Please use this identifier to cite or link to this item: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/3043
Title: Modernização tardia e desigual: o processo histórico de inovações tecnológicas na agricultura brasileira.
Other Titles: Late and uneven modernization: the historical process of technological innovations in Brazilian agriculture.
???metadata.dc.creator???: LIMA, Severino José de.
???metadata.dc.contributor.advisor1???: XAVIER, Jurandir Antonio.
Keywords: Agricultura brasileira;Brazilian agriculture;Agricultura brasileña;Industrialização agrícola;Industrializacion agricola;Agricultural industrialization;Tecnologia agrícola;Agricultural technology;Modernização agrícola;Modernizacion agricola;Agricultural Modernization
Issue Date: Feb-1983
Publisher: Universidade Federal de Campina Grande
Citation: LIMA, Severino José de. Modernização tardia e desigual: o processo histórico de inovações tecnológicas na agricultura brasileira. 1983. 290f. (Dissertação de Mestrado em Sociologia Rural), Curso de Mestrado em Sociologia Rural, Centro de Humanidades, Universidade Federal da Paraíba - Campina Grande - PB - Campus II - Brasil, 1983.
???metadata.dc.description.resumo???: Há tempos sentiu-se a necessidade de se fazer uma revisão dos diversos trabalhos sobre à história da agricultura em geral, e da agricultura brasileira em particular. Procurou-se então, sintetizar essa história retalha da nos diversos estudos de autores nacionais e estrangeiros, estudos esses, geralmente sobre história econômica, buscando-se dar um enfoque que desse coerência metodológica ao conjunto. A necessidade desse estudo, evidentemente, partiu da preocupação de se realizar uma investigação das transformações recentes verificadas na agricultura,em termos de mecanização, quimificação e biologização. Preocupou-se em realizar um estudo mais geral: as causas, as determinantes gerais dessa modernização, que chamou-se de tardia e desigual, para caracterizá-las e localizá-las no espaço e no tempo. A trajetória do estudo prendeu-se ao processo histérico das inovações tecnológicas na agricultura, delimitando-se nas transformações ocorridas na agricultura brasileira, como resultado visível do processo de acumulação mundial do capital, conduzido por contradições originadas nas múltiplas esferas do capital em geral, no âmbito das condições históricas, conjunturais ou estruturais, favoráveis ao surgimento de fontes de sobre lucros ou manutenção delas. O texto esta dividido em quatro capítulos. No primeiro capítulo, trata-se da fundamentação teórico-metodológica, com a qual procura-se dar suporte analítico ao corpo do texto. No segundo capítulo, estuda-se o conjunto de fatores conjunturais e estruturais dos antecedentes inovativas na agricultura, localizando-os e caracterizando-os em três longos ciclos de expansão econômica que compreenderam dois momentos distintos da divisão internacional do trabalhos a fase do capitalismo de livre concorrência, caracterizado pela internacionalização do capital mercadoria, e a fase do capitalismo imperialista clássico, caracterizado pela internacionalização do capital dinheiro. Estes dois primeiros capítulos formam o corpo introdutório do texto. Permitem visualizar o processo histórico das relações agricultura e acumulação mundial, o conjunto de determinações gerais engendradas nas contradições surgidas, circundadas ou superadas nas diversas esferas do capital em geral. No terceiro capítulo, estuda-se o conjunto de relações hierárquicas entre agricultura e indústria no plano interno e externo, enfocando-as a partir de um quadro geral de relações entre o processo de acumulação mundial e a industrialização no Brasil, bem como suas repercussões na agricultura. No quarto capítulo, finalmente, estuda-se a industrialização tardia como manifestação da divisão internacional do trabalho, e suas manifestações na agricultura brasileira, como resultante do conjunto de contradições engendradas nas múltiplas esferas do capital, no seu processo de acumulação, reprodução e valorização, tanto no plano interno, bem como no plano externo. Essas manifestações estão expressas no processo de modernização desigual da agricultura brasileira,nos últimos anos, consolidado por força dos fluxos massivos de capitais, conduzidos pela liderança das firmas multinacionais.
Abstract: There has been a long time felt the need to review the various papers on the history of agriculture in general, and of Brazilian agriculture in particular. We then sought to synthesize this cut history in the several studies of national and foreign authors, these studies, usually on economic history, seeking to give an approach that gives methodological coherence to the set. The need for this study, of course, the concern of conducting an investigation of the recent changes in agriculture in mechanization, chemicalization and biologization. It was concerned to conduct a more general study: the causes, determinants of this modernization, which was called late and uneven, to characterize them and locate them in space and in time. The trajectory of the study was related to the hysteria of technological innovations in agriculture, delimiting in the transformations occurred in the Brazilian agriculture, as a visible result of the process of accumulation of capital, driven by contradictions in the multiple spheres of capital in general, within the historical, structural or structural conditions favorable to to the emergence of sources of over profits or maintenance from them. The text is divided into four chapters. The first chapter deals with the theoretical-methodological foundation, with which body of the text. In the second chapter, we study the conjunctural and structural factors of the innovative antecedents in agriculture, locating them and characterizing them in three long cycles of economic expansion comprising two distinct moments of the international division of labor, the phase of free competition capitalism characterized by the internationalization of commodity capital and the phase of classical imperialist capitalism characterized by the internationalization of money capital. These first two chapters form the introductory body of the text. They allow us to visualize the historical process of relations between agriculture and world accumulation, the set of general determinations engendered in the contradictions that have arisen, surrounded or surpassed in the various spheres of capital in general. In the third chapter, we study the set of hierarchical relations between agriculture and industry in the internal and external plane, focusing them from a general framework of relations between the process of global accumulation and industrialization in Brazil, as well as its repercussions on the agriculture. Finally, in the fourth chapter, we study late industrialization as a manifestation of the international division of labor, and its manifestations in Brazilian agriculture, as a result of the set of contradictions engendered in the multiple spheres of capital, in its process of accumulation, reproduction and valorization, both internally and externally. These manifestations are expressed in the process of unequal modernization of Brazilian agriculture in recent years, consolidated by the massive flows of capital, led by the leadership of multinational firms.
Keywords: Agricultura brasileira
Brazilian agriculture
Agricultura brasileña
Industrialização agrícola
Industrializacion agricola
Agricultural industrialization
Tecnologia agrícola
Agricultural technology
Modernização agrícola
Modernizacion agricola
Agricultural Modernization
???metadata.dc.subject.cnpq???: Sociologia
Economia
URI: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/3043
Appears in Collections:Mestrado em Ciências Sociais.

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
SEVERINO JOSÉ DE LIMA - DISSERTAÇÃO PPGCS 1983.pdfSeverino José de Lima - Dissertação PPGCS 19838.05 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.