Please use this identifier to cite or link to this item: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/2371
Title: Paradeiros e revoltas dos canavieiros alagoanos entre 2007 e 2009.
???metadata.dc.creator???: SILVA, Paulo Candido da.
???metadata.dc.contributor.advisor1???: MALAGODI, Edgard Afonso.
???metadata.dc.contributor.referee1???: PESSANHA, Elina Gonçalves da Fonte.
???metadata.dc.contributor.referee2???: NEVES, Frederico de Castro.
???metadata.dc.contributor.referee3???: OLIVEIRA, Roberto Véras de.
???metadata.dc.contributor.referee4???: MENEZES, Marilda Aparecida de Menezes.
Keywords: Canavieiros de Alagoas;Trabalhadores canavieiros;Assalariados rurais;Lutas sociais no campo;Sindicalismo rural;Resistência coletiva;História social;Bioetanol;Relações de trabalho no campo;Revoltas em Alagoas;Matriz de Camaragibe - AL - Revoltas;Cortadores de cana de açúcar - revoltas;Sociologia rural;Sugar cane workers;Social struggles in the rural areas;State action in rural sector;Collective action;Travailleurs de la canne à sucre;Les travailleurs ruraux;Luttes sociales dans le domaine
Issue Date: 22-Mar-2011
Publisher: Universidade Federal de Campina Grande
Citation: SILVA, Paulo Candido da. Paradeiros e revoltas dos canavieiros alagoanos entre 2007 e 2009. 278f. (Tese de Doutorado em Ciências Sociais) - Programa de Pós-graduação em Ciências Sociais, Centro de Humanidades, Universidade Federal de Campina Grande - Paraíba - Brasil, 2011.
???metadata.dc.description.resumo???: Trata-se de um estudo sobre as mobilizações dos trabalhadores assalariados canavieiros de Alagoas, ocorridas entre 2007 e 2009. Os movimentos assumiram inicialmente um caráter de lutas espontâneas devido às condições precárias de trabalho no corte de cana daquele estado. Observa-se notável efeito dessas mobilizações nas ações do Ministério Público do Trabalho e do Ministério do Trabalho. Essa nova forma de atuação do Estado, aliada às novas formas de articulação e mobilização dos trabalhadores, permitiu visualizar um novo cenário das lutas sociais dos trabalhistas rurais no setor sucroalcooleiro do Nordeste do Brasil. Baseando-se em Thompson (1978); Rudé (1991), Scott (2000), esses conflitos trabalhistas dos canavieiros foram analisados numa perspectiva histórica e dialética, com a finalidade de entender os processos de luta dos trabalhadores do corte de cana como experiências sociais de resistências coletivas diante da nova configuração das relações de trabalho do setor, que se manifestaram durante o período observado. Com isso, foi possível verificar, nas ações de revoltas dos cortadores de cana, um contexto no qual os trabalhadores rurais emergiram como um novo ator histórico no campo alagoano. Apresentaram-se, assim, como atores sociais capazes de interferir na agenda pública das diversas instituições do estado, no sentido de produzir uma modificação nas relações de trabalho do setor sucroalcoleiro de Alagoas.
Keywords: Canavieiros de Alagoas
Trabalhadores canavieiros
Assalariados rurais
Lutas sociais no campo
Sindicalismo rural
Resistência coletiva
História social
Bioetanol
Relações de trabalho no campo
Revoltas em Alagoas
Matriz de Camaragibe - AL - Revoltas
Cortadores de cana de açúcar - revoltas
Sociologia rural
Sugar cane workers
Social struggles in the rural areas
State action in rural sector
Collective action
Travailleurs de la canne à sucre
Les travailleurs ruraux
Luttes sociales dans le domaine
???metadata.dc.subject.cnpq???: Ciências Sociais.
URI: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/2371
Appears in Collections:Doutorado em Ciências Sociais.

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
PAULO CANDIDO DA SILVA - TESE PPGCS 2011..pdfPaulo Candido da Silva - Dissertação PPGCS 2011.2.5 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.