Please use this identifier to cite or link to this item: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/20118
Title: Evasão universitária e possibilidades para a atuação do Psicólogo no ensino superior.
Other Titles: University dropout and possibilities for the role of the Psychologist in higher education.
???metadata.dc.creator???: ARAÚJO, Ana Carolina da Costa.
???metadata.dc.contributor.advisor1???: PEDERNEIRAS , Marcleide Maria Macêdo.
???metadata.dc.contributor.referee1???: OLIVEIRA, Marina Cardoso de.
???metadata.dc.contributor.referee2???: CASANOVA, Silvia Pereira de Castro.
Keywords: Evasão no ensino superior;Motivos que contribuem para a evasão;Atuação profissional do Psicólogo;Expansão do ensino superior;Estratégias para permanência dos discentes;Prevenção e redução;Dropout in higher education;Reasons that contribute to dropout;Psychologist's professional performance;Expansion of higher education;Strategies for student retention;Prevention and reduction
Issue Date: 6-Jul-2021
Publisher: Universidade Federal de Campina Grande
Citation: ARAÚJO, Ana Carolina da Costa. Evasão universitária e possibilidades para a atuação do Psicólogo no ensino superior. 2021. 158fl. Dissertação (Mestrado Profissional em Administração Pública). Centro de Ciências Jurídicas e Sociais, Universidade Federal de Campina Grande – Sousa- Paraíba - Brasil, 2021.
???metadata.dc.description.resumo???: A evasão discente é um fenômeno presente em todas as universidades públicas do Brasil, e tem sido uma preocupação de diversos pesquisadores nos últimos anos. Com isso, torna-se cada vez mais necessária a criação de estratégias que facilitem a permanência dos estudantes na universidade, visto que somente a expansão das vagas e a garantia da matrícula não concretizam o acesso ao ensino superior. Ações preventivas e de intervenção, que facilitem o processo de adaptação do discente ao ambiente universitário, tornam-se urgentes. Sob tais circunstâncias, o presente estudo se dispôs a investigar os principais fatores que contribuem para a evasão de alunos do campus de Patos da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), a partir das percepções de alunos evadidos, professores e psicólogos. Configurou-se como uma pesquisa de campo aplicada, de tipologia descritiva. Para a coleta de dados, foram utilizados o questionário virtual e a entrevista, tendo como amostra 110 alunos evadidos (15% da população), 45 docentes (36% da população) e cinco psicólogos (71%). Os dados foram analisados por meio da análise de conteúdo e de tratamento estatístico. Os resultados apontaram para o seguinte perfil de alunos evadidos: maioria do sexo feminino, de etnia parda e com renda familiar entre um e dois salários mínimos. Mais de 80% desses estudantes não estavam inseridos em nenhum programa acadêmico ou de assistência estudantil à época da evasão. Dos participantes, 34% deixaram a graduação ainda no primeiro semestre, e outros 17% no segundo, totalizando 51% de evasões no primeiro ano de curso. Mais de 70% dos respondentes já haviam iniciado outra graduação após sua saída. No que se refere aos motivos que contribuíram para sua evasão, os alunos evadidos apontam seus interesses pessoais, o fato de não se sentirem parte do contexto da Universidade, o adoecimento psíquico, a mudança para outro curso e a não identificação com a profissão. Para os professores, o que mais contribui para a evasão de discentes é a não identificação com o curso, os problemas financeiros e as condições de vulnerabilidade socioeconômica, a falta de apoio ou apoio insuficiente por parte da instituição e dos programas de assistência estudantil, as dificuldades de aprendizagem e o baixo rendimento acadêmico. Já para os psicólogos vinculados aos Núcleos de Assistência Estudantil da UFCG, a evasão dos discentes tem sido causada principalmente por três motivos: a falta de identificação dos estudantes com o curso, relacionada a fatores como a imaturidade para a escolha do curso, a cobrança da sociedade e da família para o ingresso na universidade e o não ingresso no curso que seria primeira opção; os problemas de saúde mental, sobretudo aqueles gerados pelas dificuldades de adaptação ao novo contexto e pelas frustrações relacionadas à escolha do curso; e o relacionamento com professores e as metodologias de ensino, associados à dificuldade de adaptação às novas demandas de estudo, bastante diferentes daquelas do ensino médio. Com base nos dados levantados, foi construído um Plano de Ação voltado à intervenção preventiva do Núcleo de Psicologia do CSTR sobre a evasão e seus determinantes, que será executado a partir do trabalho com toda a comunidade acadêmica. Conclui-se que essa pesquisa pode estimular a Gestão Pública a refletir acerca do processo de evasão na universidade, suscitando a cooperação entre os diversos sujeitos e setores acadêmicos envolvidos nessa realidade. Com isso, busca-se despertar novos olhares e novas perspectivas acerca do tema, propondo mecanismos que possibilitem a criação de espaços de discussão sobre saúde mental e qualidade de vida no contexto universitário e fomentando a permanência dos discentes na graduação.
