Please use this identifier to cite or link to this item: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/1875
Title: A tessitura da responsabilidade social corporativa: desafios para o consumo e desenvolvimento sustentável.
???metadata.dc.creator???: RAMALHO, Ângela Maria Cavalcanti.
???metadata.dc.contributor.advisor1???: CÂNDIDO, Gesinaldo Ataíde.
???metadata.dc.contributor.referee1???: FURNALETTO , Egídio Luiz.
???metadata.dc.contributor.referee2???: LIRA , Waleska Silveira.
???metadata.dc.contributor.referee3???: PORTILHO , Maria de Fátima.
???metadata.dc.contributor.referee4???: COSTA, Francisco José da.
Keywords: Consumo;Responsabilidade Social;Sustentabilidade;Consumption;Social Responsibility;Sustainability
Issue Date: 2011
Publisher: Universidade Federal de Campina Grande
Citation: RAMALHO, A. M. C. A tessitura da responsabilidade social corporativa: desafios para o consumo e desenvolvimento sustentável. 2011. 256 f. Tese (Doutorado em Recursos Naturais) – Programa de Pós-Graduação em Recursos Naturais, Centro de Tecnologia e Recursos Naturais, Universidade Federal de Campina Grande, Paraíba, Brasil, 2011.
???metadata.dc.description.resumo???: No cenário dos debates e reflexões sobre a problemática ambiental hodierna, o consumo configura-se como uma perspectiva analítica contextual com novos contornos e variáveis; notadamente pela importância que a temática vem apresentando no mainstream do ambientalismo internacional. Essa centralidade é resultante da percepção dos impactos ambientais causados pelos padrões e níveis de consumo, o fenômeno do consumo é, porém, o acontecimento, a crise, o presente, a atualidade, o estado da arte. Assim, a partir da configuração o estudo tem como objetivo principal analisar como e se a adoção de práticas de Responsabilidade Social Corporativa como instrumento para novas formas de consumo podem contribuir para a geração do desenvolvimento sustentável. A escolha dos construtos responsabilidade social corporativa, consumo sustentável e sustentabilidade para um estudo acadêmico-científico, justifica-se pelo o exercício hermenêutico e epistemológico desenvolvido a partir dos aportes teóricos trabalhados, considerando que por meio dos quais foi possível aprofundar conceitos, visões teóricas, categorias analíticas, para o entendimento da realidade que se configura. Considerando que mesmo sendo a teoria sempre uma estrutura sistemática, caracteriza-se como um diálogo interminável com a realidade. Por se tratar de uma pesquisa teórica a análise dos constructos, encontra ressonância no ideário das obras dos Sociólogos Anthony Giddens, Ulrich Beck, Scott Lash, Modernização Reflexiva: política, tradição e estética na ordem social moderna (1997) e a Terceira Via (2007) de Anthony Giddens e o Princípio Responsabilidade do filósofo Hans Jonas, que apresenta uma ética a partir da ontologia do ser, um imperativo categórico que necessita ser agregado aos modelos de Responsabilidade Social Corporativa diante dos desafios da sociedade hoje, em particular, na dimensão ética. Nesse sentido, acredita-se na perspectiva de que o estudo pode contribuir para o debate e discussão da importância da implementação de um modelo de RSC com ações mediadas pelo engajamento das corporações, através da Responsabilidade Social Corporativa estimulando o consumidor a construir uma nova cultura de ação política na esfera do consumo individual, com a inserção de novos valores como ética e responsabilidade social caracterizando uma cidadania politizada. Por outro lado, os consumidores politizados são capazes de exercerem uma ação política com preocupações privada e a vontade de participar da esfera pública. As análises sistematizadas evidenciam um ceticismo prudente – obtiveram-se menos certezas e mais ganhos, pois já não se foi seduzido por respostas, mas sim, por perguntas.
Abstract: In the scenario of discussion and reflection on environmental issues today, the consumer is configured as an analytical perspective with new contours and contextual variables, notably the importance that the theme has been showing in international mainstream environmentalism. This centrality is a result of the perception of environmental impacts caused by the patterns and levels of consumption, the phenomenon of consumption is, however, the event, the crisis, the present, today, the state of the art. Thus, from setting the study's main objective is to analyze how and if the adoption of CSR practices as a tool for new forms of consumption may contribute to the generation of sustainable development. The choice of the constructs corporate social responsibility, sustainable consumption and sustainability for an academic and scientific, is justified by the epistemological and hermeneutic exercise developed from the theoretical framework worked out, considering that by which it was possible to deepen concepts, theoretical views, analytical categories for understanding the reality which takes shape. Considering that even the theory is always a systematic structure, characterized as an endless dialogue with reality. Because it is a theoretical analysis of research constructs, finds resonance in the ideas of the works of sociologist Anthony Giddens, Ulrich Beck, Scott Lash, Reflexive Modernization: politics tradition and aesthetics in the modern social order (1997) and the Third Way (2007) Anthony Giddens and Responsibility Principle of the philosopher Hans Jonas, who has an ethic from the ontology of being, a categorical imperative that needs to be added to the models of Corporate Social Responsibility of the challenges facing society today, particularly in the ethical dimension. In this sense, it is believed the aim of the study may contribute to the debate and discussion of the importance of implementing a CSR model with actions mediated by the engagement of corporations through Corporate Social Responsibility encouraging consumers to build a new culture political action in the sphere of individual consumption, with the inclusion of new values such as ethics and social responsibility featuring a politicized citizenry. On the other hand, consumers are able to exercise politicized political action to private concerns and willingness to participate in the public sphere. Analyses showed a systematic skepticism wise - had become less certain and more gains, because I was not seduced by answers but by questions
Keywords: Consumo
Responsabilidade Social
Sustentabilidade
Consumption
Social Responsibility
Sustainability
???metadata.dc.subject.cnpq???: Recursos Naturais
URI: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/1875
Appears in Collections:Doutorado em Engenharia e Gestão de Recursos Naturais.

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ÂNGELA MARIA CAVALCANTI RAMALHO - TESE (PPGRN) 2011.pdf1.5 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.