Please use this identifier to cite or link to this item: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/1915
Title: Jackson do Pandeiro o rei do ritmo: a construção de um artista monumento.
Other Titles: Jackson do Pandeiro the king of rhythm: the construction of an artist monument.
???metadata.dc.creator???: BARROS, Lucilvana Ferreira.
???metadata.dc.contributor.advisor1???: OLIVEIRA, Iranilson Buriti de.
???metadata.dc.contributor.referee1???: ARAÚJO, Eronides Câmara.
???metadata.dc.contributor.referee2???: NUNES, Mariângela de Vasconcelos.
???metadata.dc.contributor.referee3???: QUEIROGA, Maria do Socorro.
Keywords: Artista-Monumento;Jackson do Pandeiro;Música Popular da Paraíba;Alagoa Grande - PB;Música Paraibana;Artistas Paraibanos;José Gomes Filho - Jackson do Pandeiro;Rei do Ritmo - Jackson do Pandeiro;Perspectiva Aarqueogenealógica - Foucault;História da Música Paraibana;Cultura Paraibana;Memória;Artist-Monument;Archaeogeneal Perspective - Foucault
Issue Date: 26-Mar-2013
Publisher: Universidade Federal de Campina Grande
Citation: BARROS, Lucilvana Ferreira. Jackson do Pandeiro o rei do ritmo: a construção de um artista monumento. 2013. 221f. (Dissertação de Mestrado em História), Programa de Pós-graduação em História, Centro de Humanidades, Universidade Federal de Campina Grande - Paraíba - Brasil, 2013.
???metadata.dc.description.resumo???: Este trabalho analisa como emergiu nas últimas décadas do século XX e início do XXI na cidade de Alagoa Grande/PB, e no Estado da Paraíba, um jogo de imagens e discursos responsáveis pela construção do cantor e compositor paraibano José Gomes Filho, o Jackson do Pandeiro, em um Artista-monumento da cultura local. Investiga as condições de possibilidades por meio das quais a Paraíba e a cidade natal do músico, imersas em um movimento de revalorização das culturas locais, reacionam a imagem de Rei do ritmo atribuído a Jackson transforma-o em um monumento da música paraibana, uma escola a ser seguida pelos músicos das futuras gerações. Assim, partindo da perspectiva arqueogenealógica proposta por Foucault (2003; 2012) em verificar como se dá, através da história, a constituição de um sujeito que não é dado definitivamente, pronto e acabado, mas que se constitui no interior da própria história, e que é constantemente, a cada instante, fundado, refundado ou mesmo reelaborado dentro dela, decompõem-se as linhas de agenciamentos que foram responsáveis por construí-lo tal qual o conhecemos no tempo presente: um monumento da música/ cultura paraibana. Deste modo, analisando os vários fios discursivos responsáveis por construí-lo a partir desta ótica, observamos que estes emergiram em meio a duas temporalidades distintas: nas décadas de 50 e 60, auge de sua carreira, e na década de 80, quando a sua história começou a ser escrita novamente tendo como função servir como meio de promover um "resgate" do passado, de manutenção de uma cultural musical tida como autêntica/verdadeira do Estado/região, ameaçada pela poética da desestabilização cultural engendrada em finais do século XX e início do XXI. Assim, investigando a paisagem cultural de reavivamento de suas memórias no cenário paraibano pós década de 80, foram analisados jornais, revistas, entrevistas, homenagens, e uma biografia "Jackson do Pandeiro Rei do Ritmo", lançada pela Editora 34 em 2001. No que concerne à cidade natal do músico, analisou-se a construção de Jackson do Pandeiro enquanto um Artista-monumento desta espacialidade, cartografando o movimento por meio do qual a administração municipal, vem buscando trazer visibilidade para a cidade por meio da imagem do músico, como se pôde observar em 2008 com a construção de um pórtico em forma de pandeiro na entrada da cidade com uma placa em suas proximidades contendo as frases: "Alagoa Grande: terra de Jackson do Pandeiro", e a inauguração do "Memorial Jackson do Pandeiro" em dezembro de 2008. Investigaram-se também o conjunto de artesanatos presentes no "I Salão do Artesão de Alagoa Grande Mãos Jacksonianas", um amálgama de objetos e imagens que partindo dos interesses comerciais e turísticos do município apropriam-se da imagem do artista para promoção da cultura local, demonstrando que o trabalho de reativação da imagem do músico no município também partiu de um desejo turístico- comercial para a promoção da cultura local. Por fim, analisou-se como estes discursos foram recebidos pelos cidadãos locais, a forma como tais moradores foram subjetivados pelo arquivo de imagens e discursos construído e publicizado nos últimos anos nesta espacialidade, observando que existe na cidade uma batalha de memórias acerca do ritmista, pois para além da imagem do Cidadão-monumento elaborada para o mesmo existe no município uma memória dissidente que quebra a imagem "hegemônica" do artista no local, uma memória "proibida"/ "clandestina", que inventa outros discursos acerca deste, atribuem-lhe outra imagem, outro corpo, outra identidade fora dos moldes construídos pela memória oficial.
