Please use this identifier to cite or link to this item: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/2214
Title: Estudo comparativo da corrosão em grades utilizadas em baterias de chumbo-ácido, formadas em processos de fundição e laminação.
???metadata.dc.creator???: QUEIROZ, Marcelo Batista de.
???metadata.dc.contributor.advisor1???: VILAR, Eudésio Oliveira.
???metadata.dc.contributor.referee1???: ALVES, José Jailson Nicácio.
???metadata.dc.contributor.referee2???: BRASILEIRO, Ilza Maria do Nascimento.
???metadata.dc.contributor.referee3???: SILVA, Vimário Simões.
???metadata.dc.contributor.referee4???: ÓLIVEIRA, Laércio Gomes de.
Keywords: Baterias;Chumbo-Ácido;Corrosão;Batteries;Lead-Acid;Corrosion
Issue Date: 2-Oct-2014
Publisher: Universidade Federal de Campina Grande
Citation: QUEIROZ, M. B. de. Estudo comparativo da corrosão em grades utilizadas em baterias de chumbo-ácido, formadas em processos de fundição e laminação. 2014. 141 f. Tese (Doutorado em Engenharia Química – Programa de Pós-Graduação em Engenharia Química, Centro de Ciências e Tecnologia, Universidade Federal de Campina Grande, Paraíba, Brasil, 2014.
???metadata.dc.description.resumo???: A qualidade da grade das baterias de chumbo-ácido é um dos fatores que mais influenciam a durabilidade do produto. Por isso, a evolução tecnológica das baterias ao longo do tempo aconteceu principalmente em função de novas formas de fabricação das ligas que compõem as grades. Este trabalho teve como objetivo geral realizar um estudo de corrosão da grade catódica a partir de diferentes tecnologias de produção e avaliar a influência dos parâmetros de processamento de laminação sobre a qualidade das grades formadas. Este trabalho foi desenvolvido na Universidade Federal de Campina Grande em parceria com a fábrica de baterias Moura. O trabalho consistiu em testar a liga de chumbo utilizada na fabricação das grades positivas das baterias, com relação à sua resistência à corrosão e verificar quais condições de processamento desta liga poderiam melhorar ou não o desempenho quanto à corrosão. Todas as amostras estudadas neste trabalho foram submetidas aos ensaios: Potencial de corrosão em função do tempo – EVT; Resistência a Polarização (Rp) e Taxa de Corrosão (CR); Corrosimetria; Curvas Potenciodinâmicas – Potencial de Pite; Curvas Potenciodinâmicas Cíclicas. MEV, Metalografia e DRX também foram realizadas nas amostras. De acordo com os resultados obtidos, pode-se concluir que: Nas imagens de MEV obtidas para as amostras com modificação da velocidade de laminação houve um aumento gradativo da rugosidade superficial; Na medida em que houve aumento na velocidade de laminação das fitas de chumbo, houve um aumento na taxa de corrosão das mesmas; A amostra que passou por resfriamento antes da laminação obteve uma das taxas de corrosão mais baixas dentre as amostras analisadas; A amostra fundida obteve uma alta taxa de corrosão quando comparada às amostras laminadas; Os resultados de DRX confirmaram a presença dos compostos identificados nos mecanismos de reações discutidos no ensaio potenciodinâmico cíclico; Através do ensaio de EVT foi possível verificar que o aumento no teor de estanho das amostras provocou uma melhora na resistência a corrosão; De forma geral, este trabalho mostrou quais condições de operação e processamento na fabricação das grades de baterias teria uma melhor ou pior resistência a corrosão, desta forma a fábrica de baterias pode manipular as variáveis de processamento de maneira a se obter grades com melhor resistência a corrosão.
Abstract: The quality of the grid of lead-acid batteries is one of the factors that most influence the durability of the product. Therefore, the technological evolution of batteries over time was mainly due to new forms of manufacturing alloys that compound the grids. This work has as main objective to conduct a study of the cathodic corrosion grid from different production technologies and assess the influence of lamination processing parameters on the quality of grid formed. This work was developed at the Federal University of Campina Grande in partnership with Moura factory batteries. The work consisted in testing the lead alloy used to manufacture the positive battery grids, with respect to its resistance to corrosion and check what conditions processing this alloy could improve the performance or not as corrosion. All samples studied in this work were subjected to the tests: corrosion potential versus time - EVT; Polarization resistance (Rp) and corrosion rate (CR); orrosimetry; Potentiodynamic curves - Pitting Potential; Cyclic potentiodynamic curves. SEM, Metallography and XRD were also performed on the samples. According to the results, we can conclude that: In the SEM images obtained for samples with modified speed lamination there was a gradual increase in surface roughness; when an increase in the speed of the laminating tape lead, an increase in etch rate thereof; The sample that underwent cooling prior to lamination got one of the lowest corrosion rates among the samples analyzed; The cast sample obtained a high corrosion rate compared to the laminated samples; XRD results confirmed the presence of the compounds identified in the reaction mechanisms discussed in the cyclic potentiodynamic test; By EVT testing was possible to verify that the increase in the tin content of the samples caused an improvement in corrosion resistance; In general, this work has shown that operating conditions in the processing and manufacture of battery grids would have a better or worse the corrosion resistance, so that the battery plant can manipulate the processing variables in order to obtain bars with improved corrosion resistance.
Keywords: Baterias
Chumbo-Ácido
Corrosão
Batteries
Lead-Acid
Corrosion
???metadata.dc.subject.cnpq???: Engenharia Química
URI: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/2214
Appears in Collections:Doutorado em Engenharia Química.

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MARCELO BATISTA DE QUEIROZ - TESE (PPGEQ) 2014.pdf8.06 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.