Please use this identifier to cite or link to this item: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/2388
Title: Imaginário social, semiárido e representações da natureza na obra Vidas Secas: interfaces entre literatura, ambiente e história.
Other Titles: Social imaginary, semi-arid and representations of nature in the work Dried Lives: interfaces between literature, environment and history.
???metadata.dc.creator???: BURITI, Catarina de Oliveira.
???metadata.dc.contributor.advisor1???: AGUIAR, José Otávio.
???metadata.dc.contributor.referee1???: SILVA, Edson Hely.
???metadata.dc.contributor.referee2???: APOLINÁRIO, Juciene Ricarte.
Keywords: Imaginário Social;Semiárido - Representações Literárias;Vidas Secas - Graciliano Ramos;Relação Literatura e História;História e Literatura;Literatura e Ambiente;História e Ambiente;Ambiente e Literatura;Ambiente e História;História Ambiental;Environmental History;Imaginary;Graciliano Ramos - Vidas Secas
Issue Date: Sep-2010
Publisher: Universidade Federal de Campina Grande
Citation: BURITI, Catarina de Oliveira. Imaginário social, semiárido e representações da natureza na obra Vidas Secas: interfaces entre literatura, ambiente e história. 2010. 194f. (Dissertação de Mestrado em História), Programa de Pós-graduação em História, Centro de Humanidades, Universidade Federal de Campina Grande - Paraíba - Brasil, 2010.
???metadata.dc.description.resumo???: O objetivo deste trabalho consiste em analisar de que forma os referenciais naturais/climáticos e sociais/históricos influenciaram as escolhas criativas do escritor Graciliano Ramos na obra Vidas secas, publicada em 1938. Para tanto, apropria-se dos conceitos de imaginário social propostos por Baczko (1985), Le Goff (1992) e Castoriadis (1982; 1987) para problematizar as imagens e representações instituídas pelas personagens dessa trama em torno da Caatinga, assim como as práticas culturais e políticas engendradas a partir dessas percepções. Compartilhando com uma concepção de literatura que a considera como mantendo vínculos com o mundo vivido, a pesquisa historiciza a forma como a sociedade se apropriou do Semiárido na década de 1930 e destaca as riquezas e potencialidades desse ambiente que ainda estão para serem valorizadas.
Abstract: The aim of this study is to examine how the benchmarks natural/climatic and social/historical influence the choices of the creative writer Graciliano Ramos Lives in the book Vidas Secas, published in 1938. For this purpose, appropriates the concepts of social imagination proposed by Baczko (1985), Le Goff (1992) and Castoriadis (1982, 1987) to discuss the images and representations introduced by the characters in this plot around the Caatinga, as well as practices cultural and political engendered from these perceptions. Sharing with a conception of literature that considers how to maintain links with the real world, research historicizes how society has appropriated the Semiarid in the 1930's decade and highlights the wealth and potential of this environment yet to be developed.
Keywords: Imaginário Social
Semiárido - Representações Literárias
Vidas Secas - Graciliano Ramos
Relação Literatura e História
História e Literatura
Literatura e Ambiente
História e Ambiente
Ambiente e Literatura
Ambiente e História
História Ambiental
Environmental History
Imaginary
Graciliano Ramos - Vidas Secas
???metadata.dc.subject.cnpq???: História.
URI: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/2388
Appears in Collections:Mestrado em História.

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
CATARINA DE OLIVEIRA BURITI - DISSERTAÇÃO PPGH 2010..pdfCatarina de Oliveira Buriti - Dissertação PPGH 2010.31.64 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.