Please use this identifier to cite or link to this item: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/3049
Title: Problemática da caracterização de solos aluviais para fins de drenagem subterrânea.
Other Titles: The problem of the characterization of alluvial soils for the purpose of underground drainage.
???metadata.dc.creator???: GOMES, Paulo César Farias.
???metadata.dc.contributor.advisor1???: MILLAR, Agustin A.
???metadata.dc.contributor.advisor2???: GUERRA, Hugo Orlando Carvallo.
???metadata.dc.contributor.referee1???: SOUZA, Renival Alves de.
Keywords: Alluvial soils;Solos aluviais;Hidraulica dos solos;Soil hydraulics;Condutividade Hidraulica;Hydraulic conductivity;Drenagem subterrânea;Underground drainage;Solos aluviais;Alluvial soils
Issue Date: Aug-1977
Publisher: Universidade Federal de Campina Grande
Citation: Paulo César Farias Gomes. Problemática da caracterização de solos aluviais para fins de drenagem subterrânea. 1977. 138f. (Dissertação de Mestrado em Engenharia Civil), Curso de Pós-Graduação em Engenharia Civil, Centro de Ciências e Tecnologia, Universidade Federal da Paraíba – Campus II - Campina Grande - PB - Brasil, 1977.
???metadata.dc.description.resumo???: O trabalho teve por objetivos estudar os problemas de interpretação e representatividade de resultados de campo de condutividade hidráulica de solos aluviais, definir o melhor método para sua caracterização, e verificar o procedimento mais adequado para a análise destes resultados, com fins de drenagem subterrânea. 0 trabalho foi conduzido no Projeto de Irrigação de São Gonçalo, PB., onde se estabeleceu um Campo Piloto de Testes de Drenagem Subterrânea, de 1,3 ha. Estudou-se também a variabilidade espacial, horizontal e vertical, das propriedades físico-hídricas como textura, densidade aparente ou global e infiltração básica, e as características do fluxo de água para os drenos através de testes de descarga. Para o estudo da condutividade hidráulica K, parâmetro de importância na definição das normas de drenagem para o delineamento de sistemas subterrâneos, usaram-se quatro métodos de campo (poço, piezômmetro, infiltração básica e descarga de drenos) e um método indireto baseado na granulometria. Em geral, observou-se uma grande variação espacial horizontal das propriedades físicas, principalmente devido a presença de misturas de camadas de solo com texturas areia barrenta e barro arenoso, com outras mais adensadas pela alta concentração de sódio. Constatou-se que os dados de densidade aparente e infiltração básica tendem a t e r uma distribuição normal. A variação da densidade aparente foi de 1,45 a 1,77 g cm -3 e a de infiltração básica de 0,065 a 1,28 m dia -1. No caso da condutividade hidráulica, verificou-se uma baixa correlação entre valores obtidos pelos diferentes métodos num mesmo lugar. Analisando os dados através do cálculo da probabilidade de ocorrência definiu -se que os valores de K seguem a tendência de uma distribuição logarítmica . Usando esta metodologia verificou - se que os valores representativos (50% de probabilidade ) dos diferentes métodos foram da mesma magnitude. Verificou-se ainda que, devido aos métodos fornecerem valores de K que representam diferentes camadas do perfil, dando, consequentemente, resultados de diferentes magnitudes, sua representatividade necessária seria obtida através da variabilidade espacial horizontal do solo. Dos métodos tradicionais para determinar K, poço e piezômetro, verificou - se que podem ser usados em solos aluviais desde que sujeitos a algumas restrições, como adequada densidade e distribuição de determinações, e dependência da presença ou ausência de muita estratificação sub - superficial. Para o caso dos testes de descarga de drenos subterrâneos, recuperou-se e limpou-se o sistema de drenagem da área de 1,3 há contendo drenos de manilhas de 60cm de comprimento e 10 cm de diâmetro, com um total de 5 linhas de drenos de 70m de comprimento, instalados a uma profundidade de 1,4m e 20m de espaçamento. Nesta área instalaram - se uma rede simétrica de 25 poços de observação e estruturas de saída nas linhas de drenos para facilitar a medida da vazão. Esta área foi recarregada durante 15 dias, e durante o período de descarga f izeram-se medidas simultâneas, a cada duas horas, da profundidade do lençol em todos os poços e da vazão nas cinco linhas de drenos, para a análise dos dados usaram-se a fórmula de Hooghoudt para fluxo permanente, e a de Glover-Dumm para fluxo não permanente, sendo este último caso o objetivo principal do trabalho. Encontrou-se que a expressão para fluxo não permanente não caracterizou adequadamente a condutividade hidráulica efetiva da área de fluxo, o fator de intensidade de drenagem, e a porosidade do perfil que contribui para o fluxo dos drenos. 0 uso da equação para fluxo permanente proporcionou valores de K mais próximos aos valores representativos obtidos pelos outros métodos de campo. Contudo, e devido a grande estratificação textural dos perfis, requer-se maior número de testes em condições variáveis de recarga, para definir o melhor procedimento de análise dos resultados.
