use this identifier to cite or link to this item: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/18537
Title: A invenção do mito jair messias bolsonaro e a construção da cidadania cristã-heteronormativa como retórica política.
Other Titles: The invention of the myth jair messias bolsonaro and the construction of Christian-heteronormative citizenship as political rhetoric.
???metadata.dc.creator???: LIMA, Isabelly Cristiany Chaves.
???metadata.dc.contributor.advisor1???: LIMA, Elizabeth Christina de Andrade.
???metadata.dc.contributor.referee1???: GALLEGO, Esther Solano.
???metadata.dc.contributor.referee2???: ADILSON FILHO, José.
???metadata.dc.contributor.referee3???: OLIVEIRA, Roberto Véras de.
???metadata.dc.contributor.referee4???: CUNHA, Luis Henrique Hermínio.
Keywords: Imagem pública;Imagen pública;Public image;Cyberspace;Anti-political politician;Digital politician;Christian-heteronormative citizenship;Jair Messias Bolsonaro;Ciberespaço;Ciberespacio;Político antipolítica;Político digital;Ciudadanía cristiano-heteronormativa;Cidadania cristã-heteronormativa
Issue Date: 26-Feb-2021
Publisher: Universidade Federal de Campina Grande
Citation: LIMA, I. C. C. A invenção do mito Jair messias Bolsonaro e a construção da cidadania cristã-heteronormativa como retórica política. 2021. 251 f. Tese (Doutorado em Ciências Sociais), Programa de Pós-graduação em Ciências Sociais, Centro de Ciências e Tecnologia, Universidade Federal de Campina Grande - Paraíba - Brasil, 2021.
???metadata.dc.description.resumo???: Kit gay, “mamadeira de piroca”, sexualização das criancinhas, ditadura marxista, mídia esquerdista, Lava Jato etc. Certamente, eu e você, leitor(a) brasileiro(a), já ouvimos alguns desses termos, reiterados no pleito para presidenciáveis, em 2018, cujo vitorioso foi Jair Messias Bolsonaro, o trigésimo oitavo Presidente da República Federativa do Brasil. Essas expressões se espalharam na internet como uma pandemia. Han (2018) atesta que nenhuma outra mídia é capaz desse contágio viral. A internet foi uma das grandes protagonistas da eleição de 2018. O ciberespaço remodelou o estatuto da imagem pública; realizou novas conexões com as comunicações de massa; facilitou o fortalecimento de comunidades simbólicas de pertencimento; inaugurou um modelo de eleitor, que nomeamos de e-leitor; propagou a novidade de um fenômeno de uso semiótico: o político antipolítica; contribuiu para divulgar o político digital; viabilizou a construção da retórica do “cidadão de bem” e, em consequência, da cidadania heteronormativa e cristã. Desse modo, podemos afirmar que 2018 foi disruptivo (MOURA; CORBELLINI, 2019). A modernidade da linguagem virtual, do meme, e a tradição dos temas Deus, Família e Brasil produziram uma simbiose profícua de relação abertas e cruzadas, em um jogo enunciativo de discursos já ditos, não ditos e possíveis de se dizerem, que disseram sobre a sociedade, sobre a política, sobre a cultura, sobre as comunicações midiáticas, sobre os espetáculos, sobre a ecologia das aparências, sobre o processo de Bolsonarização da esfera pública. Sendo assim, a tese tem como objetivo central refletir sobre a construção da imagem pública de Jair Messias Bolsonaro e essa reflexão se entrelaça com a invenção do personagem político e, por conseguinte, da construção da cidadania cristã-heteronormativa, como retórica política. Para tanto, como procedimento metodológico, observei as estratégias de visibilidade dos principais movimentos e atores sociais que ofereceram suporte logístico e ideológico ao então Deputado. Além disso, análises quantitativas e qualitativas foram realizadas. Constato, portanto, que a agenda da moralidade e dos costumes foi um palanque relevante de Bolsonaro, mediado por uma estética que buscou o riso, o ataque ao sistema, através do politicamente incorreto e dos discursos de ódio, escamoteados no preceito de liberdade de expressão. É fato que a compreensão de como pensamos a sociedade e a nós mesmos, leitor(a), de como as tradições são construídas, de como as crenças são instituídas é objeto das Ciências Sociais. Todavia, é uma atividade complexa cuja busca pretende entender a realidade, afastando-se das simplificações e do imediatismo. Portanto, apresento aqui uma possível leitura, de uma realidade complexa, cujas linhas se entrelaçam em um tear rico e dinâmico, de múltiplas entradas e variados olhares.
Abstract: Kit gay, “mamadeira de piroca”, sexualization of children, marxist dictatorship, leftist media, Lava Jato etc. Certainly, you and I, a brazilian reader, have already heard some of these terms, repeated in the 2018 election, for presidential candidates, whose winner was Jair Messias Bolsonaro, the thirty-eighth President of the Federative Republic of Brasil. These contents spread on the internet as if it were a pandemic. Han (2018) attests that no other media is capable of this viral contagion. The internet was one of the major protagonists of the 2018 election. Cyberspace has reshaped the status of public image; made new connections with mass communications; facilitated the strengthening of symbolic communities of belonging; inaugurated a voter model: the e-leitor; propagated the novelty of a semiotic phenomenon: the anti-political politician; contributed to publicize the digital politician; it made possible the construction of the rhetoric of the “good citizen” and, consequently, of heteronormative and christian citizenship. So, I can say that 2018 was paradigmatic. The modernity of the virtual language and the meme, and the tradition of themes such as God, Family and Brazil produced a productive association of open and crossed relationships, in an enunciative game of discourses already said, unspoken and that can be said, who said about society, about politics, about culture, about media communications, about shows, about the ecology of appearances, about the Bolsonarização process of the public sphere. In this way, the thesis has as its central objective to reflect on the construction of the public image of Jair Messias Bolsonaro and this reflection is intertwined with the invention of the political character and, consequently, of the construction of heteronormative christian citizenship, as political rhetoric. For that, as a methodological procedure, I observed the visibility strategies of the main movements and social actors that offered logistical and ideological support to the then Deputy. In addition, quantitative and qualitative analyzes were performed. I note, therefore, that the agenda of morality and customs was Bolsonaro's platform, mediated by an aesthetic that sought laughter, attacking the system, through politically incorrect and hate speech, concealed in the precept of freedom of expression. It is a fact that the understanding of how we think about society and ourselves, reader (a), how traditions are built, how beliefs are instituted is the object of Social Sciences. However, it is a complex activity that seeks to understand reality, moving away from simplifications and immediacy. Therefore, I present here a possible reading, of a complex reality, whose lines intertwine in a rich and dynamic loom, with multiple entries and varied looks.
Keywords: Imagem pública
Imagen pública
Public image
Cyberspace
Anti-political politician
Digital politician
Christian-heteronormative citizenship
Jair Messias Bolsonaro
Ciberespaço
Ciberespacio
Político antipolítica
Político digital
Ciudadanía cristiano-heteronormativa
Cidadania cristã-heteronormativa
???metadata.dc.subject.cnpq???: Ciência Política
Sociologia
URI: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/18537
Appears in Collections:Doutorado em Ciências Sociais.

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ISABELLY CRISTIANY CHAVES LIMA – TESE (PPGCS) 2021.pdf5.53 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.