Please use this identifier to cite or link to this item: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/3599
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creator.IDSIMÕES, E. M.pt_BR
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/7100426802449287pt_BR
dc.contributor.advisor1LIMA, Joedla Rodrigues de.-
dc.contributor.advisor1IDLIMA, J. R.pt_BR
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/9739711047450380pt_BR
dc.contributor.referee1BAKKE, Olaf Andreas.-
dc.contributor.referee2MENDONÇA, Izaque Francisco Candeia de.-
dc.description.resumoPara o desenvolvimento de medidas de conservação e manutenção dos recursos hídricos, é necessário compreender as interações existentes entre a precipitação e a dinâmica da cobertura vegetal no espaço/tempo, o que tem sido possível devido ao emprego do NDVI. A sub-bacia do Rio Espinharas passa por grandes alterações em sua paisagem, causadas principalmente pela expansão das atividades antrópicas, portanto, espera-se diante deste quadro, demonstrar a relação entre o NDVI e a precipitação na referida sub-bacia. O objetivo deste estudo foi verificar o comportamento do Índice de Vegetação por Diferença Normalizada (NDVI), para a sub-bacia do Rio Espinharas, nos períodos seco e chuvoso dos anos de 2005 e 2015, correlacionando-o à precipitação acumulada em cada período. Foi gerada uma malha de pontos correspondente à localização geográfica de 12 plataformas de coleta de dados (PCD). A partir de cada PCD, foi determinado um raio de 5 km, no qual foram marcados aleatoriamente 30 pontos amostrais para aquisição dos valores de NDVI em áreas de vegetação natural. Considerando a variação do NDVI na área de estudo, durante os períodos analisados, pode-se observar mudanças significativas da vegetação caatinga do período chuvoso para o período seco. O ano de 2005 apresentou maiores valores de NDVI em relação a 2015, com valores máximos de 0,71 e 0,78 no período seco e úmido, respectivamente. No ano de 2015, os valores máximos são de 0,64 e 0,61, para o período seco e úmido, respectivamente. Os maiores valores foram observados no período chuvoso de 2005, nas estações meteorológicas de Matureia, Salgadinho e Areia de Baraúnas. Essas áreas são marcadas pela presença de uma vegetação nativa densa, encontrada nas áreas mais elevadas do terreno, como encostas de morros. No período seco, nota-se a baixa variabilidade dos valores de NDVI, sendo as maiores leituras observadas nas plataformas de Matureia, Salgadinho e Teixeira. As plataformas que apresentaram as maiores reduções nos valores de NDVI de 2005 para 2015, no período chuvoso, foram Matureia, Santa Teresinha e Salgadinho, com reduções de 41,9%, 38,2% e 32,7%, respectivamente. As correlações mais significativas para as variáveis analisadas foram estabelecidas para os períodos secos, com coeficientes de correlação de Pearson de 0,71, em 2005, e 0,48 para 2015. Isto indica uma relação progressiva entre as variáveis com a diminuição dos totais pluviométricos. As menores correlações foram verificadas no período chuvoso, com valores de 0,09, em 2005, e 0,19 para o ano de 2015. A elevação dos níveis pluviométricos na região não implicou o aumento progressivo nos valores de NDVI. Sugere-se assim que, para novos estudos na região, seja explorado um período maior de observação durante os anos, visando minimizar o efeito de situações extremas. Além da precipitação acumulada, outros fatores podem ser relacionados, como declividade do terreno, temperatura e tipo de solo, que são importantes fatores a serem considerados, sugerindo-se uma análise conjunta dos mesmos.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentCentro de Saúde e Tecnologia Rural - CSTRpt_BR
dc.publisher.programPÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS FLORESTAISpt_BR
dc.publisher.initialsUFCGpt_BR
dc.subject.cnpqCiências Florestais.pt_BR
dc.titleAplicação do Índice de Vegetação por Diferença Normalizada (NVDI) associada às variáveis pluviométricas para Sub-bacia do Rio Espinharas, PB/RN.pt_BR
dc.date.issued2017-03-31-
