Please use this identifier to cite or link to this item: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/4936
Title: A volta do ouro branco: a revitalização da cultura algodoeira herbácea no Sítio Lagoa de Dentro
Other Titles: The return of white gold: the revitalization of the herbaceous cotton crop in the Lagoa de Dentro site.
???metadata.dc.creator???: TAVARES, Maria Nunes de Albuquerque.
BENTO, Maria Gislene dos Santos.
BATISTA, Renata Gomes.
???metadata.dc.contributor.advisor1???: SOUZA, Francisco Augusto de.
???metadata.dc.contributor.referee1???: SOUZA, Marcos Assis Pereira de.
???metadata.dc.contributor.referee2???: ARAUNA, Luis Carlos Timóteo.
Keywords: Algodão;Cultura Algodoeira;Paraíba-atividade algodoeira;Agricultura;Cotton;Algodoeira Culture;Paraíba-cotton activity;Agriculture
Issue Date: 6-Apr-2006
Publisher: Universidade Federal de Campina Grande
Citation: TAVARES, Maria Nunes de Albuquerque; BENTO, Maria Gislene dos Santos; BATISTA, Renata Gomes. A volta do ouro branco: a revitalização da cultura algodoeira herbáceas no sítio Lagoa de Dentro. 2006. 41 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Especialização em Gestão Ambiental para o semi-árido nordestino ) - Centro de Formação de Professores, Universidade Federal de Campina Grande, Cajazeiras, Paraíba, Brasil, 2006.
???metadata.dc.description.resumo???: Este projeto propõe mostrar a importância da cultura algodoeira a partir da sua origem, expansão, decadência e revitalização. Originário da America do Sul, cultivado pelos nossos primeiros habitantes os indígenas. Sua difusão deu-se somente nos meados do século XVIII, quando a revolução Industrial se desenvolveu na Inglaterra prolongando-se por mais de um século. Vários fatores contribuíram para sua decadência dentre eles estão a concorrência com o mercado externo e interno, a fibra sintética, e outras áreas produtoras de algodão que controlavam o mercado e o poder econômico. Alem disso, na década de 80 a 90 no século vinte surgiu a "praga do bicudo" contribuindo na dizimação dessa cultura. A revitalização, ou seja, dar nova vida a cultura algodoeira nasceu da necessidade complementar na renda familiar. Entretanto sabemos que só o incentivo ao algodão seria a solução a sustentabilidade do homem no meio rural.
Abstract: This project proposes to show the importance of the cotton culture from its origin. expansion and revitalization. Originally from South America, cultivated by our first inhabitants the natives. Its diffusion only occurred in the middle of century XVIII, when the Industrial revolution developed in England prolonging by more than a century. Several factors contributed to its decline, among which are the competition with the Foreign and Internal Market. synthetic fiber, and other cotton producing areas that controlled the market and economic power. In addition, in the decade of 80 to 90 in century twenty appeared "plague of the bicudo" contributing in the decimation of this culture. The revitalization, that is, giving new life to the cotton culture was born of the complementary need in the family income. However we know that only the incentive to cotton would be the solution to the sustainability of the man in the rural environment.
Keywords: Algodão
Cultura Algodoeira
Paraíba-atividade algodoeira
Agricultura
Cotton
Algodoeira Culture
Paraíba-cotton activity
Agriculture
???metadata.dc.subject.cnpq???: Geografia.
URI: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/4936
Appears in Collections:Especialização em Gestão Ambiental para o Semiárido Nordestino

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MARIA NUNES DE ALBUQUERQUE TAVARES; MARIA GISLENE DOS SANTOS BENTO; RENATA GOMES BATISTA. TCC ESP. GESTÃO AMBIENTAL 2006. pdfMaria Nunes da Albuquerque Tavares; Maria Gislene dos Santos Bento; Renata Gomes Batista. TCC ESP. em Gestão Ambiental para o Semi-Árido Nordestino.2006. 8.84 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.