Abstract: The objective of this work was to study the problems of interpretation and representativeness of alluvial soil hydraulic conductivity field results, to define the best method for its characterization, and to verify the most appropriate procedure for the analysis of these results, for underground drainage purposes. The work was conducted in the Irrigation Project of São Gonçalo, PB, where a Pilot Field of Underground Drainage Testing, of 1.3 ha, was established. It was also studied the horizontal and vertical spatial variability of the physical-hydraulic properties such as texture, apparent or global density and basic infiltration, and the characteristics of the water flow to the drains through discharge tests. For the study of hydraulic conductivity K, parameter of importance in the definition of drainage standards for the design of underground systems, four field methods (well, piezometer, basic infiltration and drainage discharge) were used and an indirect method based on granulometry . In general, a large horizontal spatial variation of the physical properties was observed, mainly due to the presence of mixtures of soil layers with textures muddy sand and sandy clay, with others more densified by high sodium concentration. It has been found that bulk density and basic infiltration data tend to have a normal distribution. The apparent density variation was 1.45 to 1.77 g cm -3 and the basic infiltration was 0.065 to 1.28 m day -1. In the case of hydraulic conductivity, there was a low correlation between values ​​obtained by the different methods in the same place. Analyzing the data by calculating the probability of occurrence it was defined that the values ​​of K follow the trend of a logarithmic distribution. Using this methodology it was verified that the representative values ​​(50% probability) of the different methods were of the same magnitude. It was also verified that, because the methods provide values ​​of K representing different layers of the profile, thus giving results of different magnitudes, their necessary representativity would be obtained through the horizontal spatial variability of the soil. From the traditional methods to determine K, well and piezometer, it was verified that they can be used in alluvial soils subject to some restrictions, such as adequate density and distribution of determinations, and dependence on the presence or absence of a lot of sub - superficial stratification. In the case of tests for discharge of underground drains, the drainage system was recovered and cleaned of the area of ​​1.3 ha containing manhole drains 60 cm long and 10 cm in diameter, with a total of 5 lines of drains of 70m in length, installed at a depth of 1.4m and 20m spacing. In this area, a symmetrical network of 25 observation wells and exit structures were installed in the drain lines to facilitate flow measurement. This area was recharged for 15 days, and during the discharge period, simultaneous measurements were made every two hours of the depth of the sheet in all wells and of the flow in the five drain lines. For the analysis of the data, Hooghoudt's formula for permanent flow, and Glover-Dumm's for non-permanent flow, the latter being the main objective of the work. It was found that the expression for non-permanent flow did not adequately characterize the effective hydraulic conductivity of the flow area, the drainage intensity factor, and the porosity of the profile that contributes to the flow of the drains. The use of the equation for permanent flow gave K values ​​closer to the representative values ​​obtained by the other field methods. However, due to the great textural stratification of the profiles, a greater number of tests are required under variable recharge conditions, in order to define the best procedure for analyzing the results
Keywords: Alluvial soils
Solos aluviais
Hidraulica dos solos
Soil hydraulics
Condutividade Hidraulica
Hydraulic conductivity
Drenagem subterrânea
Underground drainage
Solos aluviais
Alluvial soils
???metadata.dc.subject.cnpq???: Engenharia civil
URI: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/3049
Appears in Collections:Mestrado em Engenharia Civil e Ambiental.

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
PAULO CÉSAR FARIAS GOMES - DISSERTAÇÃO PPGECA 1977.pdfPaulo César Farias GOMES15.98 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.