Please use this identifier to cite or link to this item: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/3659
Title: Obtenção da evapotranspiração real diária através da aplicação de técnicas de sensoriamento remoto no semiárido brasileiro.
Other Titles: Obtaining real daily evapotranspiration through the application of remote sensing techniques in the Brazilian semi-arid.
???metadata.dc.creator???: BORGES, Camilla Kassar.
???metadata.dc.contributor.advisor1???: SANTOS, Carlos Antonio Costa dos.
???metadata.dc.contributor.referee1???: ALCÂNTARA, Clênia Rodrigues.
???metadata.dc.contributor.referee2???: BEZERRA, Bergson Guedes.
Keywords: Evapotranspiração;S-SEBI (Algoritmo);SSEB (Algoritmo);SEBAL;Semiárido;Evapotranspiration;Semiarid
Issue Date: 13-Mar-2013
Publisher: Universidade Federal de Campina Grande
Citation: BORGES, C. K. Obtenção da evapotranspiração real diária através da aplicação de técnicas de sensoriamento remoto no semiárido brasileiro. 2013. 80 f. Dissertação (Mestrado em Meteorologia) – Programa de Pós-Graduação em Meteorologia, Centro de Tecnologia e Recursos Naturais, Universidade Federal de Campina Grande, Paraíba, Brasil, 2013.
???metadata.dc.description.resumo???: A perda de água na forma de vapor da superfície para atmosfera é conhecida por evapotranspiração, a qual libera grandes volumes de água do solo por evaporação e da vegetação por transpiração. Estimar o consumo de água em áreas irrigadas é importante para um bom planejamento, gestão e uso racional deste recurso, bem como para melhorar a produção. Para este estudo serão processadas imagens orbitais de Quixeré-CE, com interesse na Fazenda Frutacor, onde há predominânica da cultura da bananeira. Por isso, o principal objetivo deste estudo foi avaliar a precisão e a operacionalidade dos algoritmos S-SEBI e SSEB em relação ao SEBAL para estimar a evapotranspiração real diária (ETa) de uma região semiárida do nordeste brasileiro, contendo áreas do pomar de bananeiras, caatinga e solo exposto. Os modelos S-SEBI e SSEB exibiram forte correlação, de r > 0,93, com significância de 5% e mais de 86% de variação explicada. Verificou-se que o SSEB subestimou a ETa em todas as análises, e de maneira geral o S-SEBI superestimou. O S-SEBI exibiu erros inferiores a 12% no pomar e caatinga e o SSEB exibiu erros superiores a 22%, contudo para o solo exposto ambos os modelos apresentaram grandes discrepâncias em relação ao SEBAL, com erros superiores a 36%.. Portanto, dentre os dois algoritmos comparados com o SEBAL, o S-SEBI mostrou melhor desempenho para estimar a ETacom menores discrepâncias.
Keywords: Evapotranspiração
S-SEBI (Algoritmo)
SSEB (Algoritmo)
SEBAL
Semiárido
Evapotranspiration
Semiarid
???metadata.dc.subject.cnpq???: Meteorologia
Micrometeorologia
URI: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/3659
Appears in Collections:Mestrado em Meteorologia.

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
CAMILLA KASSAR BORGES – DISSERTAÇÃO (PPGMET) 2013.pdf2.18 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.