Please use this identifier to cite or link to this item: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/312
Title: Sistema de avaliação e comparação espacial do processo de desertificação no seridó potiguar e paraibano, semiárido brasileiro.
???metadata.dc.creator???: LIMA, Ricardo da Cunha Correia.
???metadata.dc.contributor.advisor1???: CURI, Wilson Fadlo.
???metadata.dc.contributor.referee1???: CÂNDIDO, Gesinaldo Ataíde.
???metadata.dc.contributor.referee2???: ARAÚJO, Sérgio Murilo Santos de.
???metadata.dc.contributor.referee3???: SOUZA, Bartolomeu Israel de.
???metadata.dc.contributor.referee4???: LIMA, Eduardo Rodrigues Viana de.
Keywords: Desertificação;DPSIR;Análise de Decisão Multicritério;Sistema de Informações Geográficas;GIS-MCDA;Desertification;Multicriteria Decision Analysis;Geographic Information System
Issue Date: 26-Apr-2017
Publisher: Universidade Federal de Campina Grande
Citation: LIMA, R. da C. C. Sistema de avaliação e comparação espacial do processo de desertificação no seridó potiguar e paraibano, semiárido brasileiro. 2017. 150 f. Tese (Doutorado em Recursos Naturais) – Centro de Tecnologia e Recursos Naturais, Universidade Federal de Campina Grande, Paraíba, Brasil, 2017.
???metadata.dc.description.resumo???: A desertificação é um fenômeno de escala global caracterizado pela degradação das terras nas zonas áridas, semiáridas e subúmidas secas para o qual concorrem fatores de ordem ambiental, social, econômica e institucional. Definir um conjunto de ações para seu enfrentamento requer o conhecimento das complexas relações estabelecidas entre a sociedade e o meio ambiente de modo a identificar e monitorar as causas e consequências do processo. A modelagem dessa realidade permanece um desafio para pesquisadores em todo o mundo, especialmente no Brasil, em virtude da grande quantidade de aspectos a serem considerados para os quais nem sempre há informações confiáveis e disponíveis. Procurando reduzir essa lacuna, o presente estudo estruturou um sistema de avaliação e comparação espacial da desertificação para os 32 municípios das microrregiões geográficas do Seridó paraibano e potiguar a partir de um conjunto de 27 indicadores recomendados na literatura relacionada, organizados segundo o modelo conceitual DPSIR - força motriz, pressão, estado, impacto e resposta. Os indicadores, discretos ou continuamente distribuídos, foram calculados, normalizados, ajustados à relação direta ou inversa com a desertificação, ponderados por especialistas de diferentes áreas do conhecimento e organizados em planos de informação do tipo raster. Técnicas de análise de decisão multicritério incorporadas a um sistema de informações geográficas foram utilizadas para desenvolver índices multicriteriais de desertificação, para cada categoria DPSIR, como instrumentos de avaliação das causas estruturais, causas diretas, susceptibilidade, consequências e respostas da sociedade para o problema. Os resultados apontaram que causas estruturais do processo, entre elas a concentração de terra, desigualdade social e cultura do consumo, mantêm 49,7% da área estudada em níveis de severidade moderado, forte ou muito forte de desertificação. Já as causas diretas, representadas pelo desmatamento e manejo inadequado da terra, afetam 19,7% da área com a mesma gravidade. Quanto à susceptibilidade ambiental, econômica e social, 83% da área está sujeita a iniciar ou agravar processos de desertificação em níveis de severidade moderado, forte e muito forte. Os impactos do processo, observados pela migração do campo para a cidade e pelo declínio da participação da agropecuária no PIB municipal, ocorrem com igual gravidade em 73,5% da área. Por fim, apenas 19,9% da área está relativamente preparada para enfrentar o problema através da organização do poder público e da sociedade civil em virtude dos níveis baixo e muito baixo de desertificação registrados. Numa avaliação global, considerando simultaneamente os 27 descritores do problema, observou-se que 59,7% da região está submetida a níveis moderado, forte ou muito forte de desertificação. Diante dos resultados alcançados, o estudo em questão sugere a promoção de ações governamentais e da sociedade civil para ampliar o acesso da população rural, nas áreas mais afetadas, à terra, à programas de geração ou transferência de renda, à educação básica universalizada, à assistência técnica agroecológica, à programas de recomposição da vegetação nativa, à serviços de proteção social dos contingentes que migram para as cidades, entre outras iniciativas, visando o enfrentamento do processo de desertificação e mitigação de suas consequências.
Abstract: Desertification is a global phenomenon characterized by the degradation of land in the arid, semi-arid and dry sub-humid areas for which environmental, social, economic and institutional factors compete. Define a set of actions to address it requires knowledge of the complex relationships established between society and the environment to identify and monitor the causes and consequences of the process. The modeling of this reality remains a challenge for researchers worldwide, especially in Brazil, due to the large number of aspects to be considered for which there is not always reliable and available information. To reduce this gap, this study structured a system of evaluation and spatial comparison of desertification for the 32 municipalities of Seridó geographical microregions in Paraíba and Rio Grande do Norte from a set of 27 indicators recommended in the related literature, organized according to the conceptual model DPSIR - forces, pressures, state, impacts, and responses. The indicators, either discrete or continuously distributed, were calculated, normalized, adjusted for the direct or inverse relationship with desertification, weighted by experts from different areas of knowledge and organized into raster type information plans. Multicriteria decision analysis techniques incorporated into a geographic information system were used to develop multicriteria desertification indexes for each DPSIR category as instruments for assessing the structural causes, direct causes, susceptibility, consequences and society’s responses to the problem. The results pointed out that the structural causes of the process, including land concentration, social inequality and consumption culture, hold 49.7% of the area in a moderate, strong or very strong level of desertification. Direct causes, represented by deforestation and inadequate land management, affect 19.7% of the area in the same way. Regarding environmental, economic and social susceptibility, 83% of the area is subject to initiate or aggravate desertification processes at moderate, strong and very strong levels. The impacts of the process, observed by migration from the countryside to the city and by the decline of agriculture and livestock’s contribution to local GDP, occur equally in 73.5% of the area. Finally, only 19.9% of the area is relatively prepared to tackle the problem through the organization of government and civil society. In an overall assessment, 59.7% of the region is subjected to moderate, strong or very strong levels of desertification, considering all the 27 descriptors of the problem. Most of the region, according to the study, demand actions of governments and society to expand rural population access to land, income generation or transfer programs, universal basic education, agroecological technical assistance, native vegetation recovery programs, social protection services for the contingents that migrate to the cities, among other initiatives, aiming to confront the desertification process and mitigate its consequences.
Keywords: Desertificação
DPSIR
Análise de Decisão Multicritério
Sistema de Informações Geográficas
GIS-MCDA
Desertification
Multicriteria Decision Analysis
Geographic Information System
???metadata.dc.subject.cnpq???: Recursos Hídricos
URI: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/312
Appears in Collections:Doutorado em Recursos Naturais.

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
RICARDO DA CUNHA CORREIA LIMA - TESE (PPGRN) 2017.pdf7.78 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.