Please use this identifier to cite or link to this item: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/2123
Title: Modelo de resiliência socioecológica e as suas contribuições para a geração do desenvolvimento local sustentável: validação no contexto comunitário de Marisqueiras em Pitimbu-PB.
???metadata.dc.creator???: ANDRADE, Tânia Maria de.
???metadata.dc.contributor.advisor1???: CÂNDIDO, Gesinaldo Ataíde.
???metadata.dc.contributor.referee1???: LIMA , Gustavo Ferreira da Costa.
???metadata.dc.contributor.referee2???: ANDRADE , Maristela Oliveira.
???metadata.dc.contributor.referee3???: LIMA, Vera Lúcia Antunes de.
???metadata.dc.contributor.referee4???: BARBOSA, Max Prestes.
Keywords: Resiliência Socioecológica;Desenvolvimento Local;Sustentabilidade;Socioecological Resilience;Local Development;Sustainability
Issue Date: 19-Dec-2011
Publisher: Universidade Federal de Campina Grande
Citation: ANDRADE, T. M. de. Modelo de resiliência socioecológica e as suas contribuições para a geração do desenvolvimento local sustentável: validação no contexto comunitário de Marisqueiras em Pitimbu-PB. 2011. 275 f. Tese (Doutorado em Recursos Naturais) – Programa de Pós-Graduação em Recursos Naturais, Centro de Tecnologia e Recursos Naturais, Universidade Federal de Campina Grande, Paraíba, Brasil, 2011.
???metadata.dc.description.resumo???: A resiliência socioecológica possui uma relação proporcional e direta com a sustentabilidade. Isto significa que quanto maior for a sustentabilidade de um sistema socioecológico mais resiliente ele se torna e vice-versa. Esta pesquisa tem como proposta principal avaliar as contribuições da resiliência socioecológica na sustentabilidade e no desenvolvimento local sustentável em contexto de atividades primárias de caráter familiar. Tomou por referência a comunidade de Acaú, distrito do município de Pitimbu-PB, mesorregião da Mata Paraibana. A pesquisa apresentou como percurso metodológico uma revisão bibliográfica sobre a temática resiliência com ênfase na resiliência socioecológica. Os principais autores que inspiraram teoricamente esta pesquisa foram Adger (2000, 2007); Holling (1978, 1996, 2000, 2002); Leff (2001, 2004), fenômeno em estudo. A pesquisa se caracterizou como qualitativa sendo descritiva e exploratória numa abordagem reflexiva. Seguiu a metodologia de estudo de caso em função da necessidade de se aplicar um conjunto de métodos, técnicas e variáveis necessárias para que a análise qualitativa do contexto socioecológico adotada como campo de observação fosse alcançada. Para a análise qualitativa, adotou-se a análise de conteúdo (BARDIN, 2010) e análise de discurso (PÊCHEUX, 2008). Em termos teóricos este estudo focalizou-se na resiliência socioecológica, no desenvolvimento local sustentável e nos indicadores de sustentabilidade. Tomando por base os resultados da aplicação do sistema de indicadores de sustentabilidade PEIR, a comunidade de Acaú, no contexto atual, encontra-se em uma condição desfavorável para a sustentabilidade e o desenvolvimento local. Entretanto, em relação à resiliência, critérios, cujas relações são positivas ao fortalecimento da resiliência socioecológica, formam o Núcleo de Interseção (NI). Estes critérios ou variáveis foram: saber local (técnica e valores), confiança, solidariedade (integração), memória social (identidade local), conservação (ato de conservar – identidade e biodiversidade) e criatividade (processos criativos e adaptativos às mudanças). Conclui-se que no universo humano, embora sejam diversificadas as adversidades e necessidades de enfrentamentos às mudanças, a resiliência socioecológica, por ser uma variável que funciona através de mecanismos simultâneos internos e externos ao processo de organização de um organismo, seja em nível micro, meso ou macro, representa a força interior que nutre a capacidade de superação das dificuldades para adaptar-se às demandas externas. Ressalta-se que as influências externas provocam mudanças cujos ajustes permitem ser sustentáveis se respeitados os fatores intrínsecos relacionados aos valores identitários de cada contexto humano. Verificou-se que os critérios determinantes do NI da resiliência socioecológica, apontados pelos atores sociais, são fatores determinantes no fortalecimento da resiliência socioecológica, variável central da sustentabilidade e, por conseguinte, do desenvolvimento local sustentável.
Abstract: Socioecological resilience presents a proportional and direct relation with sustainability. This means that the higher the sustainability of a socioecological system is, more resilient it becomes and vice-versa. This research aims at evaluating the contributions of socioecological resilience concerning sustainability and local sustainable development in context of primary activities of familiar character. It had as reference Acaú community, district of Pitimbu-PB, mesoregion of Paraíba´s Forest. The research presented as methodological perspective a bibliographical review about resilience, as theme, with emphasis on socioecological resilience. The main authors who theoretically inspired this research were Adger (2000, 2007); Holling (1978; 1996; 2000; 2002); Leff (2001, 2004), phenomenon in study. It is characterized as a qualitative research being, at the same time, descriptive and exploratory a reflective approach. The methodology focused on case study due to the need to employ a set of methods, techniques and variables essential for the qualitative analysis of the socioecological context, adopted as observation field, to be attained. For the qualitative analysis, both content analysis (BARDIN, 2010) and discourse analysis (PÊCHEUX, 2008) were adopted. In theoretical terms, this study was based on socioecological resilience, local sustainable development and sustainability indicators. Taking into account the results of the system employment of PEIR sustainability indicators, Acaú community, in the present context, is in an unfavorable condition for sustainability and its local development. However, in relation to resilience, criteria, whose relations are positive to the strengthening of socioecological resilience, form the Intersection Nucleus (IN). Such criteria or variables were: local knowledge (technique and values), trustworthiness, solidarity (integration), social memory (local identity), preservation (act of preserving – identity and biodiversity) and creativity (creative and adaptive processes to changes). It can be concluded that in human universe, though adversities and needs for facing changes are diversified, socioecological resilience, as a variable which functions by means of internal and external simultaneous mechanisms to the organization process of an organism, either in micro, meso or macro level, represents inner strength which nourishes the capacity for overcoming difficulties in order to adapt itself to external demands. It is highlighted that external influences cause changes whose adjustments are sustainable once intrinsic factors related to identity values, from each human context, are respected. It was verified that IN determinant criteria of socioecological resilience, pointed out by social actors, are determinant factors concerning strengthening of socioecological resilience, central variable of sustainability and, consequently of local sustainable development.
Keywords: Resiliência Socioecológica
Desenvolvimento Local
Sustentabilidade
Socioecological Resilience
Local Development
Sustainability
???metadata.dc.subject.cnpq???: Recursos Naturais
URI: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/2123
Appears in Collections:Doutorado em Engenharia e Gestão de Recursos Naturais.

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TÂNIA MARIA DE ANDRADE - TESE (PPGRN) 2011.pdf2.99 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.