Please use this identifier to cite or link to this item: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/4092
Title: Secagem e armazenamento de polpa de mangaba.
Other Titles: Drying and storage of mango pulp.
???metadata.dc.creator???: MEDEIROS, Jozan.
???metadata.dc.contributor.advisor1???: FIGUEIRÊDO, Rossana Maria Feitosa de.
???metadata.dc.contributor.advisor2???: QUEIROZ, Alexandre José de Melo.
???metadata.dc.contributor.referee1???: GURJÃO, Kátia Cristina de Oliveira.
???metadata.dc.contributor.referee2???: GOMES, Josivanda Palmeira.
Keywords: Mangaba - Cultura;Polpa de Mangaba - Secagem e Armazenamento;Mangaba em Pó - Produção;Armazenamento de Produtos Agrícolas;Processamento de Produtos Agrícolas;Mangaba - Culture;Mangaba Pulp - Drying and Storage;Mangaba in Powder - Production;Agricultural Storage;Processing of Agricultural Products
Issue Date: Feb-2007
Publisher: Universidade Federal de Campina Grande
Citation: MEDEIROS, Jozan. Secagem e armazenamento de polpa de mangaba. 2007. 177 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Agrícola) Programa de Pós-Graduação em Engenharia Agrícola, Centro de Tecnologia e Recursos Naturais, Universidade Federal de Campina Grande, Campina Grande, Paraíba, Brasil, 2007.
???metadata.dc.description.resumo???: Este trabalho foi desenvolvido com o objetivo de se produzir mangaba em pó pelo método de secagem em camada de espuma, utilizando-se diferentes temperaturas, e avaliar sua estabilidade durante o armazenamento a temperatura ambiente, acondicionada em dois tipos de embalagem laminada. As espumas, produzidas a partir da polpa de mangada integral com adição de um emulsificante e um estabilizante, foram desidratadas em estufa com circulação de ar nas temperaturas de 50, 60 e 70 oC, sendo os modelos de secagem de Cavalcanti Mata, Henderson & Pabis e Page ajustados aos dados experimentais da secagem. O material seco foi triturado para obtenção das amostras em pó. A polpa de mangaba integral e a polpa formulada foram caracterizadas quanto a umidade, sólidos totais, pH, sólidos solúveis totais (oBrix), cinzas, ácido ascórbico, acidez total titulável, açúcares redutores, cor e densidade. Determinaram-se as isotermas de adsorção de umidade da mangaba em pó, nas temperaturas de 20, 25 e 30 ºC e ajustou-se os modelos de GAB, Peleg e Oswin, aos dados experimentais. A mangaba em pó foi armazenada durante 180 dias e avaliada a cada 30 dias, quanto à evolução da umidade, pH, cinzas, ácido ascórbico, acidez total titulável, açúcares redutores e cor. A incorporação de aditivos à polpa integral resultou em acréscimo no teor de sólidos solúveis totais, redução nos teores de sólidos totais, cinzas, ácido ascórbico, acidez total titulável e açúcares redutores e manutenção do pH. Dos modelos utilizados para o ajuste da cinética de secagem da polpa formulada, o de Cavalcanti Mata mostrou os maiores coeficientes de determinação (R2), representando melhor os dados observados. Obtiveram-se os melhores ajustes aos dados das isotermas de adsorção de umidade da mangaba em pó utilizando-se o modelo de Peleg. Durante o armazenamento da mangaba em pó constatou-se, nas duas embalagens, tendência de aumento com o tempo de estocagem da umidade e do pH; o ácido ascórbico, acidez total titulável, açúcares redutores, luminosidade e intensidade de amarelo, sofreram reduções com o tempo e a fração de cinzas se manteve estável.
Abstract: This work was developed with the objective of producing mangaba powder by the foam layer drying method, using different temperatures, and evaluating its stability during storage at room temperature, packaged in two types of laminated packaging. The foams, produced from the integral manure pulp with the addition of an emulsifier and a stabilizer, were dehydrated in an oven with air circulation at temperatures of 50, 60 and 70 oC. The drying models of Cavalcanti Mata, Henderson & Pabis and Page adjusted to the experimental data of the drying. The dried material was ground to obtain the powder samples. The whole mango pulp and the formulated pulp were characterized as moisture, total solids, pH, total soluble solids (oBrix), ashes, ascorbic acid, titratable total acidity, reducing sugars, color and density. Moisture adsorption isotherms of the mango powder were determined at temperatures of 20, 25 and 30 ° C and the GAB, Peleg and Oswin models were fitted to the experimental data. The mango powder was stored for 180 days and evaluated every 30 days for moisture, pH, ash, ascorbic acid, total titratable acidity, reducing sugars and color. The incorporation of additives into the whole pulp resulted in an increase in the total soluble solids content, reduction in total solids, ash, ascorbic acid, total titratable acidity and reducing sugars and pH maintenance. From the models used to adjust the drying kinetics of the formulated pulp, Cavalcanti Mata showed the highest coefficients of determination (R2), better representing the observed data. The best adjustments were made to the moisture adsorption isotherms of the mangaba powder using the Peleg model. During storage of the mango powder it was observed, in both packages, a tendency of increase with the storage time of the humidity and the pH; ascorbic acid, titratable total acidity, reducing sugars, luminosity and yellow intensity, were reduced over time and the ash fraction remained stable.
Keywords: Mangaba - Cultura
Polpa de Mangaba - Secagem e Armazenamento
Mangaba em Pó - Produção
Armazenamento de Produtos Agrícolas
Processamento de Produtos Agrícolas
Mangaba - Culture
Mangaba Pulp - Drying and Storage
Mangaba in Powder - Production
Agricultural Storage
Processing of Agricultural Products
???metadata.dc.subject.cnpq???: Engenharia Agrícola
URI: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/4092
Appears in Collections:Mestrado em Engenharia Agrícola.

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
JOZAN MEDEIROS-DISSERTAÇÃO (PPGEA) 2007.pdf742.79 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.