Please use this identifier to cite or link to this item: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/247
Title: Avaliação e caracterização de preservativos masculinos de poliisopreno sintético.
???metadata.dc.creator???: GEYER, Augusto Bencke.
???metadata.dc.contributor.advisor1???: MENEZES, Romualdo Rodrigues.
???metadata.dc.contributor.advisor2???: FOOK, Marcus Vinicius Lia.
???metadata.dc.contributor.referee1???: FREIRE, Waldênia Pereira.
???metadata.dc.contributor.referee2???: SILVA, Bartolomeu Jorge da.
Keywords: Biomateriais.;Poliisopreno Sintético.;Regulação.;Certificação.;Preservativos.;Biomaterials.;Synthetic Polyisoprene.;Regulation.;Certification.;Condoms.
Issue Date: 18-Dec-2014
Publisher: Universidade Federal de Campina Grande
Citation: GEYER, Augusto Bencke. Avaliação e caracterização de preservativos masculinos de poliisopreno sintético. 2014. 60 f. Dissertação (Mestrado em Ciência e Engenharia de Materiais) - Universidade Federal de Campina Grande, Campina Grande, Paraíba,Brasil, 2014.
???metadata.dc.description.resumo???: Os preservativos masculinos tem como principais funções prevenir a gravidez e reduzir o risco de contração de doenças sexualmente transmissíveis. Esses produtos tiveram grande evolução nas últimas décadas. Foram desenvolvidos preservativos de diversos modelos, incluindo os texturizados, flavorizados, ultra-finos, ultra-resistentes, e mais recentemente, os preservativos de materiais sintéticos como o poliisopreno sintético direcionados a indivíduos que desenvolvem reações alérgicas ao látex natural. A regulamentação sanitária brasileira atual não prevê a certificação obrigatória dos preservativos obtidos a partir de materiais sintéticos, tal como ocorre com os preservativos de látex natural. Desta forma, nesse trabalho se propõe a realizar a caracterização dos preservativos masculinos de poliisopreno sintético, que é uma das opções hoje disponíveis nos mercados brasileiro e norte-americano, e a avaliação destes produtos frente aos requisitos previstos para os preservativos de látex natural para discussão da extensão do escopo do regulamento nacional. Amostras de duas marcas de preservativos de poliisopreno sintético foram obtidas no Brasil e nos EUA e foram caracterizadas por Difração de Raios-X (DRX), Espectroscopia na Região do Infravermelho com Transformada de Fourier (FTIR), Microscopia Eletrônica de Varredura (MEV), Espectroscopia por Energia Dispersiva de Raios X (EDS), avaliadas quanto às dimensões, à espessura, à determinação da capacidade volumétrica e à pressão de estouro, à verificação de furos e à integridade da embalagem. Os resultados demonstraram que os produtos tem características mecânicas e físico químicas muito semelhantes, confirmando que os processos de fabricação são comparáveis e fornecem produtos que atendem aos requisitos previstos. Baixos níveis de cristalinidade e características mecânicas foram confirmados, considerando que se trata de polímero amorfo do tipo elastômero. A revisão do regulamento técnico de certificação de preservativos de látex natural poderia incluir em seu escopo os produtos a base de poliisopreno sintético, tendo em vista os resultados obtidos.
Abstract: Male condoms plays a role in preventing pregnancy and reduce the risk of contracting sexually transmitted diseases. These products have had a significant evolution in recent decades. Condoms of different models have been developed, including textured, flavored, ultra-fine, ultra-resistant, and more recently condoms made from synthetic materials such as synthetic polyisoprene intended to be used by individuals who develop allergic reactions to natural latex. The current Brazilian health surveillance regulations do not determine for mandatory certification of condoms made from synthetic materials, as it does to the natural latex condoms. Thus, this paper proposes the characterization of male condoms made of synthetic polyisoprene, which is one of the options currently available in the Brazilian and US markets, and the evaluation of these products compared to the requirements for natural latex condoms, and the discussion of the extension of the national regulation scope. Samples of two brands of synthetic polyisoprene condoms were obtained in Brazil and in the US and were characterized by X-ray Diffraction (XRD), Fourier transform infrared spectroscopy (FTIR), scanning electron microscopy (SEM), Energy Dispersive X-ray spectroscopy (EDX), evaluated in terms of dimensions, thickness, determination of the volumetric capacity and the bursting pressure, and check for holes and package integrity. The results demonstrate that both products have similar mechanical and physicochemical characteristics, confirming that the manufacturing processes are comparable and provide products that meet the requirements. Low levels of crystallinity and mechanical characteristics were confirmed, considering that the samples are made of amorphous polymers, type elastomer. The review of natural latex condoms certification regulation could include in its scope the products made of synthetic polyisoprene base.
Keywords: Biomateriais.
Poliisopreno Sintético.
Regulação.
Certificação.
Preservativos.
Biomaterials.
Synthetic Polyisoprene.
Regulation.
Certification.
Condoms.
???metadata.dc.subject.cnpq???: Ciência e Engenharia de Materiais.
URI: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/247
Appears in Collections:Mestrado em Ciência e Engenharia de Materiais.

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
AUGUSTO BENKE GEYER – DISSERATAÇÃO PPCMAT 2014.pdf1.78 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.