Abstract: The student dropout is a phenomenon present in all public universities in Brazil, and has been a concern of several researchers in recent years. Thus, it has become increasingly necessary to create strategies that facilitate the permanence of students in the university, since only the expansion of places and the guarantee of enrollment do not concretize access to higher education. Preventive and intervention actions, which facilitate the adaptation process of the student to the university environment, are becoming urgent. Under these circumstances, this study aimed to investigate the main factors that contribute to the dropout of students from the Patos campus of Federal University of Campina Grande (UFCG), based on the perceptions of dropouts, teachers and psychologists. It is an applied field research, of a descriptive typology. For data collection, the virtual questionnaire and interview were used, with a sample of 110 dropout students (15% of the population), 45 teachers (36% of the population) and five psychologists (71% of the population). The data were obtained through content analysis and statistical treatment. The data collected point to the following profile of dropout students: mostly female, of mixed ethnicity and with family income between one and two minimum wages. More than 80% of these students were not part of any academic or student assistance program at the time of the evasion. Of the participants, 34% left in the first semester, and another 17% in the second, totaling 51% of dropouts in the first year of the course. More than 70% of the respondents had already started another graduation course after leaving. With regard to the reasons that contributed to their dropping out, the dropout students point to their personal interests, the fact that they do not feel part of the University context, psychological illness, the move to another course and the lack of identification with the profession. For the professors, what contributes most to the dropout of students is the lack of identification with the course, the financial problems and the conditions of socioeconomic vulnerability, the lack of or insufficient support from the institution and student assistance programs, the learning difficulties and low academic performance. For the psychologists linked to the Student Assistance Centers at UFCG, the dropout of students has been caused mainly by three reasons: the lack of identification of students with the course, related to factors such as immaturity for choosing the course, the demands of society and family for admission to university and the non-admission in the course that would be their first choice, the mental health problems, especially those generated by the difficulties of adaptation to the new context and by the frustrations related to the choice of the course, and the relationship with teachers and teaching methodologies, associated with the difficulty of adaptation to the new demands of study, quite different from those of high school. Based on the data collected, an Action Plan was built aimed at the preventive intervention of the Psychology Center of the CSTR on the dropout and its determinants, which will be carried out based on work with the entire academic community. It can be concluded that this research can stimulate the Public Management to reflect about the process of dropout in the university, raising the cooperation among the several subjects and academic sectors involved in this reality. Thus, it seeks to awaken new perspectives on the theme, proposing mechanisms that allow the creation of spaces for discussion about mental health and quality of life in the university context and fostering the permanence of students in graduation.
Keywords: Evasão no ensino superior
Motivos que contribuem para a evasão
Atuação profissional do Psicólogo
Expansão do ensino superior
Estratégias para permanência dos discentes
Prevenção e redução
Dropout in higher education
Reasons that contribute to dropout
Psychologist's professional performance
Expansion of higher education
Strategies for student retention
Prevention and reduction
???metadata.dc.subject.cnpq???: Gestão Pública
URI: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/20118
Appears in Collections:Mestrado Profissional em Administração Pública

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ANA CAROLINA DA COSTA ARAUJO DISSERTAÇÃO PROFIAP 2021.pdfAna Carolina da Costa Araújo - Dissertação PROFIAP 20214.47 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.