Please use this identifier to cite or link to this item: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/511
Title: A cultura política integralista em cena na Paraíba (1933-1938).
???metadata.dc.creator???: SOUZA, Renato Elias Pires de.
???metadata.dc.contributor.advisor1???: AIRES, José Luciano de Queiroz.
???metadata.dc.contributor.referee1???: LIMA, Luciano Mendonça de.
???metadata.dc.contributor.referee2???: SILVA, Giselda Brito.
Keywords: Cultura política;História política;Integralismo;Política Paraibana;História política da Paraíba;Oligarquias políticas - Paraíba
Issue Date: 24-Apr-2015
Publisher: Universidade Federal de Campina Grande
Citation: SOUZA, R. E. P. de. A cultura política integralista em cena na Paraíba (1933-1938). 176 f. Dissertação (Mestrado em História) – Programa de Pós-Graduação em História, Centro de Humanidades, Universidade Federal de Campina Grande, Paraíba, Brasil, 2015.
???metadata.dc.description.resumo???: Em outubro de 1932 a Ação I ntegralista Brasileira (AIB) marcava o início de suas atividades no cenário político brasileiro, desenvolvendo todo um processo de construção de uma Cultura Política própria, capaz de modelar costumes e valores. Na Paraíba, a chegada e desenvolvimento dessa cultura ocorreu paralelamente ao reordenamento dos grupos oligárquicos locais, que unidos na perspectiva de valorização mitológica do ex-presidente João Pessoa, se enfrentavam em busca de poder, tendo no integralismo muitas vezes um aliado ou em determinados momentos um adversário que deveria ser combatido. Antes mesmo da fundação do núcleo integralista na Paraíba (AIB-PB), a Igreja Católica já demonstrava anuência aos preceitos anticomunistas da AIB, patrocinando por meio do jornal A Imprensa a doutrina do movimento no combate ao “Perigo Vermelho”. Entre os anos de 1933 até 1938 a Cultura Política Integralista foi posta em cena na Paraíba, provocando os mais variados sentimentos, discursos e atitudes frente aos seus seguidores, que conseguiram criar núcleos, escolas e toda uma logística facilitadora a expansão dos seus princípios por diferentes regiões do Estado.
Abstract: In October 1932 the Brazilian I ntegralista (IBA) marked the beginning of its activities in the Brazilian political scene, developing a whole process of building a Culture own policy, able to model customs and values. I n Paraíba, the arrival and development of this culture was parallel to the reorganization of local oligarchic groups, which united in my thological valuation perspective of former President Joao Pessoa, clashed for power, and the fundamentalism oft en an ally or at certain times one opponent that should be fought. Even before the foundation of the fundamentalist core in Paraíba (IBA-PB) the Catholic Church already showed approval for the anti precepts of AIB, sponsoring through the newspaper The Pres s the doctrine of the movement in the fight against "Red Peril". Between the years 1933 to 1938 to I ntegralista Culture Policy was put into play in Paraíba, causing a wide variet y of feelings, speeches and attitudes to his followers, who have managed to create cores, schools and a whole facilitating logistics expansion of its principles by different regions of the state.
Keywords: Cultura política
História política
Integralismo
Política Paraibana
História política da Paraíba
Oligarquias políticas - Paraíba
???metadata.dc.subject.cnpq???: História
Ciências humanas
URI: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/511
Appears in Collections:Mestrado em História.

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
RENATO ELIAS PIRES DE SOUZA – DISSERTAÇÃO (PPGH) 2015.pdf4.57 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.