Please use this identifier to cite or link to this item: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/3641
Title: Geotecnologias aplicadas ao uso e cobertura dos solos da Sub-bacia Hidrográfica do Rio Espinharas - PB/RN/PE com ênfase em áreas de preservação permanente e de uso restrito.
Other Titles: Geotechnologies applied to the use and soil cover of the Subbasin of the Espinharas River PB / RN / PE with emphasis on areas of permanent preservation and of restricted use.
???metadata.dc.creator???: MEDEIROS, Felipe Silva de.
???metadata.dc.contributor.advisor1???: LIMA, Joedla Rodrigues de.
???metadata.dc.contributor.referee1???: DANTAS NETO, José.
???metadata.dc.contributor.referee2???: BAKKE, Ivonete Alves.
Keywords: Geotecnologias;Sensoriamento remoto;Sub-bacia do Rio Espinharas;Rio Espinharas;Drenagem;Áreas de preservação permanente;Áreas de uso restrito;Bacia hidrográfica;Degradação ambiental;Gestão ambiental;Sistema LANDSAT;Geoprocessamento;Geotechnology;Remote sensing;Areas of permanent preservation;Ambiental degradation
Issue Date: 25-May-2018
Publisher: Universidade Federal de Campina Grande
Citation: MEDEIROS, Felipe Silva de. Geotecnologias aplicadas ao uso e cobertura dos solos da Sub-bacia Hidrográfica do Rio Espinharas - PB/RN/PE com ênfase em áreas de preservação permanente e de uso restrito. 2018. 98f. (Dissertação de Mestrado em Ciências Florestais), Programa de Pós-graduação em Ciências Florestais, Centro de Saúde e Tecnologia Rural, Universidade Federal de Campina Grande – Patos – Paraíba Brasil, 2018.
???metadata.dc.description.resumo???: Os objetivos específicos deste trabalho foram: realizar estudo morfométrico da SBH; mapear as Áreas de Preservação Permanentes (APP) e as áreas de Uso restrito (AUR) da SBH do rio Espinharas; analisar a intensidade de uso da SBH do rio Espinharas e sugerir medidas mitigadoras para a possível degradação encontrada, mapear o uso e a cobertura do solo da SBH e verificar os conflitos em APP e AUR. A área de drenagem da SBH do rio Espinharas estende-se por trinta e um (31) municípios, sendo vinte e cinco (25) no Estado da Paraíba, três (03) no Estado do Rio grande do Norte e três (03) do Estado do Pernambuco. A SBH classifica-se como uma bacia de 5ª ordem de ramificação, formando um desenho de padrão dendrítico, ocorrência comum na região semiárida. A área de drenagem é de 3.329,57 km² e 552,30 km de perímetro. De acordo com os valores do Coeficiente de compacidade (2,68) e Fator de forma (0,32), a SBH tem um formato irregular que se difere da figura de um círculo, aproximando-se de um formato alongado, sendo assim pouco propícia a inundações. O Índice de Circularidade (0,14) é considerado baixo, corroborando com a informação anterior, pois quanto mais próximo de 1,0 for o formato da SBH, mais se aproxima de um círculo. Sua altitude varia de 128 m a 1195m, com altitude média 661,6. Os dados SRTM foram úteis para definição da rede de drenagem, incluindo os dados de sensoriamento remoto para atingir melhor precisão na determinação da hidrografia. As classes de uso e cobertura do solo na SBH do rio Espinharas possui o predomínio das tipologias de Caatinga Arbustiva Arbórea Aberta (CAAA) com 2.239,37 km² (68,13%), Caatinga Arbustiva Arbórea Fechada (CAAF) com 203,17 km² (6,18%) da área total da SBH Verificou-se também que 752,67km² (22,90%) da área total corresponde à área antropizada. Os corpos d’água apresentaram uma área de 25,05 km² representando (0,76%) da área total da SBH representadas por barragens, açudes e barreiros. As outras tipologias encontradas foram área urbana com 44,63km² (1,36%) da área total e afloramentos rochosos ocupando 22,06 km² (0,67%) da área total da SBH do rio Espinharas. O emprego de imagens satélites, e de Sistemas de Informações Geográficas (IDRISI, QGIS GRASS) permitiu obter resultados com maior agilidade e a integração e manipulação dos dados espaciais.
Abstract: The specific objectives of this study were: to perform a morphometric study of SBH; map the Permanent Preservation Areas (APP) and the Restricted Use Areas (AUR) of the SBH of the Espinharas river; to analyze the intensity of use of SBH of the Espinharas river and to suggest mitigating measures for the possible degradation found, to map the use and the cover of the soil in the SBH and to verify the conflicts in APP and AUR. The SBH drainage area of the Espinharas River extends through thirtyone (31) municipalities, twenty five (25) in the State of Paraíba, three (03) in the State of Rio Grande do Norte and three (03) in the State of Pernambuco. The SBH is classified as a 5th-order basin of branching, forming a pattern of dendritic pattern, a common occurrence in the semi-arid region. The drainage area is 3,329.57 km² and 552.30 km of perimeter. According to the values of the coefficient of compactness (2.68) and shape factor (0.32), the SBH has an irregular shape that differs from the figure of a circle, approaching an elongated shape, and thus is not conducive to flooding. The Circularity Index (0.14) is considered low, corroborating with the previous information, because the closer to 1.0 is the SBH format, but it approaches a circle. Its altitude varies from 128 m to 1195 m, with average altitude 661.6. SRTM data were useful in defining the drainage network, including remote sensing data to achieve better accuracy in hydrographic determination. The classes of land use and cover in the SBH of the Espinharas river have the predominance of the types of Caatinga Arbustiva Aberta Arbacirea Aberta (CAAA) with 2,239.37 km² (68.13%), Caatinga Arbustiva Arbórea Fechada (CAAF) with 203.17 km² (6.18%) of the total SBH area. It was also verified that 752.67 km² (22.90%) of the total area corresponds to the anthropized area. The water bodies presented an area of 25.05 km² representing (0.76%) of the total area of the SBH represented by dams, dams and barriers. The other typologies were urban area with 44.63 km² (1.36%) of the total area and rocky outcrops occupying 22.06 km² (0.67%) of the total area of the SBH of the Espinharas river. The use of satellite images and of Geographic Information Systems (IDRISI, QGIS GRASS) allowed to obtain results with greater agility and the integration and manipulation of the spatial data.
Keywords: Geotecnologias
Sensoriamento remoto
Sub-bacia do Rio Espinharas
Rio Espinharas
Drenagem
Áreas de preservação permanente
Áreas de uso restrito
Bacia hidrográfica
Degradação ambiental
Gestão ambiental
Sistema LANDSAT
Geoprocessamento
Geotechnology
Remote sensing
Areas of permanent preservation
Ambiental degradation
???metadata.dc.subject.cnpq???: Ciências Florestais.
URI: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/3641
Appears in Collections:Mestrado em Ciências Florestais.

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
FELIPE SILVA DE MEDEIROS - DISSERTAÇÃO PPGCF 2018..pdfFelipe Silva de Medeiros - Dissertação PPGCF 2018.2.67 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.