Please use this identifier to cite or link to this item: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/4836
Title: "Doido é quem fala": uma etnografia sobre sociabilidades e estigmas entre usuários/as CAPS de Sumé-PB.
Other Titles: "Crazy is who speaks": an ethnography on sociabilities and stigma between users / CAPS Sumé-PB.
???metadata.dc.creator???: ANDRADE, Milenna Jordana de Sousa.
???metadata.dc.contributor.advisor1???: OLIVEIRA, Luciana Maria Ribeiro de.
???metadata.dc.contributor.referee1???: TELLA, Marco Aurélio Paz.
???metadata.dc.contributor.referee2???: SOUZA, Wallace Gomes Ferreira de.
Keywords: Estudo etnográfico;Sociabilidade;Internacionalismo simbólico;Ethnographic study;Sociability;Symbolic internationalism
Issue Date: 19-Sep-2017
Publisher: Universidade Federal de Campina Grande
Citation: ANDRADE, Milenna Jordana de Sousa. "Doido é quem fala": uma etnografia sobre sociabilidades e estigmas entre usuários/as CAPS de Sumé-PB. 2017. 75f. (Trabalho de Conclusão de Curso – Monografia), Curso de Licenciatura em Ciências Sociais, Centro de Desenvolvimento Sustentável do Semiárido, Universidade Federal de Campina Grande, Sumé – Paraíba – Brasil, 2017.
???metadata.dc.description.resumo???: Esta monografia foi resultado de uma pesquisa etnográfica realizada no Centro de Atenção Psicossocial – CAPS I – Estação Novos Rumos Sumé. O estudo visa compreender as relações de sociabilidade e/ou práticas de rotulação social dos/as usuários/as do Centro de Atenção Psicossocial – CAPS (Sumé/PB) entre si e com a comunidade local. Com base na perspectiva do interacionismo simbólico da escola de chicago, com as teorias interacionistas de desvio com Howard Becker (2008) e Rótulo de Erving Goffman (1993), torna-se pertinente para a compreensão e o entendimento das ações e das relações construídas na sociedade, onde os “normais” e os “desviantes” são constituídos pelo mesmo grupo social. Este estudo visa abordar as relações de sociabilidade entre os/as usuários/as e de como esses laços de afeto torna o CAPS como a segunda família, como também entender a presença de atribuições estigmatizantes através da fala dos/as usuários/as. A pesquisa se caracteriza como etnográfica, tornando-se o campo como fundamental para o desenvolvimento do percurso do/a pesquisador/a.
Abstract: This monograph was the result of an ethnographic research carried out at the Psychosocial Care Center - CAPS I – Novos Rumos Sumé Station. The study aims to understand the social relations and/or social labelling practices of the users of the Psychosocial Care Center - CAPS (Sumé/PB) among themselves and with the local community. Based on the perspective of symbolic interactionism of the Chicago school, with the interactionist deviance theories according to Howard Becker (2008) and Label according to Erving Goffman (1993), it becomes pertinent to the comprehension and understanding of the actions and relations built in the society, where the "normal people" and the "deviant people" are made up of the same social group. This study aims to address the sociability relations between users and how these affection ties make CAPS as a second family, as well as to understand the presence of stigmatizing assignments through the users' speech. The research is characterized as ethnographic, becoming this field as fundamental for the development of the researcher‟s trajectory.
Keywords: Estudo etnográfico
Sociabilidade
Internacionalismo simbólico
Ethnographic study
Sociability
Symbolic internationalism
URI: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/4836
Appears in Collections:Curso de Licenciatura em Ciências Sociais

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MILENNA JORDANA DE SOUSA ANDRADE - TCC CIÊNCIAS SOCIAIS CDSA 2017..pdfMilenna Jordana de Sousa Andrade - TCC Ciências Sociais CDSA 2017.1.41 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.