Abstract: This work analyzes as emerged in the last few decades of the century XX and beginning of the XXI in Alagoa Grande/ PB city, a game of images and responsible discourses for the construction of the Paraiban singer and composer José Gomes Filho, the "Jackson do Pandeiro", in an Artist-monument of the local culture. It investigates the conditions of possibilities through which the Paraíba and the hometown of the musician involved in a movement of revaluation of the local cultures, react the image of King of the rhythm attributed to Jackson transforms him in a monument of the Paraiban music, a school to be followed for the musicians of the future generations. Thus, based about the perspective archaeo-genealogical offered by Foucault (2012; 2003) to verify like is, through the history, the constitution of a subject that isn't definitely readymade and finished but that constitutes in the inner of the own history, and that is constantly, to each moment founded, refounded or reworked within itself, decomposes the lines of agency that were responsible to construct himself such what the know in the present tense: a monument of the music/ Paraiban culture. Thereby, analyzing some discursive clews responsible to construct itself based in this view, we observe that these emerged through two temporalities: in the 50s and 60s, climax of his career, and in the 80s, when his history started to be writing again been as function to promote a "rescue" of the past, support of a cultural musical been as authentic/ true of the state/region, threatened for the poetic of the cultural destabilization engendered at the end of the century XX and at the beginning of the XXI. Thus, investigating the cultural landscape of revival of his memories in the scene of Paraíba post decade of 80, were analyzed newspapers, magazines, interviews, homages, and a biography "Jackson do Pandeiro King of the Rhythm", cast for the publishing company 34 in 2001. This regards to hometown of the musician, analyzed the construction of "Jackson do Pandeiro" while an Artistmonument of this spatiality, mapping the movement through what the municipal administration, seeking to bring sight to the city over the image of the musician, as we can observe in 2008 with the construction of a gateway in form of tambourine in the entrance of the city with a sign having this sentence: "Alagoa Grande: land of Jackson do Pandeiro", and the inauguration of the "Memorial Jackson do Pandeiro" in December, 2008. Investigated also the conjunct of handicraft in the "I Hall of Artisan from Alagoa Grande - Jacksonianas Hands", an amalgam of objects and images that were based in commercial interests and tourism of the municipality appropriate of the image of artist to promotion of the local culture, showing that the work of reactivation of the image of the musician in the municipality it also based of a desire commercial-tourism to the promotion of the local culture. At last, analyzed as these discourses were received for the local citizens, the form as the inhabitants were subjective for the file of images and discourses constructed and publicized in the last few years in this spatiality, observing that there is in the city a battle of memories about the played rhythm, for above the image of the citizen-monument elaborated to the same, there is in the municipality a dissident memory that breaks the "hegemonic" image of the artist in the place, a "prohibited memory'7 "clandestine", that it invents another discourses about this, attributes another image, another body, another identity out of the molds constructed for the official memory.
Keywords: Artista-Monumento
Jackson do Pandeiro
Música Popular da Paraíba
Alagoa Grande - PB
Música Paraibana
Artistas Paraibanos
José Gomes Filho - Jackson do Pandeiro
Rei do Ritmo - Jackson do Pandeiro
Perspectiva Aarqueogenealógica - Foucault
História da Música Paraibana
Cultura Paraibana
Memória
Artist-Monument
Archaeogeneal Perspective - Foucault
???metadata.dc.subject.cnpq???: História.
Música.
URI: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/1915
Appears in Collections:Mestrado em História.

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
LUCILVANA FERREIRA BARROS - DISSERTAÇÃO PPGH 2013..pdfLucilvana Ferreira Barros - Dissertação PPGH 2013.22.84 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.