dc.description.abstractIn order to development the means of conservation and maintenance of water resources it is necessary to understand the interactions between rainfall and the dynamics of vegetation in space/time, which has been possible due to the use of NDVI. The sub-basin of the Espinharas River undergoes great changes in its landscape, mainly caused by the expansion of anthropic activities, therefore, it is expected to demonstrate the relationship between the NDVI and the precipitation in the mentioned sub-basin. The aim of this paper was to verify the behavior of the Normalized Difference Vegetation Index (NDVI) at the sub-basin of the Espinharas River in the dry and rainy periods between 2005 and 2015, correlating it with accumulated precipitation in each period. A dot mesh representing the geographical location of 12 data collection platforms (DCP) was generated. From each DCP, a 5 km radius was determined, in which 30 sampling points were randomly selected for acquisition of NDVI rates in areas of natural vegetation. Considering the variation of the NDVI in the study area during the analyzed period, it is possible to observe significant changes in the concentration of caatinga vegetation from the rainy period to the dry period. The year 2005 presented the highest values of NDVI in relation to 2015, with the highest amounts of 0.71 and 0.78 in the dry and wet periods, respectively. In 2015, the maximum values were 0.64 and 0.61 for the dry and humid periods, respectively. The highest values were observed in the rainy season of 2005, in the meteorological stations of Maturéia, Salgadinho and Areia de Baraúnas. These areas are marked by the presence of dense native vegetation found in the highest areas of the land area, such as hillsides. Regarding the dry period, low variations in the NDVI rates were observed, with the highest readings observed in the platforms of Maturéia, Salgadinho and Teixeira, in the years studied. The platforms that presented the greatest reductions in NDVI values from one year to another in the rainy season were Maturéia, Santa Teresinha and Salgadinho, with reductions of 41.9%, 38.2% and 32.7% respectively. The most significant correlations for the analyzed variables were established for the dry periods, with Pearson correlation coefficients of 0.71 in 2005 and 0.48 for 2015. Such findings indicate a progressive connection between the variables with the decrease of rainfall totals. The lowest correlations were observed in the rainy season, with rates of 0.09 in 2005 and 0.19 in 2015. The increase in rainfall levels in the region did not imply a progressive increase in NDVI values. It is suggested that, for new studies in the region, a longer period of observation over the years should be explored in order to minimize the effect of extreme situations. In addition to the accumulated rainfall, other factors could be related, such as the steepness of the land area, temperature and soil type, which are important factors to be considered, suggesting a combined analysis among them.pt_BR
dc.identifier.urihttp://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/3599-
dc.date.accessioned2019-04-26T21:44:07Z-
dc.date.available2019-04-26-
dc.date.available2019-04-26T21:44:07Z-
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.subjectÍndice de Vegetação por Diferença Normalizadapt_BR
dc.subjectVariáveis pluviométricaspt_BR
dc.subjectSub-bacia do Rio Espinharaspt_BR
dc.subjectBioma caatingapt_BR
dc.subjectBacias hidrográficaspt_BR
dc.subjectGeoprocessamentopt_BR
dc.subjectSistema de Informação Geográficapt_BR
dc.subjectSensoriamento remotopt_BR
dc.subjectProcessamento de imagens de satélitept_BR
dc.subjectManutenção dos recursos hídricospt_BR
dc.subjectRecursos hídricospt_BR
dc.subjectDinâmica da cobertura vegetalpt_BR
dc.subjectWatershedspt_BR
dc.subjectGeoprocessingpt_BR
dc.subjectGeographic information systemspt_BR
dc.subjectRemote sensingpt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.creatorSIMÕES, Ewerton Medeiros.-
dc.publisherUniversidade Federal de Campina Grandept_BR
dc.languageporpt_BR
dc.title.alternativeApplication of the Normalized Difference Vegetation Index (NVDI) associated to the pluviometric variables for the Spinharas Sub Subway.pt_BR
dc.identifier.citationSIMÕES, Ewerton Medeiros. Aplicação do Índice de Vegetação por Diferença Normalizada (NVDI) associada às variáveis pluviométricas para Sub-bacia do Rio Espinharas, PB/RN. 2017. 75f. (Dissertação de Mestrado em Ciências Florestais), Programa de Pós-graduação em Ciências Florestais, Centro de Saúde e Tecnologia Rural, Universidade Federal de Campina Grande – Patos – Paraíba Brasil, 2017.pt_BR
Appears in Collections:Mestrado em Ciências Florestais.

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
EWERTON MEDEIROS SIMÕES - DISSERTAÇÃO PPGCF 2017..pdfEwerton Medeiros Simões - Dissertação PPGCF 2017.1.61 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.