Please use this identifier to cite or link to this item: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/4431
Title: Os Aymara: construindo a revolução índia no ciberespaço.
Other Titles: The Aymara: building the Indian revolution in cyberspace.
???metadata.dc.creator???: NASCIMENTO, Celso Gestemeier do.
???metadata.dc.contributor.advisor1???: MENEZES, Marilda Aparecida de.
???metadata.dc.contributor.referee1???: MALDONADO, Simone.
???metadata.dc.contributor.referee2???: VASCONCELOS, Lúcio Flávio.
???metadata.dc.contributor.referee3???: LOURENÇO, Fernando.
???metadata.dc.contributor.referee4???: ARANHA, Gervácio Batista.
Keywords: Ciberespaço;Povo Aymara;Povo Indígena - Bolívia;Evo Morales - Presidente Boliviano;Neoliberalismo Boliviano;Internet e Movimentos Sociais;Democracia;Cyberspace;Aymara People;Indigenous People - Bolivia;Evo Morales - Bolivian President;Bolivian Neoliberalism;Internet and Social Movements;Democracy
Issue Date: Aug-2009
Publisher: Universidade Federal de Campina Grande
Citation: NASCIMENTO, Celso Gestermeier do. Os Aymara: construindo a revolução índia no ciberespaço. 2009. 364f. (Tese de Doutorado em Ciências Sociais) - Programa de Pós-graduação em Ciências Sociais, Centro de Humanidades, Universidade Federal de Campina Grande - Paraíba - Brasil, 2009.
???metadata.dc.description.resumo???: Em pleno inicio de um novo seculo, e importante destacar que pela primeira vez um indígena da etnia aymara - Evo Morales - surpreende o mundo ao assumir a presidência da Bolívia Entretanto, olhando-se um pouco mais de perto a realidade desse pais nos últimos anos do seculo XX e inícios do seculo X X I , e possível perceber uma longa trajetória de resistência dos aymaras a implantação de uma nova nação aos moldes ocidentais, sob o impacto do neoliberalismo e da globalização e econômica que exacerbou a concentração de renda e tornou mais difíceis as condições de vida de comunidades indígenas. Tal processo ocorreu através de conflitos explícitos com o exercito nacional, como de variadas formas de resistência cotidianas que permitiram alimentar um sonho de seculos: a reconstituição do Qollasuyu, pedaço dourado aymara do antigo mundo pre-incaico. Nos contextos de um novo seculo, com o advento de uma sociedade onde a informação rápida e disseminada torna-se vital, os aymara recuperam o conceito de Revolução índia para transformar a resistência cotidiana numa verdadeira revolução do cotidiano, quebrando com as limitações da participação politico-partidária e sindical, mas valendo-se da tradição da militância marxista, para fundar sua própria ideologia: o katarismo. Ao buscar no passado o suporte para formas de ação no presente, o katarismo rompe com as tradicionais fronteiras entre passado, presente e futuro, englobando-o na sua proposta de revolução e valendo-se de todos os meios disponíveis - inclusive a internet - para preparar o futuro que já podia ser encontrado latente no passado e que se encontra em elaboração no presente. A revolução proposta consiste de um fazer-se no dia-a-dia para se criar uma sociedade aymara no futuro. Através do ciberespaco eles abrem algumas brechas de resistência e de construção de suas identidades, o que nos permite vislumbrar estrategias de ação e pequenos clarões desse mundo que tenta retornar para fazer-se novo.
Abstract: In the beginning of a new century it is important to point out that for the first time an descendent of the aymara ethny - Evo Morales - surprises the world by reaching the presidency of Bolivia. However, by taking a closer look at the reality o f that country over the last years o f the XX century and over the beginning o f the XXI century, it is possible to find out a long path of resistance of the ayamaras to the implementation of a new nation based on the occidental way, under the impact t of neoliberalisin and economic globalization that increased income concentration and made the conditions of life of the Indian communities more difficult. The mentioned process occurred throughout explicit conflicts with the national army and with many forms o f everyday resistance that allowed feeding a dream of centuries: the reconstitution o f the Qollasuyu, aymara golden piece of the ancient pre-lncaic world. In the context of a new century, the development of a society where fast and disseminated information became vital; this process made the aymara recover the concept of Indian Revolution and turn the everyday resistance into a true everyday revolution, breaking up with the limitations of the union and political partidary participation and basing itself on the Marxist tradition to build their own ideology: the katarism. By searching in the past for the support to ways of action in the present, it is possible to find out that the katarism breaks up with the traditional frontiers between past, present and future, embodying them in its proposal of revolution and using all available means - including the internet - to prepare the future that already could be found latent in the past and now is been elaborated. The revolution proposed consists in a constant work to create an aymara society in the future. Because o f the use of the cyberspace, they open breaches o f resistance and construction of their identities, what allows us to catch a glimpse of action strategies and, also, of this world that is trying to return to make itself new.
Keywords: Ciberespaço
Povo Aymara
Povo Indígena - Bolívia
Evo Morales - Presidente Boliviano
Neoliberalismo Boliviano
Internet e Movimentos Sociais
Democracia
Cyberspace
Aymara People
Indigenous People - Bolivia
Evo Morales - Bolivian President
Bolivian Neoliberalism
Internet and Social Movements
Democracy
URI: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/4431
Appears in Collections:Doutorado em Ciências Sociais.

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
CELSO GESTERMEIER DO NASCIMENTO - TESE PPGCS 2009..pdfCelso Gestermeier do Nascimento - Tese de Doutorado PPGCS 2009. 58.4 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.