Please use this identifier to cite or link to this item: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/234
Title: Análise de produtos cosméticos contendo nanopartículas de prata.
???metadata.dc.creator???: ALMEIDA, Andreia Carla Novais de.
???metadata.dc.contributor.advisor1???: MENEZES, Romualdo Rodrigues.
???metadata.dc.contributor.advisor2???: FOOK, Marcus Vinicius Lia.
???metadata.dc.contributor.referee1???: FOOK, Sayonara Maria Lia.
???metadata.dc.contributor.referee2???: BARBOSA, Rossemberg Cardoso.
Keywords: Nanotecnologia.;Nanoprata.;Cosméticos.;Nanotechnology.;Nanosilver.;Cosmetics.
Issue Date: 28-Oct-2014
Publisher: Universidade Federal de Campina Grande
Citation: ALMEIDA, Andreia Carla Novais. Análise de produtos cosméticos contendo nanopartículas de prata. 2014. 160 f. (Dissertação de Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Ciência e Engenharia de Materiais, Centro de Ciências e Tecnologia, Universidade Federal de Campina Grande, Campina Grande - Paraíba - Brasil, 2014.
???metadata.dc.description.resumo???: Há muitos anos a prata tem sido usada em produtos de consumo em função de suas propriedades antimicrobianas. Com o advento da tecnologia para observação de átomos, vírus, se verificou a possibilidade de produzir materiais em escala nanométrica. A prata, especificamente, nesta dimensão nano, tem suas propriedades potencializadas, além de poder transpor barreiras do sistema biológico intransponíveis em escalas maiores. A preocupação, no entanto, sobre o uso deste ingrediente em produtos cosméticos é expor ao uso produtos cosméticos com nanoprata, sem antes ter a certeza da segurança quando em contato com sistemas biológicos. As autoridades têm discutido sobre nanotecnologia, mas ainda não há um consenso sobre a definição do termo nanotecnologia a ser adotada mundialmente. Desta forma, este trabalho tem como objetivo avaliar produtos cosméticos, visando identificar a composição química, estrutural e comprovar se as partículas de prata presentes nos cosméticos estão em escala nanométrica. As amostras foram separadas em triplicata e caracterizadas por meio de Difração de Raios X, Espectrometria de Infravermelho com Transformada de Fourier, Microscopia Eletrônica de Varredura, Análise Termogravimetrica, Calorimetria Exploratória Diferencial, Distribuição Granulométrica e Espectroscopia de Plasma Acoplado. As análises foram realizadas no Laboratório de Desenvolvimento e Avaliação de Biomateriais da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) e no Laboratório da Universidade de Brasília (UnB). Os resultados demonstram que os compostos de prata estão em baixas concentrações nos produtos desodorantes antitranspirantes analisados, chegando a partes por milhões (ppm) e em algumas amostras até partes por bilhões (ppb), isto dificultou que houvesse uma conclusão precisa, por meio das caracterizações usadas, sobre presença de nanoprata nas amostras pesquisadas. Baseado nos resultados de Distribuição Granulométrica pode-se concluir, no entanto, que considerando a média de tamanho em torno de 300nm das partículas presentes nas amostras que a prata presente não está em escala nanométrica, pois verifica-se nas literaturas que as nanopratas sintetizadas encontram-se em torno de 20nm.
Abstract: For many years silver has been used in consumer products due to their antimicrobial properties. With the advent of the observation of atoms, viruses technology, there is the possibility of producing materials at the nanometer scale. Silver, specifically, this nano dimension, would have leveraged their properties, and can overcome the barriers insurmountable biological system at larger scales. The concern, however, about the use of this ingredient in cosmetic products is exposed to use cosmetic products with nanosilver, without having the assurance of safety when in contact with biological systems. Authorities have discussed about nanotechnology, but there is still no consensus on how to define the term nanotechnology and this definition be adopted worldwide. Thus, this work aims to evaluate cosmetic products in order to identify the chemical, structural composition and prove that the silver particles present in cosmetics are in the nanometer scale. The samples were separated in triplicate and characterized by means of X-ray Diffraction, Infrared Spectrometry Fourier Transform, Scanning Electron Microscopy, Thermogravimetric Analysis, Differential Scanning Calorimetry, and Grain Size Distribution Coupled Plasma Spectroscopy. The analyzes were performed at the Laboratory of Development and Evaluation of Biomaterials, Federal University of Campina Grande (UFCG) and Laboratory of the University of Brasilia (UNB). The results showed that the silver compounds are in low concentrations in antiperspirant deodorant products analyzed, reaching parts per million (ppm) and even in some samples parts per billion (ppb), so was difficult precise conclusion, through the characterizations used on presence of nanosilver in the surveyed samples. Based on the results of particle size distribution can be concluded, however, that considering the average size around 300nm particles present in the samples can be concluded that silver. this is not at the nanometer scale, because it turns out in the literature that the synthesized nanopratas are around 20nm.
Keywords: Nanotecnologia.
Nanoprata.
Cosméticos.
Nanotechnology.
Nanosilver.
Cosmetics.
???metadata.dc.subject.cnpq???: Ciência e Engenharia de Materiais.
URI: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/234
Appears in Collections:Mestrado em Ciência e Engenharia de Materiais.

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ANDREIA CARLA NOVAIS DE ALMEIDA - DISSERATÇÃO PPGCMAT 2014.pdf1.47 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.