Please use this identifier to cite or link to this item: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/266
Title: Vislumbres do tempo: cultura escolar e memórias do Ginásio Agrícola Assis Chateaubriand (1962 a 1971).
???metadata.dc.creator???: CAMPOS, Rafael dos Santos.
???metadata.dc.contributor.advisor1???: AIRES, José Luciano de Queiroz.
???metadata.dc.contributor.referee1???: ARAUJO, Patricia Cristina de Aragão.
???metadata.dc.contributor.referee2???: OLIVEIRA, Iranilson Buriti de.
Keywords: Cotidiano.;Cultura Escolar.;História.;Memória.;Everyday Life.;School Culture.;History.;Memory.
Issue Date: 2016
Publisher: Universidade Federal de Campina Grande
Citation: CAMPOS, Rafael dos Santos. Vislumbres do tempo: cultura escolar e memórias do Ginásio Agrícola Assis Chateaubriand (1962 a 1971). 2016 .208 f. Dissertação (Mestrado em História) - Centro de Humanidades, Universidade Federal de Campina Grande, Campina Grande,Paraíba, Brasil, 2016.
???metadata.dc.description.resumo???: A presente dissertação tem como escopo investigar fragmentos da cultura escolar do Ginásio Agrícola Assis Chateaubriand (1962 a 1971), buscando compreender como se desenvolveram práticas educativas e culturais que deram forma à história da escola. Pretende analisar em quais condições de possibilidades esta instituição emergiu no cenário campinense, refletindo sobre os processos que tornaram possível sua existência. Para além do exposto, como caminho de analisar rastros de sua trajetória, problematizamos a constituição de sua cultura escolar elaborada e exercida a partir das configurações que deram contornos às práticas escolares: as legislações internas e externas, o cotidiano escolar revelado pelas práticas docentes e pelas memórias da escola consubstanciadas na vasta documentação impressa, depoimentos orais dos sujeitos da pesquisa e arquivos fotográficos. Utilizamos a pesquisa empírica como método de constituição das fontes documentais, inventariando, reunindo e ordenando as fontes impressas. Também utilizamos a metodologia da história oral como técnica de constituição de fontes e ferramenta de pesquisa. Desse modo, abordamos a(s) memória(s) da escola pelos vieses dos vestígios empíricos e pelas marcas do tempo impressas nas memórias individuais/coletivas dos entrevistados. Dados estes aspectos, a tessitura do texto deu-se a partir das interpretações dos dados respondendo à problemática da pesquisa, seguindo os caminhos formulados pelos objetivos principal e secundários. Utilizamos alguns conceitos da História Cultural em interface com a História da Educação. Para fundamentar adequadamente o texto, apropriamo-nos, além dos apontamentos teóricos e metodológicos, de autores como Sanfelice (2009), Saviani (2007) e Escolano (2001), dos conceitos de história a partir de Ricoeur (2007, 2010); memória, em Le Goff (2012) e Ricoeur (2007); memória coletiva, em Halbwachs (2008); cultura escolar, pelos apontamentos de Julia (2001) e Vidal (2005); além dos conceitos de tempo e espaço, a partir das perspectivas de Viñao Frago (2001) e Albuquerque Júnior (2011); do conceito de cotidiano, fundamentado em Certeau (2008); intelectuais orgânicos, em Gramsci (1971); lugares de memória, a partir dos apontamentos de Pierre Nora (1993); identidades, em Hall (2006); dentre outros. Desse modo, o texto contribui para a construção de uma configuração histórica da instituição lócus no período abordado, para a reflexão sobre a história da educação e das instituições escolares, e ainda como referencial e crítica para a escrita de novos trabalhos na mesma área temática.
Abstract: This dissertation aims to investigate school culture fragments from Agricultural Gymnasium Assis Chateaubriand (1962-1971), in order to understand how it developed educational and cultural practices that formed the school's history. We intend to examine what conditions this institution emerged in Campina Grande (Paraíba, Brazil) scenario, which reflected on its existence processes. In addition, in order to analyze traces from the school’s history, we question the constitution of school culture and practices: internal and external laws, the school routine revealed by teaching practices and school memories embodied in extensive printed documentation, research subjects’ oral testimony and photographic archives. We use empirical research as a documentary sources creation method, by inventorying, collecting and ordering printed sources. We also use oral history methodology as a research technical tool. Thus, we approach memory(ies) of school by empirical traces biases and the time marks printed on the respondents’ individual and collective memories. Considering such aspects, text occurred through data interpretations responding to the research problem by following paths made by primary and secondary objectives. We use certain Cultural History concepts related to Education History. Aiming to properly support this text, in addition to theoretical and methodological notes, we are based on authors such as Sanfelice (2009), Saviani (2007) and Escolano (2001), concepts history by Ricoeur (2007, 2010); memory, by Le Goff (2012) and Ricoeur (2007); collective memory, by Halbwachs (2008); school culture, by Julia (2001) and Vidal (2005); beyond concepts of time and space, by Viñao Frago’s (2001) and Albuquerque Junior’s (2011) perspectives; everyday life concept, by Certeau (2008); organic intellectual by Gramsci (1971); memory sites, by Pierre Nora (1993); identities, by Hall (2006); among others. Thus, this dissertation contributes to build a historical configuration of locus institution in the covered period, in order to reflect on education and schools’ history, as well as it references and reviews the writing of new academic papers in the same area.
Keywords: Cotidiano.
Cultura Escolar.
História.
Memória.
Everyday Life.
School Culture.
History.
Memory.
???metadata.dc.subject.cnpq???: História.
URI: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/266
Appears in Collections:Mestrado em História.

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
RAFAEL DOS SANTOS CAMPOS – DISSERTAÇÃO PPGH 2016.pdf3.38 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.